Não a Pena de Morte. Por que ?

10 08 2007

Sergio Vieira de Mello - Wikipedia “Família de Vieira de Mello pede que terrorista não seja morto. A mãe do brasileiro, Gilda Vieira de Mello, e sua ex-namorada, Carolina Larriera, emitiram um comunicado alertando que Sérgio Vieira de Mello sempre foi “contra a pena de morte”. Gazeta do Povo

Diante dessa atitude linda da família do brasileiro morto em atentado contra a ONU, uma verdadeira homenagem a sua pessoa, devemos refletir e levar informações a nível espiritual dos motivos da não prática da pena de morte.

Para isso não se deve pensar apenas no corpo físico. O homem é formado de corpo e espírito. Com a pena de morte atinge-se o corpo, contudo o espírito irá continuar. E pior, será um espírito livre e com certeza com sentimentos nada positivos.

Além de criar esse inimigo no plano espiritual, onde pode até mesmo influenciar na vida alheia através de uma obsessão, todos os envolvidos na prática da pena de morte estarão se comprometendo na lei universal da ação e reação. Assim sendo, esses indivíduos estarão sujeitos a penas futuras pela ação aprovada da retirada da vida de um criminoso.

Não é conhecido com precisão que tipo de pena seria essa, mas por relatos espíritas pode-se concluir que muitos reencarnações com problemas de saúde graves podem ter origens em ações indevidas no passado distante.

Portanto defendamos o fim da pena de morte, não apenas para dar o direito a vida ao condenado ou evitar erros de processos, mas principalmente pelo bem estar das pessoas honestas e sérias que pensam estar fazendo justiça matando um criminoso. Na realidade estão se prejudicando, assinando assim, um verdadeiro atestado de sofrimento futuro.

Sucesso para todos.

LINKS:

http://www.espirito.org.br

http://www.espirito.org.br/PORTAL/ARTIGOS/ORSON/acao-e-reacao.html

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/correio-fraterno/vida-apos-a-morte.html

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/paulosns/reencarnacao-a-prova-definitiva.html

Anúncios

Ações

Information

3 responses

2 06 2008
Um ano do Blog Joana d´Arc « Joana d´Arc

[…] Não a Pena de Morte. Por que ? […]

25 01 2014
Wilson

Espiritismo e Obsessão.

1) O Espiritismo bem estudado nas Obras de Allan Kardec, Leon Denis, Herculano Pires e Luiz de Mattos, explana que tudo é atração, sintonia ou afinidade no mundo espiritual.
Cada pessoa conforme seus pensamentos, sentimentos e atitudes, vai estabelecer sintonia vibratória com os espíritos desencarnados.
Uma pessoa com maus pensamentos, maus desejos, vícios, sentimentos impuros de ódio, raiva, rancor, medo, fanatismo, egoísmo, falsidade, desonestidade, esta em sintonia mental com espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral.
Tudo reside no padrão moral dos nossos pensamentos, sentimentos e atitudes.
Uma pessoa que procura elevar seus pensamentos, cultivar a prece sincera, cultivar boas intenções, procura combater de forma gradativa seus vícios e maus hábitos, ela consegue elevar seu campo vibratório e dessa forma consegue se sintonizar com os espíritos de luz, atraindo para si uma assistência espiritual benéfica.
O mal tem sintonia com o mal.
O Bem tem sintonia com o Bem.
Tudo é Sintonia dos pensamentos.
Essa é a primeira coisa que devemos entender nessas questões.

2) Os espíritos obsessores não possuem nenhum poder sobre as pessoas de bem, as pessoas que possuem pensamentos elevados e sentimentos nobres e procuram seguir o caminho do Bem, da caridade e da elevação moral, ficam imunes as influencias dos maus espíritos.
O Bem é mais forte que o mal.
A Luz é a mais forte que a escuridão.
O Mestre Allan Kardec fala em seus livros, que são as nossas imperfeições morais que atraem os maus espíritos, para afastar os espíritos inferiores e obsessores temos que procurar combater as nossas imperfeições morais, sem isso tudo mais é inútil.
O Espiritismo Verdadeiro explana que nenhum objeto material tem ação sobre os espíritos, o uso de amuletos, talismã, velas, imagens de santos, medalhas mágicas, terços, palavras sacramentais, sinais cabalísticos, exorcismos, são tudo baboseiras criadas pelas superstições místicas das pessoas.
É no Pensamento e nos sentimentos que reside o valor real.
Nenhum trabalho de macumba, bruxaria ou magia negra pode afetar uma pessoa de conduta moral elevada com pensamentos positivos, a prece sincera, as boas ações, os sentimentos de amor e caridade, a luta contra os maus desejos e vícios, vai formar em torno da pessoa um campo vibratório elevado que vai repelir as vibrações pesadas e negativas dos maus espíritos.
Vibrações positivas repelem vibrações negativas.

3) Os espíritos de Luz ou espíritos elevados não precisam de coisas matérias, eles estão com seus pensamentos e sentimentos moralmente depurados, portanto, quem pede essas coisas matérias como, charutos, cigarros, velas, cachaça, despachos, sacrifícios de inocentes animais, são espíritos desencarnados ainda apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos e obsessores, cuidado!
Vejamos as palavras de Chico Xavier sobre essa questão.
Para espíritos de luz, ou seja, espíritos superiores e puros, não existem necessidades materiais. Os espíritos que trabalham nos terreiros, em sua grande maioria, são aqueles que ainda guardam grandes necessidades das sensações terrenas e por isso usam os médiuns para absorvelas; quando não têm, fazem-no através dos despachos. São, na classificação da Doutrina Espírita, chamados de espíritos mais simples. É claro que existem aqueles outros que, mesmo tendo condição moral mais elevada,
manifestam-se nos terreiros de Umbanda, guardando os procedimentos ali adotados.

Chico Xavier fala, que os Espiritos de Luz não possuem necessidades matérias.
Os espíritos elevados e os bons espíritos jamais vão pedir coisas matérias como, charutos, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, somente espíritos apegados a matéria é que pede tais absurdos.
Os animais merecem o nosso respeito.
Para atrair a assistência luminosa dos espíritos elevados temos que criar condições morais positivas, cultivar pensamentos elevados e nobres, cultivar a prece sincera, cultivar o amor e a caridade, cultivar a honestidade, cultivar a humildade, cultivar o respeito pelos animais, temos que combater as nossas imperfeições morais, combater os vícios, combater os maus desejos e maus hábitos, dessa forma a pessoa entra em sintonia com os Espiritos Superiores e passa a ter as orientações desses espíritos luminosos.
O Bem vai atrair o Bem.
A Virtude vai atrair a virtude.
O mal vai atrair o mal.
O vicio vai atrair o vicio.
Tudo é uma questão de sintonia ou afinidade moral.
Nesses ambientes que predomina o uso de charutos, cigarros, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, o campo vibratório é baixo e denso, as pessoas que estão nesses ambientes só tratam de assuntos matérias vulgares, assuntos sem elevação moral, assuntos como volta da pessoa amada, melhoria nos negócios, ter um bom emprego, ganhar dinheiro, sorte com as mulheres e os trabalhos para prejudicar os desafetos.
Tais assuntos vão atrair pela sintonia vibratória dos pensamentos os espíritos desencarnados que estão apegados a matéria, espíritos moralmente atrasados e muitos desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, astutos, debochados, embusteiros e obsessores.
Os espíritos elevados só tratam de assuntos nobres e importantes para nossa melhoria Moral e espiritual, eles pregam o Amor, a caridade, a honestidade, a educação, a disciplina, a elevação dos pensamentos, o respeito pelos animais, o desinteresse, os espíritos elevados são virtuosos em seus ensinamentos.
Os espíritos elevados pregam as Virtudes e a elevação Moral.

Vejamos as palavras do Mestre Allan Kardec.
4) Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. A linguagem dos Espíritos superiores é constantemente digna, nobre, repleta da mais alta moralidade, livre de toda paixão inferior; seus conselhos exaltam a sabedoria mais pura e sempre têm por objetivo nosso aperfeiçoamento e o bem da humanidade. A linguagem dos Espíritos inferiores, ao contrário, é inconseqüente, muitas vezes banal e até mesmo grosseira; se por vezes dizem coisas boas e verdadeiras, dizem na maioria das vezes coisas falsas e absurdas por malícia ou por ignorância. Zombam da credulidade e se divertem à custa daqueles que os interrogam ao incentivar a vaidade, alimentando seus desejos com falsas esperanças. Em resumo, as comunicações sérias, no verdadeiro sentido da palavra, apenas acontecem nos centros sérios, cujos membros estão unidos por uma íntima comunhão de pensamentos, visando ao bem.

Os Espíritos exercem sobre o mundo moral e o mundo físico uma ação incessante. Eles agem sobre a matéria e o pensamento e constituem uma das forças da natureza, causa determinante de uma multidão de fenômenos até agora inexplicável ou mal explicada e que apenas encontram esclarecimento racional no Espiritismo.
As relações dos Espíritos com os homens são constantes. Os bons Espíritos nos atraem e estimulam para o bem, sustentando-nos nas provações da vida e ajudando-nos a suportá-las com coragem e resignação. Os maus nos sugestionam para o mal; é um prazer para eles nos ver fracassar e nos assemelharmos a eles.

A linguagem dos Espíritos superiores é sempre digna, elevada, nobre, sem qualquer mistura de trivialidade. Eles dizem tudo com simplicidade e modéstia, nunca se vangloriam, não fazem jamais exibição do seu saber nem de sua posição entre os demais. A linguagem dos Espíritos inferiores ou vulgares tem sempre algum reflexo das paixões humanas. Toda expressão que revele baixeza, auto-suficiência, arrogância, fanfarronice, mordacidade é sinal característico de inferioridade. E de mistificação, se o Espírito se apresenta com um nome respeitável e venerado.
Não devemos julgar os Espíritos pelo aspecto formal e a correção do seu estilo, mas sondar-lhes o íntimo, analisar suas palavras, pesá-las friamente, maduramente e sem prevenção. Toda falta de lógica, de razão e de prudência não pode deixar dúvida quanto à sua origem, qualquer que seja o nome de que o Espírito se enfeite.
Allan Kardec.

5) Os Espíritos de Luz não possuem necessidades matérias, eles estão moralmente depurados, seus pensamentos e sentimentos são sempre elevados, puros, nobres e sua cultura é ampla e profunda, eles tem por objetivo ajudar as pessoas a se melhorarem moralmente e espiritualmente, sua Linguagem é sempre digna, elevada, lógica e seus ensinamentos são Moralizadores, tentando iluminar as pessoas.
Os espíritos de Luz não necessitam de coisas matérias, os espíritos que pedem charutos, cachaça, cigarros, despachos e sacrifícios de pobres animais, são espíritos moralmente atrasados, apegados a matéria e aos vícios e desejos terrenos.
E muito desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, astutos, embusteiros e obsessores, cuidado com a conversa mole deles, eles falam macio.
Não podemos aceitar nada que venha dos espíritos desencarnados sem rigoroso exame, tudo que venha do plano espiritual através de mensagens e comunicações, tem que passar pelo Crivo severo da Razão e da lógica, qualquer ofensa a razão, a lógica e a moral elevada, deve ser rejeitado.
Os maus espíritos não suportam o exame racional das suas mensagens.
Numa reunião mediúnica devemos sempre analisar com muito cuidado a Linguagem e os ensinamentos dado pelos espíritos desencarnados, qualquer expressão grosseira, vulgar, agressiva, ou ensinamentos sem elevação racional e moral, denuncia a presença de espíritos inferiores e atrasados.
Um espírito desencarnado se manifesta numa reunião mediúnica usando uma Linguagem pesada, vulgar, chula, trivial, sem lógica, sem uma moral sã, e eles pedem coisas matérias, como, cachaça, cigarros, charutos, despachos e sacrifícios de pobres animais, vamos concluir, que são espíritos ainda presos as paixões e vícios terrenos, sua forma de pensar e sentir ainda esta materializada.
Portanto, vamos analisar com muito cuidado e critério as mensagens e comunicações dos espíritos desencarnados.
Não devemos esquecer, que os espíritos desencarnados são seres humanos sem seus corpos físicos e que a morte ou desencarnação não modifica o espírito no campo moral e intelectual, o mundo espiritual é o reflexo do mundo corporal.

6) Para afastar os maus espíritos temos que cultivar pensamentos elevados e positivos e ter uma Conduta Moral reta no Bem e nas Virtudes.
Na realidade a proteção espiritual quem faz é a própria pessoa conforme seus pensamentos e conduta moral, os espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral, não conseguem entrar em sintonia com as pessoas dignas, corretas, honestas e caridosas.
O Bem repele o mal.
A Luz repele as sombras.
Não havendo sintonia os maus espíritos se afastam.
Tudo é sintonia vibratória no mundo espiritual, os iguais se atraem e os diferentes se repelem.
Uma pessoa com pensamentos elevados e firmes no Bem e de conduta moral reta, repele naturalmente e facilmente os espíritos inferiores e obsessores.
Os espíritos inferiores, perturbadores, maldosos, vingativos e obsessores, possuem um perispirito denso, turvo, grosseiro, eles estão envolvidos em fluidos impuros, na crosta terrena tem milhões de espíritos desencarnados em estado de apego as coisas matérias e aos vícios e desejos terrenos, eles exercem uma forte influencia negativa sobre as pessoas que são invigilantes com seus pensamentos e conduta moral.
Temos que tomar muito cuidado com nossos pensamentos, por que, esses espíritos inferiores que estão na crosta terrena procuram nos influenciar é pelos pensamentos, pela sintonia vibratória.
Como esses espíritos desencarnados não possuem mais seus corpos físicos para saciarem seus vícios e desejos, eles vão procurar os encarnados que possuem os mesmos vícios e desejos.
É o encosto, esses espíritos inferiores vão encostar o seu perispirito no perispirito do encarnado e vão sentir as mesmas coisas que essa pessoa sente, se a pessoa bebe e fuma, os desencarnados viciados vão sugar os fluidos da nicotina e do álcool, é o vampirismo psíquico.
Os desencarnados viciados em Sexo, vão encostar o seu perispirito no perispirito do encarnado que esta praticando sexo sem elevação moral, e o desencarnado vai sentir os mesmos prazeres de uma transa.
É por isso que devemos ter uma vida terrena digna, correta, honesta, com elevação moral, para podermos repelir esses espíritos inferiores do plano astral.
O Bem repele o mal.

Wilson Moreno

25 01 2014
Wilson

O Espiritismo sem misticismo.

1)O Espiritismo Não pode ser misturado com crenças místicas, cartomantes, umbanda, candomblé, espiritualismo oriental etc…
O uso de formulas mágicas e místicas, não tem nenhuma base racional ou Doutrinaria, temos que evitar essas misturas ridículas com a Doutrina Espírita, principalmente, evitar o Sincretismo que é a pior praga usada para contaminar a Pureza do Espiritismo.
O uso de amuletos, talismã, exorcismos, sinais cabalísticos, medalhas mágicas, palavras sacramentais, cartomancia, são tudo procedimentos místicos sem nenhum valor espiritual.
E nada disso representa o Espiritismo.

A questão 554 de “O Livro dos Espíritos” corrobora essa posição. Confiramos:
P.: “Que efeito pode produzir fórmulas e práticas mediante as quais pessoas há que pretendam dispor do concurso dos Espíritos?”
R.: “(…) Todas as fórmulas são mera charlatanaria. Não há palavra sacramental nenhuma, nenhum sinal cabalístico, nem talismã, que tenha qualquer ação sobre os Espíritos, porquanto estes são só atraídos pelo pensamento e não pelas coisas materiais”. E continua mais adiante: “Ora, muito raramente aquele que seja bastante simplório para acreditar na virtude de um talismã deixará de colimar um fim mais material do que moral. Qualquer, porém, que seja o caso, essa crença denuncia uma inferioridade e uma fraqueza de ideias que favorecem a ação dos espíritos imperfeitos e escarninhos”.

Em “O Livro dos Médiuns”, é perguntado aos Espíritos Superiores:
“Certos objetos, como medalhas e talismãs, têm a propriedade de atrair ou repelir os Espíritos conforme pretendem alguns”?

R.: “Esta pergunta era escusada, porquanto bem sabes que a matéria nenhuma ação exerce sobre os Espíritos. Fica bem certo de que nunca um bom espírito aconselhará semelhantes absurdidades. A virtude dos talismãs, de qualquer natureza que sejam, jamais existiu, senão, na imaginação das pessoas crédulas”.

O Codificador Allan Kardec comentou, concluindo e reiterando a total desvinculação do Espiritismo com o pensamento mágico propalado pelas religiões e crenças fetichistas:

“Os Espíritos são atraídos ou repelidos pelo pensamento e não por objetos materiais (…). Em todos os tempos os Espíritos superiores condenaram o emprego de signos e de formas cabalísticas; e todo Espírito que lhes atribui uma virtude qualquer ou que pretende dar talismãs que denotam magia, por aí revela a própria inferioridade, quer quando age de boa-fé e por ignorância, (…) quer quando conscientemente (…). Os sinais cabalísticos, quando não são mera fantasia, são símbolos que lembram crenças supersticiosas na virtude de certas coisas, como os números, os planetas e sua correspondência com os metais, crenças nascidas no tempo da ignorância e que repousam sobre erros manifestos, aos quais a ciência fez justiça, mostrando o que há sobre os pretensos sete planetas, os sete metais, etc. A forma mística e ininteligível de tais emblemas tem o objetivo de os impor ao vulgo (…), aquilo que não compreende.”

O Mestre Kardec deixa bem claro, é o pensamento que exerce ação para atrair ou repelir os espíritos desencarnados, nenhum objeto material tem valor ou ação sobre os espíritos.
Muitas pessoas tem uma idéia errada do Espiritismo no Brasil, devido as influencias místicas e o sincretismo, falam em Espiritismo de umbanda, espiritismo de mesa, espiritismo de terreiro, espiritismo oriental ou ramatisiano, e interpretam a Doutrina Espirita como uma variante da magia.
O problema esta nas pessoas que pregam o Espiritismo de forma errada, pessoas que se dizem espíritas e falam em banho de ervas, banho de sal grosso, usar velas, usar roupas brancas, fazer despachos, usar imagens de santos, nada disso representa o Espiritismo.
Essas pessoas são os falsos espíritas, na realidade eles são umbandistas e vão distorcendo os princípios doutrinários da Doutrina Espírita.
Devemos estar alertas nesses assuntos, umbanda não é Espiritismo.
Devemos estudar o Espiritismo é nas Obras do mestre Allan Kardec e depois estudar as Obras do grande Leon Denis e no Brasil principalmente estudar as Obras de J Herculano Pires, dessa forma vamos ter uma base Racional e Doutrinaria seria e solida sobre o espiritismo.

2) Uma questão que eu considero muito importante, é analisar a questão dos espíritos desencarnados que atuam nesses centros de umbanda, candomblé e centros de magia, vejamos, os Espíritos de Luz ou Espíritos Superiores não possuem necessidades matérias, eles estão isentos de atrativos matérias, seus pensamentos e seus sentimentos estão moralmente purificados e depurados, eles não precisam de coisas matérias.
Os espíritos inferiores estão moralmente apegados a matéria eles precisam dessas coisas matérias, como, cigarros, charutos, cachaça, despachos e sacrifícios de pobres animais, eles absorvem por osmose as emanações fluídicas da bebida e do fumo e sugam os fluidos Vitais que esta no SANGUE dos animais sacrificados nesses rituais sangrentos e primitivos.
Nunca confie nesses espíritos que se apresentam como caboclos, preto velhos, exu, entidades ciganas, boiadeiros, são espíritos desencarnados apegados a matéria, e muitos desses espíritos podem ser maldosos, maliciosos, sedutores e obsessores, cuidado nesses assuntos, não seja ingênuo, estude Kardec, Leon Denis e Herculano Pires.
Seja espírita pela fé racional e doutrinaria.

Um outro alerta que eu quero colocar, que o objetivo sagrado do Espiritismo é melhorar moralmente o ser humano.
Estudar e praticar esse é o lema do verdadeiro espírita, que procura combater seus maus pensamentos, combater seus vícios, combater seus maus desejos, combater as suas imperfeições morais, ele procura praticar o Bem, a caridade e as Virtudes, dessa forma ele se aproxima dos Bons espíritos e repele a influencia dos espíritos inferiores, perturbadores e obsessores do plano astral.
Pela elevação moral e mental vamos entrar em sintonia vibratória com os espíritos de luz.

3)O Espiritismo não adota em suas reuniões: paramentos ou quaisquer vestes especiais; vinho, cachaça, ou qualquer outra bebida alcoólica; incenso, mirra, fumo ou quaisquer outras substâncias que produzam fumaça; altares, imagens, andores e velas; hinos ou cantos em línguas mortas ou exóticas; danças ou procissões; atendimento a interesses materiais, terra-a-terra, mundanos; pagamento de qualquer espécie; talismãs, amuletos, orações miraculosas, bentinhos e escapulários; administração de sacramentos, concessão de indulgências, distribuição de títulos nobiliárquicos; horóscopos, cartomancia, quiromancia e astrologia; rituais e encenações extravagantes; promessas e despachos; riscar cruzes e pontos, praticar, enfim, a longa série de atos materiais oriundos de velhas e primitivas concepções religiosas.
O Mestre Allan Kardec em seus livros não manda ninguém usar, velas, incenso, amuletos, roupas brancas, imagens de santos, fazer despachos, nem sacrificar pobres animais, quem pratica essas coisas são pessoas ligadas aos cultos afro brasileiro.
Não estou descriminando nada, só estou definindo questões Doutrinarias.

4) Vamos reconhecer a elevação dos espíritos desencarnados pela sua Linguagem e pelos seus ensinamentos.
Os Espíritos de Luz ou Espíritos Elevados possuem sempre uma Linguagem moralmente limpa e elevada.
Os Espíritos Elevados possuem uma Linguagem pura, digna, nobre, lógica, isenta de vulgaridades e expressões grosseiras, sua Linguagem é sempre Moralizadora incentivando as pessoas a seguirem o Caminho do Bem e das Virtudes.
Os espíritos inferiores possuem uma Linguagem moralmente pesada e grosseira, sua linguagem reflete as paixões e vícios humanos, como, o ódio, a revolta, o rancor, o medo, o fanatismo, desejos de vingança, apego aos vícios de beber e fumar e outros vícios como a gula, o jogo e as drogas, esses espíritos inferiores estão na atmosfera terrena tentando viver entre os encarnados.
Os encarnados que possuem maus pensamentos, maus desejos, vícios, e tem uma vontade fraca, são os mais visados por esses espíritos inferiores e obsessores da atmosfera terrena, eles procuram intuir ou inspirar maus pensamentos e vícios na mente das pessoas.
Para afastar esses maus espíritos, temos que cultivar uma vida terrena digna, correta, honesta, com pensamentos elevados e positivos e procurar sempre combater os maus pensamentos, os maus desejos, os vícios.
A nossa Conduta Moral tem que ser Reta no Cristo.
Dessa forma os maus espíritos não conseguem se sintonizar com a nossa mente estamos vibrando em outra faixa, a proteção espiritual quem faz é a própria pessoa, conforme a sua forma de pensar, sentir e agir.
Tudo depende dos nossos pensamentos, sentimentos e atitudes.
Vamos concluir que as proteções milagrosas não existem, o Deus bíblico que realiza milagres e fatos sobrenaturais é uma fantasia, as Leis de Deus são naturais, eternas e imutáveis e essas Leis regulam tudo no Universo material e espiritual, cada pessoa conforme seus pensamentos e suas ações vai atrair bons ou maus espíritos.
Deus vai me proteger quando eu estou vibrando bons pensamentos e bons sentimentos, por que, dessa forma eu entro em sintonia com os Espíritos de Luz atraindo assim a proteção luminosa desses seres.
Os Espíritos de Luz não podem se aproximar de pessoas que estejam vibrando maus pensamentos, maus sentimentos, vícios e tendo atitudes negativas, pela Lei das atrações psíquicas os iguais se atraem e os diferentes se repelem.
Depende de Nós atrair uma assistência espiritual boa ou má.
Depende de nós e não de Deus.

5) O Espiritismo bem estudado nas Obras de Allan Kardec, mostra que Deus não realiza milagres e nem fatos sobrenaturais, as Leis de Deus são naturais, eternas e imutáveis, e essas Leis regulam tudo no Universo material e espiritual, tudo é harmonia, sabedoria e evolução na Obra Divina.
Deus o Grande Foco é a Perfeição Completa e Absoluta e Ele só cria coisas perfeitas e positivas, suas Leis naturais promovem a Evolução de todos os espíritos encarnados e desencarnados, até os minerais, vegetais e animais estão evoluindo para o Grande Foco, como explica o Mestre Luiz de Mattos.
Deus é Ciência.
E é pela Ciência e pela depuração Moral que vamos chegar ate o Criador incriado.
O espírito se reencarna no mundo terra é para Vencer as suas imperfeições morais pela pratica do Bem, da Caridade e das Virtudes divinas, estamos na matéria é para Dominar a matéria e brilhar a nossa Luz.
O nosso DEVER é sermos pessoas boas, corretas, honestas, cordiais, educadas, solidarias, dignas, caridosas, cultivar a prece sincera, cultivar pensamentos elevados e positivos, cultivar sentimentos nobres, ajudar os necessitados, ajudar e amparar os animais, combater os vícios, combater os maus pensamentos, combater os maus desejos, combater a imoralidade, nós somos filhos da Grande Luz, em nossa essência somos Deuses.
Disse o Mestre Jesus, vois sois deuses.
Você é uma centelha de Luz ou centelha divina que pensa e sente, dentro de você, você é um Espirito eterno em evolução para a Unidade com o Criador.
Busquemos essa Unidade pela nossa depuração moral e intelectual, realizando as Obras do Cristo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: