Fotofobia, Minimize os efeitos com esse protetor de tela !

31 08 2007

A irritação da vista perante a luz é cada vez mais comum nessa era de informática. Passar horas em frente a tela de tv ou do microcomputador “queimam a vista”. Sem falar na exposição a raios solares cada vez mais fortes.

Quanto ao sol o uso de óculos escuros resolve o problema. A televisão, basta assistir com distância mínima de três metros. Mas quem possui computador e não dispõe de recursos para colocar um monitor LCD está sujeito a problemas de vista.

Para tentar solucionar esse problema ainda temos os “protetores de telas” que na verdade ajudam pouco.

Para evitar que muitos desenvolvam a fotofobia com esses monitores desenvolvi um protetor de tela que ajuda em muito o problema.

Basta conseguir uma radiografia do tamanho do monitor. Coloque-a dentre de uma solução de cloro (hipoclorito de sódio) até deixar sair toda a imagem gravada. Coloque uma luva e óculos de proteção para evitar respingos e passe um mano macio para ajudar a tirar a imagem. Interessante é que o líquido juntamente com a imagem nada mais é do que prata! Existindo até mesmo reciclagem através de processo químico simples para recuperar essa prata de forma pura.

Sobre a reciclagem veja no link http://recicloteca.org.br/cultivando.asp?Ancora=8

Mas voltando ao protetor de tela, finalmente temos a radiografia limpinha de tonalidade azul. Por ser um material próprio para filtrar radiação juntamento com sua cor torna-se um protetor de tela muito eficiente. Pode-se inclusive colá-lo no protetor de tela comum, daqueles de vidro melhorando consideravelmente sua eficiência.

Protetor

Além disso, deve-se regular o monitor para emitir menos brilho e contraste, inclusive os de LCD. Quanto menos claridade melhor para a vista. A configuração do monitor também é importante. Regulando o vídeo (propriedades de vídeo) para 800 x 600 pode ser um alívio para quem está com dor de cabeça ao tentar ler tantas letras pequeninas.

Agora pode-se ler com muito mais conforto todos os textos do computador, restando apenas saber escolher o que se está lendo. Afinal somos o que pensamos. E por esses pensamentos transformados em ações nosso futuro é formado. E mais ainda, toda um presença espiritual é afinada por eles…

http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2002/10/somos_o_que_pen.html

http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2002/09/sintonia_e_vibr.html

Anúncios

Ações

Information

7 responses

4 10 2007
Fernando Santos

Olá,

Primeiro que tudo parabéns pelo site. 😉

Este artigo que encontrei no seu site, despertou a minha atenção, uma vez que fiquei com problemas com a luz (fotofobia), desde que me repararam o PC e trocaram a placa gráfica, quando não o deveriam ter feito.

Estive 3 dias a trabalhar com uma luz muito intensa produzida pelo monitor (um LCD), o que não acontecia antes da troca de placa gráfica e agora tenho fotofobia, para além de me ter sido diagnosticado um queratocone no olho direito.

Já consultei 3 oftalmologistas e todos atribuiram o problema (queratocone e fotofobia), ao facto de ter estado a trabalhar com aquela luminosidade toda.

O que é facto é que depois daqueles 3 dias de trabalho, mal podia ver TV por causa da luminosidade do ecrã da TV, fiquei com dificuldades em encarar a luz, etc, tudo sintomas de fotobia, para além de dores nos olhos.

Será que a sua sugestão (colocação de uma radiografia no ecrã do LCD) poderia ajudar no meu problema?

Caso tenha disponibilidade e vontade, gostaria de trocar uns emails consigo para falar sobre este assunto.

Com os melhores cumprimentos,
Fernando Santos

Portugal

5 10 2007
Claudinho

É difícil definir a causa primária, pois podem haver outras fontes em conjunto para se adquirir fotofobia. Não sou especialista, mas acredito por experiência própria que o monitor contribua muito para se adquirir esse problema.
Pessoalmente, acredito que a “vista seca” também contribua para a queima da vista e conseqüentemente crescimento do grau da fotofobia.
Vale ressaltar que essas conclusões foram produzidas por minha auto-avaliação do desenvolvimento da minha fotofobia, não se tratando de uma receita generalizada, muito menos médica.

Assim sendo, como em meu caso tive resultados, indico que se tome os seguintes cuidados, tanto para quem já possui a fotofobia como de forma preventiva para quem não possui:

1) Consultar um oftalmologista para verificar se a vista não está ressecada. Pedir um colírio que não tenha contra-indicações e que tenha funções lubrificadoras e umificadoras.

2) Regular e colocar uma tela de proteção nos aparelhos de TVs e monitores, seja qual for o tipo.

3) Estar atendo e verificar se no seu foco de vista não existe alguma lâmpada principalmente as florescentes. As lâmpadas de iluminação da sala devem estar sempre atrás do campo de visão.

4) Piscar a vista. O hábito de fechar os olhos lubrifica e umedece a vista.

5) Evitar trabalhar no computador num quarto sem luz. Deve-se ter pelo menos uma pequena fonte de luz fora do foco da visão para amenizar a iluminação do monitor.

Caro Fernando, no seu caso em particular, acho estranho apenas em três dias se adquirir fotofobia. Se já procurou três opiniões de oftalmologistas, talvez seja interessante procurar fazer um check-up clínico para uma análise mais profunda. De qualquer modo essas minhas dicas acredito que sejam produtivas no sentido de não piorar as coisas. Sucesso e melhoras !

17 11 2007
mauricio

Olá, tudo bem!

Achei a materia muito interessante, mas gostaria de saber quanto tempo a radiografia deve ficar na solução com cloro, pois não consegui realizar o processo aqui em casa (não aconteceu nada).

Seria de muito bom grado receber a resposta. Muito obrigado e até mais.

19 11 2007
Claudinho

Interessante ressaltar que para maior facilidade deve usar uma solução bem concentrada de cloro (bem amarela) utilizando luvas e óculos de proteção, pegue um pano macio ou até mesmo algodão e esfregue nos dois lados até sair tudo sem necessidade de esperar.
Se a intenção não for reciclagem, na hora de descartar esse cloro, apesar de estar com uma insignificante quantidade de partículas desprendidas da radiografia, prefira eliminar num local que resulte na caixa de gordura (pia da cozinha), onde o cloro ajudará a combater bactérias e as impurezas ficarão retidas no lodo da gordura.

Sucesso !

3 06 2008
Um ano do Blog Joana d´Arc « Joana d´Arc

[…] Fotofobia, Minimize os efeitos com esse […]

28 07 2008
Fernando Santos

Caro Claudio,

Poderia-me dizer onde posso comprar o cloro; numa farmácia?

Deverei juntar água ao cloro?

Para terminar, poderia-me explicar melhor como se limpa a radiografia?

Desde já, o meu muito obrigado pelos esclarecimentos.

Cumprimentos,
Fernando Santos

28 07 2008
Claudinho

No Brasil, em qualquer supermercado encontra-se facilmente. Quanto mais concentrado, mais fácil a limpeza. Basta deixar de molho e com uma luva passar algodão suavemente pela radiografia. Lembro mais uma vez que o cloro é tóxico e não deve estar de forma nenhuma acessível a crianças. Cautela ao usar.

Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: