Por que as expiações coletivas acontecem. Infelizmente ainda temos exemplos…

28 11 2011

28/11/2011 06h47 – Atualizado em 28/11/2011 11h11

Motorista de ônibus é linchado após passar mal e bater veículo em SP

Coletivo bateu em três carros e em três motos em Sapopemba.
Pessoas que estavam em baile funk espancaram condutor. (G1)

####### Antes de mais nada, deixa-se claro que o objetivo desse artigo não é  julgar ninguém, apenas trazer a tona o conhecimento das consequências desses infelizes atos humanos para reflexão.

Quando vimos assustados muitas pessoas se acidentarem ao mesmo tempo, como ocorre no caso de queda de aviões, ou mesmo incêndios, ou outros tipos de catástrofes, onde muitas pessoas acabam – juntas – sofrendo um revés ficamos a meditar sobre o por quê.

E está ai, no título infeliz acima, um exemplo claro desse por quê.

“Com ferro fere, com ferro será ferido”

Já temos em outros artigos desse blog a teoria da ação e reação bem detalhada. Sabe-se assim que toda ação praticada possui obrigatoriamente uma reação em sentido contrário na mesma intensidade. É a terceira lei de Isaac Newton.

Dessa forma verifica-se um grupo de pessoas praticando uma ação de matar alguém de forma bárbara, como nessa terrível covardia. Será que nenhum deles pensou nas consequências? O que estão plantando com isso?

Pela lei da ação e reação sabemos que essas pessoas terão de volta aquilo que praticaram. Portanto, nessa vida ou ainda numa próxima etapa literalmente pagarão sua dívida, pois a evolução é uma lei obrigatória.

E se não tiverem uma conduta absolutamente positiva para contrabalançar esse terrível mal praticado durante essa vida, terão exatamente o mesmo nível infelicidade.

Certamente se tivermos a ação de plantar, teremos colheita. Mas dependendo do que estamos plantamos – colheremos bons frutos ou dor nos espinhos das ervas daninhas.

Nosso futuro depende absolutamente das nossa ações que produzimos. Simples assim.

Não adianta pedir perdão a um falecido ou família. Muito menos um religioso, por mais hierarquia e pureza de coração que possa ter.

Praticar ações no bem é a única forma de amenizar o futuro doloroso criado por pessoas que praticaram um determinado mal.

Desse modo, os acidentes que verificam-se com grupo de pessoas pode-se levar em consideração a grande possibilidade de estarem quitando suas dívidas de atos passados para continuar sua evolução.

Infelizmente uma grande quantidade de pessoas ainda não aprenderam a amar ao próximo como a si mesmo, nem muito menos fazer ao próximo o que gostariam que vos fizessem…

Mas não pensemos que não estamos também inocentes diante da violência alheia, pois antes dessa existência tivemos outras vidas – e ações foram plantadas nas quais ainda estamos colhendo.

Assim, para todos nós que nem lembramos do que fizemos de errado em vidas passadas, para amenizar o que temos pela frente, devemos incondicionalmente praticar o bem em ações – o quanto antes melhor.

Quem quiser se aprofundar no assunto, que foi colocado aqui de forma bastante resumida e insuficiente certamente, indico os links abaixo :

Lei da Ação e Reação:

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/orson/acao-e-reacao.html

http://www.ceismael.com.br/artigo/acao-e-reacao.htm

Provas da Existência de Vidas Passadas e Reencarnação:

celst.com/documents/ROTEIRO2.pdf

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/paulosns/reencarnacao-a-prova-definitiva.html

https://joanadarc.wordpress.com/tag/provas-da-reencarnacao/

Vídeo sobre Lei da Ação e Reação – causa e efeito:





Como ocorre a Inteligência Olímpica

22 11 2011

04/11/2011 06h10 – Atualizado em 04/11/2011 12h13

‘Supercampeã olímpica’, jovem de SP quer estudar astrofísica em Harvard

Estudante de 17 anos conquistou 30 medalhas em olimpíadas estudantis.
Filha de vendedora e cobrador de ônibus vai prestar USP e Unicamp.

Tábata Amaral, de 17 anos, participa de olimpíadas estudantis desde os 12

Fonte: G1 – http://glo.bo/sikdDN

As Olimpíadas de conhecimento são grandes fontes de incentivo para jovens avançarem seus conhecimentos e progredirem nos estudos. Muitos conseguem bolsas para saírem dos ensinos públicos para instituições privadas e assim alavancarem sua carreira de estudos. Outros ainda apresentam tamanha capacidade intelectual com certas disciplinas que se destacam entre milhares de jovens.

Contudo muitos outros não conseguem essa facilidade de aprendizado.

Por que ?

Certamente muitos fatores, inclusive emocionais, podem servir de justificativa e também influenciam até certo ponto. Mas não podemos deixar de lado o fator espiritual.

O grande paradigma está na questão da formação do corpo físico e do corpo espiritual –  o processo de reencarnação.

Assim com a inspiração desses Jovens intelectualmente muito acima da média, para ajudar a refletir sobre o tema, devemos nos perguntar:

1º Por que mostra a alma aptidões tão diversas e independentes das ideias que a educação lhe fez adquirir?

2º Donde vem a aptidão extranormal que muitas crianças em tenra idade revelam, para esta ou aquela arte, para esta ou aquela ciência, enquanto outras se conservam inferiores ou medíocres durante a vida toda?

3º Donde, em uns, as ideias inatas ou intuitivas, que noutros não existem?

4º Donde, em certas crianças, o instinto precoce que revelam para os vícios ou para as virtudes, os sentimentos inatos de dignidade ou de baixeza, contrastando com o meio em que elas nasceram?

5º Por que, abstraindo-se da educação, uns homens são mais adiantados do que outros?

6º Por que há selvagens e homens civilizados? Se tomardes de um menino qualquer recém-nascido e o educardes nos nossos melhores liceus, fareis dele algum dia um Laplace ou um Newton?

Somente temos respostas a essas questões com a aceitação da reencarnação. Só precisamos de um pouco de boa vontade para analisar os fatos e superar os bloqueios que temos doutrinados em nossas mentes.

Logo, toda a vivência de tempos anteriores a essa nossa vida atual é justamente o motivo crucial na contrução de nossa inteligência em todos os sentidos.

Porque trazemos de vidas passadas uma grande bagagem de vivências, saberes, ações positivas, ações negativas que refletem agora – nessa vida.

As provas estão surgindo aos montes, a espiritualização do homem está sendo perseguida pelo momento difícil em que o mundo se encontra. Esse é o momento.

E não é só isso. Temos outras provas da reecarnação…

Religiosamente temos na Bíblia relato claro de reencarnação:

“(…)Por que dizem os escribas ser preciso que primeiro venha Elias? Respondeu-lhes Jesus: É certo que Elias há de vir e que restabelecerá todas as coisas. Mas, eu vos declaro que Elias já veio, e eles não o conheceram e o fizeram sofrer como entenderam. Do mesmo modo darão a morte ao Filho do homem. Compreenderam então seus discípulos que era de João Batista que ele lhes falava.” (São Mateus, cap. 17)

Pois que João Batista fora Elias, houve reencarnação do Espírito ou da alma de Elias no corpo de João Batista.

Por fatos atuais temos relatos reais de pessoas que se lembram de suas vidas anteriores, trazendo nomes de pessoas, profissões, locais e cidades de existências anteriores. Inclusive casos que viraram livros e filmes como “Minha vida na outra vida” baseados em fatos reais.

Por evidências científicas temos sua metodologia aplicada, onde através da observação, experimentação e repetição dos fatos aquele evento é concretizado. A psicografia é um fato científico comprovado por seu método e pelas pessoas envolvidas no contexto. Só não acredita quem não quer investigar, seja por preconceito ou por falta de interesse.

Contudo o tema é absolutamente importante para todos os seres humanos independente de credo ou filosofia. Apenas pelo saber e consequente busca por melhoria íntima.

O “Livro dos Espíritos” – que revela detalhadamente todas essas questões – foi produzido através de psicografia onde Allan Kardec questionava e recebia as respostas em psicografia. Como medida garantidora ainda fazia a mesma pergunta para outras pessoas capazes de fazer a psicografia, em cidades diferentes para o mesmo Espírito Superior. E tinha lá as mesmas respostas. Com esse cuidado técnico produziu toda obra Espírita.

Download gratuito da obra abaixo.

Download Livro dos Espíritos

Para quem é pai ou mãe, não é difícil perceber nos seus filhos – boas e más tendencias desde o berço. São suas vivências em vidas anteriores.
Para quem tem um familiar nascido com alguma restrição física – são reações colhidas de atitudes errôneas no passado. Devem saber contudo que estão nessa vida se curando para numa próxima seguir evoluindo com saúde.
Na busca pela inteligência de cada um – suas capacidades e deficiências – fica o convite para o estudo da Doutrina Espírita como agente facilitador dessa busca consoladora de entendimento próprio.
Abaixo Divaldo explicando uma das evidências da reencarnação. Fiquem com Deus.




Vamos começar uma revolução ?

14 11 2011

Bob Sinclair

Vamos começar uma revolução ? Mudar esse mundo ? Dando um pouco de Amor !

Não é nada fácil amar ao próximo incondicionalmente, não é nada fácil ajudar a um necessitado, não é nada fácil fazer qualquer tipo de caridade.

A sociedade capitalista em sua essência econômica promove sutilmente o egoísmo material de toda a sociedade. Dar é algo destruidor para as entidades que vivem do lucro. Comprar é a regra. E nessa onda individualista temos o afastamento das classes e obviamente a construção de paredes sólidas que afastam os seres humanos.

Mundos diferentes são criados a partir daí, chamadas de classes sociais.

Não que as relação economicas esteja totalmente erradas. O capitalismo promove a sustentabilidade econômica através do trabalho, o problema maior não é esse. Mas para começar uma revolução de amor é necessário muito mais do que vontade. É necessário conhecimento, mente aberta e quebra de paradigmas.

Jesus e muitos outros grandes iluminados estiveram na Terra plantando sementes que ainda não conseguiram fazer essa revolução. Poderia entrar no tema religião, mas nenhuma delas conseguiu promover uma revolução, no máximo momentos de amor fraternal das suas comunidades.

A revolução do planeta que Jesus nos pede em palavras simples, como “amar ao próximo como a si mesmos”, “amar aos inimigos” e “perdoar setenta vezes sete” –  não são praticadas. São comportamentos que revolucionariam o mundo. Simples assim.

Mas a sociedade em que vivemos não é nada simples. Vencer o mundo é missão para pouquíssimos diante do egoísmo mútuo implantado desde o nascimento.

Assim, vamos ouvir essa linda canção, e meditar sobre o significado do amor. Amar não é apenas gostar de alguém. Amar pode ser apenas respeitar. Amar pode ser apenas compreender. Amar pode ser apenas não pensar, não falar e não fazer o mal.

Tudo o que estamos praticando, desde os pensamentos, produzem reações. A Física evolui para níveis quânticos e ainda não conhecemos nem a terceira lei de Isaac Newton. O Conhecimento é a base de tudo. Temos que estudar um pouquinho, ler conteúdos diversos, aproveitar as chances boas.

Nessa Lei da Física, sabemos que toda ação promove reação em sentido contrário em mesma intensidade. Essa Lei rege toda a Natureza física dos movimentos. Semelhante a essa Lei, temos a Lei da Causa e Efeito, onde rege as relações de nossas vidas também.

Amar o inimigo é apenas repeitá-lo e não praticar o mal contra. Todo o mal que praticamos, seja pra quem for, estaremos colhendo de volta e sentiremos na pelo o que praticamos. É lógica pura.

Ninguém nasce com problemas de deficiência física ou na miséria absoluta a toa. Está evoluindo, superando e resgatando erros praticados no passado e seguindo em frente. Nunca estamos estacionados, mas crescemos com nossos erros e resgatamos eles. Contudo o momento atual é de não errar.

Mudar o modo de pensar, não praticar o mal em qual situação que for, e buscar sempre o bem é plantar uma vida de alegria, saúde e felicidade.

A luta é grande contra o egoísmo, contra nós mesmos, contra o modo de pensar da sociedade.

Mas cada um pode começar por si e pela sua família – educando, estudando e praticando caridade.

Vamos começar uma revolução ?

Cifra para Violão – Bob Sinclair – Give a Lill love

Em
Ooooooooooooh
C
Ooooooooooooh
F       Em       Am
Yea yea yeaa
C                Am
Ooooooh
G     C          G
Ooooh now

F       C
Now you and I
Em
Can get together
C       Am
Let us start a revolution
F
Change this world
C
To what it should be
Em
And forget all this confusion

F             Dm
We could live together
F               C
For the sake of love
Em
What are we fighting for
C    F
Oooh now
C              Dm      F       G
We could start heeling today

Em        Am   C        G
If we can just learn to give
Em          Am
Give a lil’ love
Em             G
You and I can change the world
Em          C
Live a lil’ love
Em
Make it beter if we try
G           Am
Show a lil’ love
Em
Let your love rain
G         C
Let it rain down on me

F                     Em
Now if we wait and do nothing
C
Then what about theur future
F                     A
How can we look in to there eyes
Em
And say we love our children
F              C
We can make it better
F        Em   C
Feel the love inside
Em
Forget foolish pride

Ooh yea
F                           G      C
I know that we can find the way
Em    C   G
If we can just learn to give
Am
Give a lil’ love
C
You and I can change the world
C
Live a lil’ love

Make it beter if we try
Am
Show a lil’ love

Let your love rain
D    C       G
Let it rain down on me
C
So let it rain

F
For the people
C
Let it rain

Shower me whit your love
F
Let it rain now
C
Let it rain

Em       C
And let the children sing
F                                  C           F
Around the world you feel the love that we say hey
C
Around the world we say make a better day
F
Around the world we feel the love that we say hey
C                       Em            C
Around the world we say make a better day
F
Around the world we feel the love that we say hey
C
Around the world we say make a beter day
F
Around the world we feel the love that we say hey
C
Around the world wa say make a beter day

Em                      G
Come on come on come on yea
Am
Give a lil’ love
G          C
You and I can change the world
C
Live a lil’ love
C
We can make it happen
Am
Show a lil’ love
G
Let it rain
C                G
Let it rain down on me
F
Let it rain
C
So let it rain
Em
For all the people
C
Let it rain
F         C         G
So let it rain