Todas as boas coisas…

15 04 2012

Nelly Furtado

Flames to dust
Lovers to friends
Why do all good things come to an end?

Chamas ao Pó
Amantes à Amigos
Por que todas as coisas boas chegam ao fim?

Nesse vídeo da cantora Nelly Furtado temos uma letra que questiona por que todas as coisas boas chegam ao fim.  Parece algo simples, mas ao mesmo tempo é bastante complexo e essa reflexão deveria rodar nossa mente em todo instante.

Afinal, por que tudo o que é bom mostra-se passageiro?

Na realidade, não é tudo o que é bom que passa, mas tudo o que se refere as sensações torna-se passageiro.

Além do mais, tudo o que é ruim, nossas sensações de dores também acabam sendo passageiras do mesmo modo.

Mesmo no caso de um relacionamento, se for apenas baseado nas sensações, sem afinidade, de modo egoísta, certamente será passageiro.

Percebemos de imediato que combater o egoísmo pode ser o início de na busca por encontrar um amor verdadeiro.

Além disso, o que seria realmente importante nessa vida, como avaliar o que levamos dessa vida?

Do mesmo modo que paramos para fazer um planejamento financeiro de nossas vidas, qual profissão seguir, qual estratégia tomar, torna-se de vital importancia a existencia de um planejamento do que é realmente importante antes de mais nada.

De que adianta dedicarmos a cultura do dinheiro, dos bens materiais… De que adianta deixar de ver e conviver com pais, mães, irmãos, e até filhos no esforço extremo de conseguir riquezas materiais além das necessárias?

Viver é muito mais do que a ambição material.

Qual o preço de um abraço sincero de um irmão ou filho?

Certamente não estamos querendo ninguém vagabundeando e curtindo a vida. O trabalho é uma lei natural de sobrevivência. Contudo nesse ponto como em qualquer outro setor temos que dominá-lo quanto ao excesso… cobiça e descontrole. Ter o necessário é sinônimo de satisfação emocional.

Do mesmo modo, todos temos um limite físico e emocional, ultrapassar esses limites significa estresse e doenças.

Dessa forma verifica-se que as sensações são passageiras, mas nossos sentimentos nunca serão. Nosso conhecimento não desaparece, nem com a morte.

Estudar aos setenta anos não é um desperdício. Levamos esse conhecimento para nossas próximas vidas em forma de dons e boas tendências.

É comum nos noticiários verificar crianças com três anos de idade tocando piano sem nunca terem aprendido – certamente foram grandes pianistas em vidas anteriores. E outras em idade ainda menores com grandes habilidades também foram grandes estudiosos em vidas anteriores.

Menino aprende, aos 3 anos, a tocar piano sozinho Hoje, com 8 anos, Ethan virou uma celebridade. (Fantástico).

Assim, num relacionamento de amor verdadeiro, ainda que as sensações sejam passageiras, ainda que o calor desapareça um dia –  o amor companheiro nunca desaparecerá, é eterno registro no espírito.

Fazer ao próximo o que gostaríamos que nos fizessem é na realidade uma verdade absoluta de como poderemos ser felizes nesta e ainda em todas as nossas vidas futuras.

E sabendo o que realmente nos importa, podemos agora iniciar um novo planejamento de vida.

Bom trabalho a todos.

———– Cifra —————————————————————-

All Good Things (feat. Di Ferrero)
Nelly Furtado

Tom: C

Am                    C
Honestly, what would become of me?
G                            F
Don’t like reality, it’s way too clear for me
Am               C                     G
Really, life is dandy, we are what we don’t see
F                  Am
We miss everything daydreaming

(Chorus)
Am         C                G
Flames to dust, lovers to friends
F                         Am
Why do all good things come to an end?
C                G
Flames to dust, lovers to friends
F                         Am
Why do all good things come to an end?
C
come to…
G
come to…
F                         Am
Why do all good things come to an end?
C
come to…
G
come to…
F                         Am
Why do all good things come to an end?

(Di Ferrero)
Am
Pensando em mim
C
Cansei de esperar
G               F
Agora que sei que o tempo não pode mais
Am                      C
Dizer por quanto tempo vou viver no meu sonho
G                   F
Onde nada é real parece tudo bem,
Am
Mas sei que vou sofrer.

C
Como entender?
G
Como aceitar?
F                   Am
O que é bom sempre tem um final
C
Como entender?
G
Como aceitar?
F                   Am
O que é bom sempre tem um final
C
Tem um final
G
Tem um fim
F                   Am
O que é bom sempre tem um final

(Nelly Furtado)
C
Come to an end
G
Come to…
F                          Am
Why do all good things come to an end?

Am                              C
Well, the dogs were whistling a new tune
G
Barking at the new moon
F
Hoping it would come soon
Am
So that they could…
C
Dogs were whistling a new tune
G
Barking at the new moon
F
Hoping it would come soon
Am
So that they could die
G F
Die…

Am          C                G
Flames to dust, lovers to friends
F                         Am
Why do all good things come to an end?

(Di Ferrero)
Am         C
Como entender?
G
Como aceitar?
F                  Am
O que é bom sempre tem um final

(Nelly Furtado)
Am          C
Come to an and
G
Come to…
F                          Am
Why do all good things come to an end?
C
Come to an end
G
Come to…
F                          Am
Why do all good things come to an end?

Anúncios




Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade – Jesus.

14 04 2012

Religião é Ação na Caridade...

Por acaso essa semana me deparei com um Blog no qual defendia a missa em Latin no Brasil. Intrigado com esse fato comecei a refletir sobre as religiões, filosofias, e como é importante uma constante autocrítica diante da força de uma sociedade formada.

 Nesse contexto nada mais razoável que busquemos a palavra do Mestre Jesus para nos aconselhar nessa reflexão.

_ Afinal, estou na religião de melhor proveito…

Aquela que leva seus seguidoras a produzir boas ações dentro da caridade social – Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.

_ Como saber se estamos no caminho errado…

Pelas ações que praticamos e pelas ações dos grupos a qual estamos ligados. Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo.

_ Como descobrir se as atitudes, procedimentos e rituais ensinados são realmente úteis…

Pela utilidade que resultam nas pessoas e para a sociedade. E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios.

_Como saber se estamos fazendo o certo…

Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

E diante do mal já praticado somente o amor na forma da caridade para resgatá-los. Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados.

_ Diante do materialismo como proceder…

Para a vida material a felicidade relativa está na posse do necessário; para a vida moral, a pureza da consciência e a fé no futuro.

 Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

Sendo assim finalizo esse convite a reflexão com as quatro primeiras questões do Livro dos Espíritos, onde Allan Kardec formula ao Espírito da Verdade (Jesus) a seguinte pergunta…

1 ) O que é Deus?

– Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.

 2 ) O que devemos entender por infinito?

– O que não tem começo nem fim; o desconhecido; tudo o que é’ desconhecido é infinito.

3) Poderíamos dizer que Deus é infinito?

– Definição incompleta. Pobreza da linguagem dos homens, que é insuficiente para definir as coisas que estão acima de sua inteligência.

 ( Deus é infinito em suas perfeições, mas o infinito é uma abstração. Dizer que Deus é infinito é tomar o atributo2 de uma coisa por ela própria, é definir uma coisa que não é conhecida por uma outra igualmente desconhecida.)

4. Onde podemos encontrar a prova da existência de Deus?

– Num axioma que aplicais às vossas ciências: não há efeito sem causa. Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem, e a vossa razão vos responderá.

(Para acreditar em Deus, basta ao homem lançar os olhos sobre as obras da criação. O universo existe, portanto ele tem uma causa. Duvidar da existência de Deus seria negar que todo efeito tem uma causa e admitir que o nada pôde fazer alguma coisa.)

 Referências —————————————————-

Biblia on line

http://ie6.bibliaonline.com.br/acf

Livro dos Espíritos *

http://www.portaldoespirito.com.br/arquivos/o-livro-dos-espiritos.pdf?attredirects=0

Mas, quando vier o Consolador *, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim.  ( João 15:26)