Cansaço, desânimo, falta de atenção. Saiba o por quê.

27 03 2014

Esses sintomas podem ser de ordem físico, causados principalmente pelo estresse, problemas na tireoide, falta de uma alimentação balanceada, problemas com sono, ansiedade.

Contudo também podem ser de ordem espiritual, causados por obsessões espirituais.

Tratamos aqui a segunda hipótese – obviamente a mais polêmica. Para quem não acredita em espíritos ou na vida após a morte, tais fatos simplesmente não existem. Contudo com a observação dos relatos atuais, das facilidades dos meios de comunicação, onde as provas sobre o mundo espiritual são mais acessíveis, basta procurar informações.

É um assunto complexo em termos de estudo da Doutrina Espírita. Para quem não conhece a Doutrina aconselho a ler esse artigo primeiro.  https://joanadarc.wordpress.com/?s=o+que+%C3%A9+espiritismo

Uma questão complexa está nos vícios. Para entendermos como o vício possui uma relação intensa com o mundo espiritual, devemos saber sobre a lei de sintonia. No mundo espiritual, não conversamos pelo som. Mas sim pelo pensamento. Devemos ter bem em mente essa situação. Não há como fingir. Dessa forma ao produzir um pensamento, o espírito gera uma sintonia, uma vibração, uma faixa de energia que irá se ligar com outros espíritos dessa mesma faixa, fazendo conexões.

Da mesma forma ocorre nos espíritos que estão presos ao corpo físico, encarnados, ou seja nós mesmos. Apesar de na maioria das vezes não podermos ver os espíritos (tem gente que vê) – ao pensarmos em alguma coisa estamos criando um link, ou seja, dando um grito no plano espiritual. Sim, um grito mesmo, e bem alto e constante – numa faixa determinada de onda, como uma rádio. Obviamente aqueles espíritos sábios não irão estar escutando leco leco leco… Dessa forma o tipo de pensamento estará de acordo como o grau de evolução do espírito.

Essa parte é importante, pois existem muitos tipos de espíritos. Os maus, os ignorantes, os que ainda se ligam as coisas materiais, os que estão ainda errando, mas buscam melhores… os bons, os superiores… e por aí vai até chegar aos puros – nosso objetivo. No Livro dos Espíritos tem um capítulo sobre esse assunto que vale a pena a leitura.

Dessa forma, quando praticamos ações de cunho estritamente material, principalmente na ordem das sensações, estamos nos ligando a espíritos inferiores. Tais espíritos ainda absorvem a energia que liberamos nessas situações. Muitos autores esotéricos chamam de vampiros. Mas são apenas espíritos humanos que tinham como objetivo de vida desfrutar de prazeres, desencarnam e continuam como zumbis das trevas, na ignorância de Deus. Na série de livros do autor espiritual André Luiz, psicografado por Chico Xavier, temos com detalhes essas questões. Vale a pena começar pela obra Nosso Lar e depois entrar na obra Missionários da Luz.

Nessa situação de sintonia, surge os vícios. Que são as forças dos espíritos inferiores em NOSSA MENTE nos influenciando e nos levando a praticar atos repetitivos ligados ao sexo, álcool e drogas, onde eles absorvem nossa energia ao liberarmos as mesmas. Quando Jesus recomendou “Orar e vigiai” – sabiamente estava nos ensinando a nos proteger dessas influências negativas e destruidoras. E tudo pode começar apenas com uma masturbação rotineira, atraindo cada vez mais espíritos até transformar o indivíduo em um fantoche.

Os jovens são alvos fáceis desse tipo de obsessão espiritual, muitos pais ainda incentivam a pornografia e o uso da internet sem controle com tempo livre de sobra. O prazer solitário viciante alimenta as obsessões. A energia do centro genésico que é responsável pela concentração e criatividade é subtraída diariamente produzindo uma pessoa com problemas de memória, concentração, fraqueza. Para se aprofundar nesse assunto existe uma apostila muito interessante no site BV Espírita (Centros de Energia Vital) abaixo.

A Epífase e os Centros de Energia Vital . pdf

Parar e observar nossa rotina, pensamentos e ações é algo muito mais importante do que se imagina. Ideias brilhantes, sucesso profissional, bem estar pessoal, tudo isso pode mudar completamente. Nossas companhias espirituais podem ser cruciais em todos os momentos de nossas vidas. Mas tudo isso depende apenas de cada um de nós buscar uma melhora moral em mudança de comportamento. Para isso temos um remédio de apoio infalível – a prática da caridade em qualquer uma de suas formas.

Abaixo um vídeo sobre sintonia. Sucesso para todos.





Dinâmica da Vida – Importância da Evangelização Cristã

19 03 2014

roda

Essa última semana tive uma experiência nova, pois mais um ano se foi e alguns alunos com idade limite do Ciclo dirigiram-se para outra turma. Nesse momento um filme passa na cabeça do evangelizador, tudo o que passamos com aquelas crianças, as dificuldades, os esforços para que pudessem registrar os ensinamentos de Jesus. E por mais que tenhamos nos esforçado sempre fica um sentimento de querer mais, ensinar mais. Contudo agora a missão continua no Ciclo seguinte e a certeza do sucesso é canalizada para os alunos que ficaram.

Nesse momento um pensamento me veio para tentar mostrar as crianças que ficaram a importância daquela hora de estudo cristã. O tema atual era sobre a parábola da ovelha perdida, mas já tinha terminado a atividade alguns minutos antes. Foi o tempo necessário para fazer essa dinâmica improvisada na hora, mas que tenho certeza do bom resultado.

Dinâmica – Roda da Vida

Objetivo – Mostrar a importância da evangelização às crianças.

Material – Um cartão com algum ensinamento de Jesus. Pode estar preso a um pirulito ou lápis como lembrança.

Prática – O evangelizador dá a mão para uma criança e pede que ela faça o mesmo com as outras, uma dando as mãos às outras. Se tiver número suficiente de crianças – faça uma roda. Informe que elas terão que fazer tudo o que o evangelizador fizer, pois estarão representando situações da vida.

O evangelizador começa a rodar puxando levemente a criança começando a girar a roda na sala. Nesse momento informar as crianças que o giro é o tempo que está passando, a roda da vida nunca para, mesmo se estivermos parados em casa vendo TV, o tempo está passando.

Em seguida sorrimos para representar bons momentos da juventude.

Em seguida informamos que não estamos querendo estudar, e nesse momento o evangelizador começa a abaixar gradualmente até ficar andando ajoelhado no chão representando a ignorância. Logo depois informa que mudamos de ideia e começamos a estudar com vontade. Nesse momento começam a levantar novamente e seguindo girando.

Depois começa a abaixar novamente informando que não estamos querendo trabalhar. Quando ficar andando ajoelhado, informar que mudamos de ideia e procuramos uma atividade para trabalhar. Levantamos e continuamos andando na roda.

Nesse próximo momento o evangelizador fica olhando para o lado e para o outro informando que resolvemos ficar viajando e passeando na maioria dos fins de semana livres sem nos dedicarmos à caridade ao próximo. Começamos a rodar mais rápido informando que o tempo está sendo desperdiçado.

Num próximo momento ficamos tristes olhando para baixo e o evangelizador faz cara de tristeza andando agora bem lentamente. Informa às crianças que todos nós temos momentos tristes na vida. Seja uma perda, saudades, decepções… Relatar então que nesse momento devemos olhar para os ensinamentos da Evangelização. Lembrar que Jesus está sempre procurando a ovelha perdida, e temos sempre a disposição de nós a Casa Espírita que frequentamos para nos ajudar.

Nesse momento o evangelizador informa que está frequentando a evangelização da Casa Espírita e começa a sorrir novamente andando com alegria, pois o caminho de nossas vidas agora estão iluminados por Jesus.

Finalizando convidamos as crianças a cantar uma canção como agradecimento a nosso Pai Celeste.

————

Com essa atividade os alunos se aproximam mais dos evangelizadores e acabam percebendo a importância da conduta moral cristã e a importância da Evangelização Espírita, que será um apoio para toda sua vida.

Abaixo uma palestra sobre a Importância da Evangelização Espírita.





“Motorista que caiu da Ponte Rio-Niterói tem alta de CTI, no Rio. ” – O Espiritismo explica.

7 03 2014

rioniteroiqueda

“A concessionária que administra a ponte informou que ela perdeu o controle da direção na altura do vão central da Ponte. O carro bateu na mureta e capotou várias vezes até cair na Baía de Guanabara, de uma altura de 50 metros. Ela foi resgatada por uma lancha.”
“Marina Pinto Borges, de 22 anos, foi transferida para um quarto particular da unidade de saúde, por volta das 13h45. Ela passou por exames que confirmaram a possibilidade de transferência. ”  – G1

Notícias felizes como essa recuperação de um incrível acidente – nos revelam a grande força que existe no plano espiritual, através dos espíritos protetores, e igualmente nos revela a imensa importância da vida humana para o nosso Criador. Demais, sem palavras para relatar tamanho fato, desejo a jovem Mariana que possa se recuperar totalmente e seguir seu caminho, pois através do seu merecimento em vidas passadas pode ser auxiliada de forma espetacular pelo plano espiritual para seguir seu destino nessa vida. Não há coincidências nessa vida, pois nada nos acontece sem que uma causa anterior tenha sido produzida, nessa vida ou em vida anterior.

Abaixo deixo a passagem do “Livro dos Espiritos” onde Allan Kardec pergunta ao Espírito como funciona essa questão do anjo guardião. E temos as respostas diretas do plano espiritual sobre nossos espíritos protetores pela Codificação da Doutrina Espírita:

ANJOS DE GUARDA; ESPÍRITOS PROTETORES,
FAMILIARES OU SIMPÁTICOS

489 Há Espíritos que se ligam a um indivíduo em particular para
protegê-lo?

–Sim, o irmão espiritual; é o que chamais de bom Espírito ou bom
gênio.

490 O que se deve entender por anjo de guarda?
– O Espírito protetor de uma ordem elevada.

491 Qual é a missão do Espírito protetor?
– A de um pai para com seus filhos: conduzir seu protegido ao bom
caminho, ajudá-lo com seus conselhos, consolá-lo em suas aflições, sustentar
sua coragem nas provas da vida.

492 O Espírito protetor é ligado ao indivíduo desde seu nascimento?
– Desde o nascimento até a morte e, muitas vezes, o segue após a
morte na vida espiritual, e mesmo em muitas existências corporais, porque
essas existências são somente fases bem curtas em relação à vida do
Espírito.

493 A missão do Espírito protetor é voluntária ou obrigatória?
– O Espírito é obrigado a velar por vós, se aceitou essa tarefa. Mas
escolhe os seres que lhes são simpáticos. Para uns é um prazer; para
outros, uma missão ou um dever.

493 a Ao se ligar a uma pessoa o Espírito renuncia a proteger
outros indivíduos?
– Não, mas não faz só isso, exclusivamente.

494 O Espírito protetor está inevitavelmente ligado à criatura confiada
à sua guarda?
– Pode ocorrer que alguns Espíritos tenham que deixar sua posição
para realizar diversas missões, mas nesse caso são substituídos.

495 O Espírito protetor abandona algumas vezes seu protegido
quando este é rebelde aos seus conselhos?

– Ele se afasta quando vê que seus conselhos são inúteis e a vontade
de aceitar a influência dos Espíritos inferiores é mais forte no seu protegido.
Mas não o abandona completamente e sempre se faz ouvir; é, porém, o
homem quem fecha os ouvidos. O protetor volta logo que seja chamado.
É uma doutrina que deveria converter os mais incrédulos por seu encanto
e por sua doçura: a dos anjos de guarda. Pensar que se tem sempre
perto de si seres superiores, sempre prontos para aconselhar, sustentar,
ajudar a escalar a áspera montanha do bem, que são amigos mais seguros
e devotados que as mais íntimas ligações que se possa ter na Terra, não é
uma idéia bem consoladora? Esses seres estão ao vosso lado por ordem
de Deus, que por amor os colocou perto de vós, cumprindo uma bela,
embora difícil, missão. Sim, em qualquer lugar onde estiverdes estarão convosco: nas prisões, nos hospitais, nos lugares de devassidão, na solidão,
nada vos separa desses amigos que não podeis ver, mas de quem vossa
alma sente os mais doces estímulos e ouve os sábios conselhos.
Deveríeis conhecer melhor essa verdade! Quantas vezes vos ajudaria
nos momentos de crise; quantas vezes vos salvaria dos maus Espíritos! Mas
no dia decisivo, esse anjo do bem terá que vos dizer: “Não te disse isso? E
tu não o fizeste. Não te mostrei o abismo? E tu aí te precipitaste. Não te fiz
ouvir na tua consciência a voz da verdade? E não seguiste os conselhos da
mentira?” Ah! Interrogai os vossos anjos de guarda; estabelecei entre eles e
vós essa ternura íntima que reina entre os melhores amigos. Não penseis
em lhes esconder nada, porque eles são os olhos de Deus e não podeis
enganá-los. Sonhai com o futuro. Procurai avançar nessa vida e vossas
provas serão mais curtas; vossas existências, mais felizes. Vamos, homens
de coragem! Atirai para longe de vós de uma vez por todas os preconceitos
e idéias retrógradas. Entrai no novo caminho que se abre diante de vós.
Marchai! Marchai! Tendes guias, segui-os: o objetivo não pode vos faltar,
porque esse objetivo é o próprio Deus.

Aos que pensam que é impossível para os Espíritos verdadeiramente
elevados se sujeitarem a uma tarefa tão árdua e de todos os instantes,
diremos que influenciamos vossas almas estando a milhões e milhões de
quilômetros. Para nós o espaço não é nada e, embora vivendo em outro
mundo, nossos Espíritos conservam sua ligação com o vosso. Nós podemos
usar de faculdades que não podeis compreender, mas ficais certos
de que Deus não nos impôs uma tarefa acima de nossas forças e não vos
abandonou sozinhos na Terra sem amigos e sem apoio. Cada anjo de
guarda tem seu protegido por quem vela, como um pai vela pelo seu filho.
Fica feliz quando o vê no bom caminho; fica triste quando seus conselhos
são desprezados.
Não temais nos cansar com vossas questões. Ao contrário, procurai
estar sempre em relação conosco: sereis mais fortes e felizes. São essas
comunicações de cada homem com seu Espírito familiar que fazem de
todos os homens médiuns, médiuns ignorados hoje, mas que se manifestarão mais tarde e que se espalharão como um oceano sem limites
para repelir a incredulidade e a ignorância. Homens instruídos, instruí os
vossos irmãos; homens de talento, elevai vossos irmãos. Não sabeis
que obra cumprireis assim: é a do Cristo, a que Deus vos conferiu. Por
que Deus vos deu a inteligência e a ciência, senão para as repartir com
vossos irmãos, para fazê-los adiantarem-se no caminho da alegria e da
felicidade eterna?  (Livro dos Espiritos, CAPÍTULO 9 . INTERVENÇÃO DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPORAL)