Todas as boas coisas…

15 04 2012

Nelly Furtado

Flames to dust
Lovers to friends
Why do all good things come to an end?

Chamas ao Pó
Amantes à Amigos
Por que todas as coisas boas chegam ao fim?

Nesse vídeo da cantora Nelly Furtado temos uma letra que questiona por que todas as coisas boas chegam ao fim.  Parece algo simples, mas ao mesmo tempo é bastante complexo e essa reflexão deveria rodar nossa mente em todo instante.

Afinal, por que tudo o que é bom mostra-se passageiro?

Na realidade, não é tudo o que é bom que passa, mas tudo o que se refere as sensações torna-se passageiro.

Além do mais, tudo o que é ruim, nossas sensações de dores também acabam sendo passageiras do mesmo modo.

Mesmo no caso de um relacionamento, se for apenas baseado nas sensações, sem afinidade, de modo egoísta, certamente será passageiro.

Percebemos de imediato que combater o egoísmo pode ser o início de na busca por encontrar um amor verdadeiro.

Além disso, o que seria realmente importante nessa vida, como avaliar o que levamos dessa vida?

Do mesmo modo que paramos para fazer um planejamento financeiro de nossas vidas, qual profissão seguir, qual estratégia tomar, torna-se de vital importancia a existencia de um planejamento do que é realmente importante antes de mais nada.

De que adianta dedicarmos a cultura do dinheiro, dos bens materiais… De que adianta deixar de ver e conviver com pais, mães, irmãos, e até filhos no esforço extremo de conseguir riquezas materiais além das necessárias?

Viver é muito mais do que a ambição material.

Qual o preço de um abraço sincero de um irmão ou filho?

Certamente não estamos querendo ninguém vagabundeando e curtindo a vida. O trabalho é uma lei natural de sobrevivência. Contudo nesse ponto como em qualquer outro setor temos que dominá-lo quanto ao excesso… cobiça e descontrole. Ter o necessário é sinônimo de satisfação emocional.

Do mesmo modo, todos temos um limite físico e emocional, ultrapassar esses limites significa estresse e doenças.

Dessa forma verifica-se que as sensações são passageiras, mas nossos sentimentos nunca serão. Nosso conhecimento não desaparece, nem com a morte.

Estudar aos setenta anos não é um desperdício. Levamos esse conhecimento para nossas próximas vidas em forma de dons e boas tendências.

É comum nos noticiários verificar crianças com três anos de idade tocando piano sem nunca terem aprendido – certamente foram grandes pianistas em vidas anteriores. E outras em idade ainda menores com grandes habilidades também foram grandes estudiosos em vidas anteriores.

Menino aprende, aos 3 anos, a tocar piano sozinho Hoje, com 8 anos, Ethan virou uma celebridade. (Fantástico).

Assim, num relacionamento de amor verdadeiro, ainda que as sensações sejam passageiras, ainda que o calor desapareça um dia –  o amor companheiro nunca desaparecerá, é eterno registro no espírito.

Fazer ao próximo o que gostaríamos que nos fizessem é na realidade uma verdade absoluta de como poderemos ser felizes nesta e ainda em todas as nossas vidas futuras.

E sabendo o que realmente nos importa, podemos agora iniciar um novo planejamento de vida.

Bom trabalho a todos.

———– Cifra —————————————————————-

All Good Things (feat. Di Ferrero)
Nelly Furtado

Tom: C

Am                    C
Honestly, what would become of me?
G                            F
Don’t like reality, it’s way too clear for me
Am               C                     G
Really, life is dandy, we are what we don’t see
F                  Am
We miss everything daydreaming

(Chorus)
Am         C                G
Flames to dust, lovers to friends
F                         Am
Why do all good things come to an end?
C                G
Flames to dust, lovers to friends
F                         Am
Why do all good things come to an end?
C
come to…
G
come to…
F                         Am
Why do all good things come to an end?
C
come to…
G
come to…
F                         Am
Why do all good things come to an end?

(Di Ferrero)
Am
Pensando em mim
C
Cansei de esperar
G               F
Agora que sei que o tempo não pode mais
Am                      C
Dizer por quanto tempo vou viver no meu sonho
G                   F
Onde nada é real parece tudo bem,
Am
Mas sei que vou sofrer.

C
Como entender?
G
Como aceitar?
F                   Am
O que é bom sempre tem um final
C
Como entender?
G
Como aceitar?
F                   Am
O que é bom sempre tem um final
C
Tem um final
G
Tem um fim
F                   Am
O que é bom sempre tem um final

(Nelly Furtado)
C
Come to an end
G
Come to…
F                          Am
Why do all good things come to an end?

Am                              C
Well, the dogs were whistling a new tune
G
Barking at the new moon
F
Hoping it would come soon
Am
So that they could…
C
Dogs were whistling a new tune
G
Barking at the new moon
F
Hoping it would come soon
Am
So that they could die
G F
Die…

Am          C                G
Flames to dust, lovers to friends
F                         Am
Why do all good things come to an end?

(Di Ferrero)
Am         C
Como entender?
G
Como aceitar?
F                  Am
O que é bom sempre tem um final

(Nelly Furtado)
Am          C
Come to an and
G
Come to…
F                          Am
Why do all good things come to an end?
C
Come to an end
G
Come to…
F                          Am
Why do all good things come to an end?





Insensato coração e outras novelas insensatas

10 07 2011

A televisão proporciona um meio de informação de altíssima qualidade e penetração. Indiscutivelmente somos de certa forma presenteados com uma gama de informações de qualidade ou não.

Devemos assim obviamente filtrar toda a programação e dentro das escolhidas monitorar sua qualidade com uma crítica apurada, principalmente quando jovens também assistem.

As novelas são fontes de distração sem dúvida. Dispor de tempo para ocupar a mente com acontecimentos irreais pode soar estranho para muitos, mas para maioria perder três a quatro horas por dia assistindo novelas é algo prioritário.

Penso assim no lado positivo, onde a novela pode servir para ocupar a mente em algum tipo de atividade, para levar conhecimento, mostrar como funciona outras culturas, exemplificar, motivar e realizar novas propostas para o bem…

Infelizmente muitos autores entram em temas sensacionalistas, violentos, sem falar nas tradicionais brigas, algumas mortes e cenas de sexo é claro.

Faz parte do livre arbítrio…

Infelizmente para uma empresa que já produziu a obra Escrava Isaura e Caminho das Índias, certas produções atuais são vergonhosas.

Falta de inspiração? Muitas obras do Chico Xavier como o romance “A 2000 anos” daria um banho de conteúdo e cultura em qualquer montagem existente.

Em outros canais mais populares, em dias de final de semana principalmente, nos deparamos facilmente com a vulgarização da mulher em programas com temática infantil nessas escolinhas da vida, dentre outras aberrações.

Enquanto isso manter a televisão desligada é uma ótima opção nesses momentos para que pai e mãe possam conversar, quem sabe, brincar com seus filhos ou com vizinhos em atividade construtiva e criativa. E os jovens possam desde já treinar a criatividade com atividades como a pintura, música, desenho, escrita,… mas bem longe da TV.

——————–

Relacionado com

https://joanadarc.wordpress.com/2008/12/16/seguranca-no-lar/





Por que não ganho mais dinheiro e os projetos que busco não acontecem em minha vida?

21 08 2008

OBEDIÊNCIA

“Almejas realizar, influenciar, servir…

Afirmas-te, porém, sob constrições e dificuldades de toda sorte.

Observa, no entanto, o trem da vida em que viajas. Carro que transporta, poltrona que guarda, prato que serve o fruto que alimenta, não surgiram sem começo. E todas essas utilidades, em se formando, para se mostrarem proveitosas, obedecem e obedeceram, na construção, na ordem, no tipo, na estrutura…

Se algo esperas edificar, não te afastes das exigências do início.

E, depois do primeiro passo, se aspiras à vitória no objetivo, segue, dia a dia, no trato da obediência.”

Ideal Espírita – Emmanuel.

Com freqüência vimos pessoas bem sucedidas, até mesmo antigos colegas de curso em posições favoráveis financeiramente, e nos perguntamos o por quê de não termos conseguido mais sucesso em nossa vida?

Por outro lado, também vimos pessoas altamente qualificadas sem conseguir uma boa renda… E ainda mais, vimos pessoas com qualidades incríveis, esportistas que poderiam estar atualmente tentando ouro na Olimpíada da China e não conseguem nem um mísero patrocínio para sair de sua cidade do interior…

A resposta está em nós mesmos: Muitas vezes na preguiça de estudar, trabalhar, buscar, no tempo desperdiçado nas inutilidades, nas oportunidades que deixamos passar… Pois tudo para alcançar um fim deve-se ter um começo e seguir com obediência e disciplina, como nos alerta o espírito de Emmanuel no texto acima.

Isso mesmo – Espírito Emmanuel – pois esse texto acima foi psicografado por uma pessoa que possui o dom de “emprestar” o punho a uma pessoa já falecida para escrever mensagens para nós – espíritos encarnados. Essa pessoa foi o inquestionável Chico Xavier.

Contudo, ainda se faz necessário que saibamos mais um dos motivos por não se conseguir os sucessos desejados: Nossas ações no passado. Logo, observando as pessoas, pode-se notar que aparentamos ter um ponto máximo de sucesso. Muitos chamam a isso de destino ou carma.

Mas o que é destino, como seria esse ponto máximo de sucesso? Seria algo fixo ou poderíamos alterar nosso destino para melhor ?

Na realidade isso ocorre devido as nossas atitudes em vidas passadas. Pela lei da causa e efeito, sabe-se que todos os efeitos atuais existem causas anteriores. Estudando os corpos, Isaac Newton nos deu a dica com sua terceira lei, mas precisou da vinda do Espiritismo para nos dizer que as relações de causa e efeito são aplicadas em nossas vidas e não apenas nos acontecimentos da natureza.

Assim se praticamos ações negativas para as pessoas de nosso campo de ação em vidas passadas recebemos agora as reações dessas nossas atitudes em forma de fracassos, restrições orçamentárias, dificuldades de todos os tipos – exatamente como produzimos nas pessoas em nossas vidas anteriores. E não é uma punição, mas sim aprendizado e resgate !

E ainda mais, se simplesmente deixamos de ajudar as pessoas mais necessitadas que surgiram em nossas vidas – perdemos a chance de melhorar o nosso próprio “teto” máximo de sucesso. Pois é dando que se recebe !

Quanto mais egoísta no campo material fomos em vidas passadas menos renda teremos nessa vida atual. E se fizermos o mesmo nessa vida atual, estamos obviamente trabalhando negativamente com o nosso próprio futuro.  Simples e lógico essa aplicação na lei da ação e reação. Surge então ainda um bom questionamento…

E nessa vida estou sendo egoísta?

Como será minha próxima vida pelo que estou fazendo agora? (…)

Na atualidade a maioria das pessoas desse planeta ainda desconhecem essa lei universal que rege as nossas relações. Infelizmente muitas religiões buscam a melhora do ser humano, a busca por ações boas, por amor entre os povos, mas ainda não explicam por que se deve fazer o bem. Então o egoísmo prevalece.

Devemos assim, todos, divulgar, estudar e aproveitar os ensinamentos dos Espíritos Superiores nos livros codificados por Allan Kardec para dentre outras, por exemplo, os religiosos possam explicar a seus fieis o que acontece se o indivíduo fizer algo negativo com um próximo qualquer – Pois agindo assim ele estará na realidade se comprometendo em receber de alguma forma o que praticou com o seu irmãozinho no futuro, nem que seja ainda numa vida futura. Vejam como é sério.

Portanto esse mecanismo pode-se assim explicar uma das faces do tão temível “destino” ou “acaso” : São reações de nossas ações em vidas passadas.

Contudo não sabemos qual é o nosso “ponto máximo” de sucesso material. Logo nunca devemos desistir de nada e sempre persistir com disciplina e dedicação. Todo sentimento e conhecimento nunca se perdem, são eternos. Mesmo não conseguindo o sucesso que se almeja nessa vida estamos criando aptidões para as próximas vidas. Mesmo com o esquecimento do passado ao nascer mantemos nossas tendências vivenciadas anteriormente. Ou pensam que nossos dons de nascença surgem assim do nada?

Vejam bem, aquela criança sábia em matemática, ou aquele garoto que já nasceu cantando e tocando instrumentos musicais, ou ainda aquela menina que pinta quadros belíssimos…. são experiências que foram desenvolvidas em vidas passadas e agora essas pessoas tem muito mais facilidades nessas tarefas. Para quem tem resistência em aceitar a possibilidade de reencarnação – essa lógica pode ser considerada uma das provas para sua validação.

Afinal se Deus é tão bom para todos como pode alguém nascer miserável e outra em uma família riquíssima? Não é coincidência podem ter certeza.

Ou seja, primeiramente, só atingiremos um ponto máximo de renda ou sucesso que nos é permitido se nos dedicarmos, se iniciarmos hoje ações produtivas com perseverança, garra e vocação antes de tudo.

Em segundo, devemos seguir a sugestão do espírito de Emmanuel – que nos convida para a caridade e a servir ao próximo – pois com a caridade estamos fazendo o bem ao próximo e compensando todo o mal que fizemos em vidas passadas abrindo novas perspectivas de sucesso na vida atual e futura. Esse é o maior caminho para nossa redenção, para conseguirmos o verdadeiro perdão que Jesus quis e quer nos ensinar – o perdão pelas ações de amor ao próximo.

Sendo assim, lembramos que não devemos apenas procurar o sucesso material, pois nos momentos graves que o planeta está vivendo, o sucesso espiritual deve ser sempre o mais buscado. “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam” nos disse Jesus.

Ao buscar alguma atividade, esteja certo de estar dentro do seu limite físico, de seus ideais, se não está prejudicando ninguém – nem mesmo a natureza – assim, além do sucesso material, estará ajudando a toda sociedade e conseguindo talvez o mais importante disso tudo: muitos momentos de felicidade e paz de consciência…

….não esquecendo que tudo tem um início, mas para ter um fim sempre se deve ter obediência !

Quanto aos outros motivos para não se conseguir sucesso? Bem aí já é outro estudo, mas deixo um texto muito profundo do Espírito de Joanna de Ângelis psicografado por Divaldo P. Franco:

D I A S    D E   S O M B R A

“A luz divina envolve-me, e rompe as trevas exteriores que teimavam sitiar-me na amargura. Deixo-me clarear, e todas as dificuldades se desfazem, ensejando-me ver melhor o programa da existência. O pessimismo desaparece e a irritação se acaba. Estou destinado ao êxito, que buscarei com a mente enriquecida de entusiasmo. Banho-me de luz externa e sou luz interior.”

Coincidentemente, há dias que se caracterizam pela sucessão de ocorrências desagradáveis. Nada parece dar certo.

Todas as atividades, se confundem, e os fatos se apresentam deprimentes, perturbadores.

A cada nova tentativa de ação, outros insucessos ocorrem, como se os fenômenos naturais transcorressem de forma contrária.

Nessas ocasiões as contrariedades aumentam, e o pessimismo se instala nas mentes e na emoção, levando-as a lembranças negativas com presságios deprimentes.

Quem lhe padece a injunção tende ao desânimo, e refugia-se em padrões psicológicos de auto-aflição, de infelicidade, de desprezo por si mesmo.

Sente-se sitiado por forças descomunais, contra as quais não pode lutar, deixando-se arrastar pelas correntes contrárias, envenenando-se com o mau humor.

São esses, dias de provas, e não para desencanto; de desafio, e não para a cessação do esforço.

Quando recrudescem as dificuldades, maior deve ser o investimento de energias, e mais cuidadosa a aplicação do valor moral na batalha.

Desistindo-se sem lutar, mais rápido se dá o fracasso, e quando se vai ao enfrentamento com idéias de perda, parte do labor já está perdido.

Nesses dias sombrios, que acontecem periodicamente, e às vezes se tornam contínuos, vigia mais e reflexiona com cuidado.

Um insucesso é normal, ou mesmo mais de um, num campo de variadas atividades.

Todavia, a intérmina sucessão deles pode ter gênese em fatores espirituais perniciosos, cujas personagens se interessam em prejudicar-te, abrindo espaços mentais e emocionais para intercâmbio nefasto contigo, de caráter obsessivo.

Quanto mais te irritares e te entregares à depressão, mais forte se te fará p cerco e mais ocorrências infelizes tomarão forma.

Não te debatas até a exaustão, nadando contra a correnteza. Vence-lhe o fluxo, contornando a direção das águas velozes.

Há mentes espirituais maldosas, que te acompanham, interessadas no teu fracasso.

Reage-lhes à insídia mediante a oração, o pensamento otimista, a irrestrita confiança em Deus.

Rompe o moto-contínuo dos desacertos, mudando de paisagem mental, de forma que não vitalizes o agente perturbador.

Ouve uma música enriquecedora, que te leve a reminiscências agradáveis ou a planificações animadoras.

Lê uma página edificante do Evangelho ou de outra Obra de conteúdo nobre, a fim de te renovares emocionalmente.

Afasta-te do bulício e repousa; contempla uma região que te arranque do estado desanimador.

Pensa no teu futuro ditoso, que te aguarda.

Eleva-te a Deus com unção e romperás cadeias da aflição.

Há sempre Sol brilhando além das nuvens sombrias, e, quando ele é colocado no mundo íntimo, nenhuma ameaça de trevas consegue apagar-lhe, ou sequer diminuir-lhe a intensidade da luz.

Segue-lhe a claridade e vence o teu dia de insucessos, confiante e tranqüilo.

pelo Espírito Joanna de Ângelis – Psicografia de Divaldo P. Franco – Momentos de Saúde

SUCESSO A TODOS !

Continue lendo para saber como aumentar o nosso sucesso :

https://joanadarc.wordpress.com/2014/06/04/como-aumentar-a-criatividade-e-ter-mais-sucesso-em-todos-os-setores-de-nossas-vidas-vejamos-os-efeitos-do-culto-no-lar/

———————————————————

Links para Donwload gratuito e referências bibliográficas:

A Felicidade – http://www.espirito.org.br/portal/palestras/ceecp/felicidade.html

Doutrina Espírita –http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/index.html

Wikipédia – Isaac Newton – http://pt.wikipedia.org/wiki/Isaac_newton

Portal do Espirito – http://www.espirito.org.br/

Download Audios – http://www.espirito.org.br/portal/download/audio/index.html





Concursos – Vocação + Educação = ?

25 03 2008

Socrates Provavelmente o caro leitor deve estar nesse momento procurando alguma informação sobre concursos ou dicas de como passar num…

Sinto muito se vou decepcionar nesse sentido, contudo acredito que não irá ser uma leitura inútil. Pois o objetivo dessa pequena publicação é levar a duas ações: Motivar ainda mais aos estudos… ou estar pensando melhor sobre o futuro e reavaliando sua vida. Então vai ou racha !

1 – A EDUCAÇÃO BÁSICA FAMILIAR

O sucesso pessoal de cada indivíduo começa no berço como nos diz Dr. Bezerra de Menezes:

“Ajudemos a criança. O berço é o ponto vivo onde a educação começa a brilhar !”

Desde o início os pais tem a missão de detectar os pontos fortes e fracos dos filhos e, enquanto o “barro” está molhado, moldar o futuro adulto através da educação, coibindo as más tendências e incentivando as boas.

Infelizmente em muitas vezes isso não ocorre ou quando ocorre é de maneira incompleta. Resta ao adulto então, após resistir a vida desvairada de adolescente, iniciar um processo de auto-educação, corrigindo seus próprios defeitos que passaram da educação infanto-juvenil sem solução… e ainda buscar seu verdadeiro lugar na vida profissional.

Quanto a correção temos a filosofia Espírita servindo de ferramenta de auxílio a busca da perfeição como ser, explicando os ensinamentos de Jesus para nossa realidade atual de vida. Contudo o verdadeiro lugar na vida é uma missão de dificuldade ainda maior, se revelando como um verdadeira batalha individual de superação, persistência e resistência.

2 – UMA SOLUÇÃO

A solução inicial, tanto para a correção de nossos defeitos, quanto para a busca para o nosso verdadeiro lugar na vida, inicia-se na resposta da pergunta abaixo:

919 – Qual o meio prático mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir aos arrastamentos do mal?
– Um sábio da Antiguidade vos disse: “Conhece-te a ti mesmo”. (Livro dos Espíritos, Allan Kardec.)

Através do auto-conhecimento o ser humano pode buscar seus defeitos para correção e habilidades para desenvolve-las e se colocar no mercado por vocação.

Assim por uma análise profunda, isenta de opiniões alheias, o convite a meditação sobre o caminho que se segue é imprescindível para o sucesso individual…

_ Por que se contentar com o emprego atual mesmo que estável e não procurar o verdadeiro lugar na vida formado por uma atividade prazerosa onde o indivíduo se torna estável pela importância no cargo e com salário crescentes?

A missão individual de cada um está em desempenhar um papel na sociedade contribuindo para sí mesmo em ações que possam ampliar cada vez mais as habilidades individuais.

A remuneração é conseqüência e não causa. O desenvolvimento do ser, da moral, da responsabilidade e do comprometimento em qualquer área irá trazer conseqüências melhores ainda para o próprio indivíduo, em forma de melhor salário e auto-estima.

Assim a atenção a educação das crianças que nos são acessíveis é de extrema importância, igualmente como reservar um tempo para meditação seguindo alguns questionamentos como os sugeridos abaixo:

_ Quais são as minhas maiores habilidades ?

_ O que estou fazendo habitualmente está contribuindo para um futuro melhor ?

_ Minhas habilidades estão sendo utilizadas no campo pessoal e profissional ?

_ Estou motivado onde estou ?

_ O que posso fazer de ações no presente para mudar meu futuro ?

_ O que realizei até agora para mudar meu futuro ?

3 – QUEM SOU EU ?

Assim acredito ser de extrema importância uma quebra de rotina mensal para auto-análise, revendo o que foi realizado, planejando as ações e assim seguir com mais segurança para o nosso próprio futuro. Nossa vida é uma grande festa, contudo para que seja um sucesso, temos que promovê-la sempre, agindo no presente para construir o futuro. Nada irá mudar se ações neste exato momento não forem feitas! Contudo ações para um caminho errado pode ser ainda pior. A vida é preciosa demais para perdê-la em uma atividade que não se tem prazer de fazê-la.

“Eu preferiria ser um fracasso em algo que amo do que um sucesso em algo que odeio.”

( George Burns ) http://pt.wikipedia.org/wiki/George_Burns

Sucesso a todos !





Vigilância

12 11 2007

“Escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal na Operação Furacão teriam flagrado pedido do ministro Paulo Medina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), aos examinadores do concurso para que aprovassem o candidato Leonardo Bechara Stancioli, seu parente.”
http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2007/04/25/materia.2007-04-25.4071003895/view

“Suspeitas de quebra de sigilo e fraude para beneficiar filhos, noras, genros e sobrinhos de desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro poderão anular o concurso público para juiz no estado.”
http://conjur.estadao.com.br/static/text/53720,1

“O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) entregou hoje ao secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, um relatório sobre o caso de doping da nadadora Rebeca Gusmão. O caso, agora, deve ser investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública.”
http://www.atarde.com.br/esporte/noticia.jsf?id=805456

Todos nós brasileiros devemos ter muito mais vigilância no campo das ações profissionais e materiais. O brasileiro está acostumado com a propaganda da impunidade, com a propaganda de bandidos que se dão bem, com políticos que roubam e não são punidos, com a publicidade do “jeitinho brasileiro”!
Esquecem, porém, que toda ação possui reação. Ou seja, toda ação negativa – invariavelmente recebe de volta uma reação igualmente negativa, seja no dia seguinte, no ano seguinte, ou até mesmo numa reencarnação seguinte…

Vale dizer que, se não acredita em reencarnação reflita na seguinte questão: Se Deus é tão bom para todos, como nascem pessoas em família ricas e outras em famílias paupérrimas? Como umas nascem com deficiências físicas e outras com grande perfeição e beleza? Resposta dada pelas ações dos indivíduos em vidas passadas sendo refletidas no nascimento da próxima vida. (lei da ação e reação)

Mas voltando ao assunto, devemos nos vigiar nas ciladas que a vida pode apresentar como forma de conseguir algo de maneira mais fácil. Não apenas grandes erros – como desvios de verbas públicas, mas em atos corriqueiros do dia-a-dia como o “furar fila”, dirigir com imprudência, adulterar algum documento, comprar documentos e títulos, falsificar carteiras estudantis, e outras pequenas “corrupções” do dia-a-dia.

Assim procedendo, mesmo que não sejam descobertos os “jeitinhos”, estamos certamente nos compromentendo na lei da ação e reação.

Além disso, invariavelmente estaremos prejudicando alguém com esses “jeitinhos”. Assim procedendo estamos nos comprometendo de forma carmática com as pessoas prejudicadas e obrigatoriamente iremos pagar por isso.

Não é tarefa fácil evitar e resistir a essas pequenas “corrupções” do dia-a-dia. A sociedade brasileira aliada com a impunidade judicial acaba por incentivar-nos a sua prática. Porém temos que começar a ter orgulho, no sentido benéfico da palavra, de buscarmos ser absolutamente honestos e conscientes de nossos atos.
Estejamos sempre nos questionando:

_ O que faço é correto, honesto e ético?
_ Estou prejudicando alguém com minha atitude?
_ O que estou fazendo, gostaria que fizessem comigo?
_ Quando morrer vou lembrar dessa atitude com medo ou receio ou estou em paz comigo mesmo?

Lembramos uma pergunta de Allan Kardec feita ao Espírito da Verdade no Livro dos Espíritos na questão 922:

“922 – A felicidade terrena é relativa à posição de cada um; o que basta à felicidade de um faz a infelicidade de outro. Existe, entretanto, uma medida de felicidade comum a todos os homens?

– Para a vida material, é a posse do necessário; para a vida moral, a
pureza da consciência e a fé no futuro.”

Que tenhamos a força moral de dizer NÃO as oportunidades fraudulentas que surgem como PROVAS do verdadeiro sucesso em nossas vidas!
1 Não queiramos encontrar no plano espiritual todas as pessoas que prejudicamos – nos cobrando reparação !





Personalidade Criativa-Operante X Deficit de Atenção (DDA).

28 05 2007

Muitas pessoas falam pouco, tiram notas baixas, são chamadas de “desatentas”, mas surpreendem em determinadas tarefas ou ações, quando algo desperta sua atenção…

Assim considero uma pessoa com personalidade Criativo-Operante.

Em mais detalhes, seriam indivíduos em que a criatividade supera objetivos e a vontade própria. A criatividade é quem comanda, de tão forte, ela está acima da até mesmo da vontade consciente. Não adianta querer estudar algo que não se goste, a criatividade ataca desligando o foco e direcionando o pensamento para outras ideias.

Portanto, para estudar assuntos que fogem do interesse, deve-se desenvolver métodos de estudos que se adaptem ao funcionamento criativo. Já em estudos que agradam – o foco torna-se aliado da criatividade, gerando pontos de vista até então pouco explorados e um desenvolvimento acima do normal.

Alguns consideram esses tipos de pessoas como portadores do síndrome do Déficit de Atenção.

Acrescento aqui um esclarecimento. É claro que existe casos realmente de Deficit de Atenção que necessitam de medicamento para se adaptarem ao meio em que vivem…

Contudo o foco desse artigo é para os muitos casos em que as crianças e ou adolescentes por pressão da sociedade são tarjados como DDA.

Logo, o intolerável no meu ponto de vista é utilizar-se de medicação controlada em diagnósticos frágeis – principalmente para crianças indefesas – pois ainda não tem o livre-arbítrio de optar ou não por uso de medicamento.

Na maioria dos casos a criança é medicada para melhorar os estudos por pressões externas. Contudo, irremediavelmente a brincadeira sempre será o principal foco da criança. Isso não é culpa delas, pois todas são assim em algum grau.

Na realidade, os pais, os métodos de ensino e toda a sociedade é que devem mudar… e tomar remédios de reflexão para darem mais atenção a elas.

Os pais, portanto, tem a tarefa primordial de descobrir qual o foco de interesse da criança em crescimento e não querer impor o seu foco pessoal. Quais os verdadeiros dons dos filhos? Quais suas aplicabilidades perante a sociedade?

E quanto ao estudo do necessário e obrigatório ao desenvolvimento do conhecimento intelectual, deve-se buscar formas de ensino alternativas, utilizando o lúdico, jogos educativos, associações, brincadeiras e reforço.

Não adianta comparar com colegas da mesma idade.

Hoje em dia até mesmo um computador pode ser encomendado com uma configuração especial para seu uso direto da fábrica, diferente de todos os outros que são vendidos. Imagine então um ser-humano, único de espírito, físico e mente – definitivamente não é possível comparar crianças !

Cada um deve ter o seu próprio método de ensino e aprendizagem e os pais são os maiores responsáveis por descobrir e iniciar a pratica correta do despertar lúdico.

Sociedade dos Poetas Mortos Um filme obrigatório para todos os pais e educandos: “Sociedade dos Poetas Mortos”.

Posteriormente os professores também deveriam ensinar de forma individual, porém a Educação está totalmente defasada em seus métodos. Salvo algumas grandes iniciativas particulares, como a escola LUMIAR;

Obviamente também exitem professores de redes particulares e públicas que fazem de sua vida uma realização para o bem coletivo, pois são professores por vocação superando limites, contudo se encontram numa sala geralmente com mais de 20 crianças…

Mas nem tudo é problema dos pais e professores. É claro que uma criatividade operante, tem suas consequências negativas para o próprio indivíduo no seu dia-a-dia. Por sua força criativa predominar – se paga um preço: a falta de foco nos detalhes, esquecimento constante de objetos e procedimentos do dia-a-dia e outras pequenas tarefas por não ser de interesse da mente criativa – ela simplesmente deixa para segundo plano, não gravando na mente.

Cabe a cada um criar suas regras, desenvolver medidas de auxílio como:

1) Fazer tudo “agora”. Não deixar nada pra depois ! Essa é a base de tudo.

2) Se tiver que deixar para depois, anotar num bloquinho de bolso. Deixar outro bloquinho ou quadro de avisos em casa.

3) A noite fazer um balanço de prioridades e passar para o bloquinho de bolso tudo que for urgente.

4) Anotar as metas do ano à parte e todos os dias escrever a grande meta no dia seguinte da agenda de bolso.: ex: comprar um carro, passar num concurso, passar de ano, …

5) Frase de auto-estima na mão junto com as prioridades. Ex. “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim”. Chico Xavier. Trabalhar na persistência.

6) Cortar as atividades inúteis que atraem tanto sem reações para a construção de um futuro produtivo: bate papos, jogos de computador pelas noites, coleções de fotos e filmes suspeitos, excessos diversos. Todo excesso é prejudicial – até beber água. O criativo operante é o ser dos excessos. Deve-se estar vigilante para trocar essas atividades por outras e nunca ficar ocioso. Estudos em grupo, pesquisas na internet, aprender novas línguas, e até palavras cruzadas com um dicionário ao lado é ótimo para criar atenção.

7) Preocupações exacerbadas não é bom. Ter fé baseado na certeza de que toda ação hoje gera reações no futuro!

8 ) Objetos que andam frequentemente contigo: numerá-los e fazer chamada toda vez que sair de um local: 1,2,3,4. (1-chave, 2-celular, 3-óculos, 4-pasta). Numere suas coisas, assim fica evita-se perdê-las.

9) No Estudo: Duas matérias ou mais alternando-as. Enjoa de uma passa para outra; Ler em voz alta; Fingir que está dando aula e ensinando a alguém; Fazer resumos em pequenas fichas de papelão e atrás colocar perguntas sobre o tema; Isolar-se; Um cafezinho é sempre útil, mas não para ficar polegando o copinho! Estudar em pé; Inove! Se estiver numa sala de aula faça perguntas ao professor crie emoção – ela vai fazer gravações eternas em sua mente! E o mais importante, aprender a gostar do que se está estudando… Mude de rumo caso necessário.

Quanto ao jovem ou adulto criativo operante – que a essa altura já se encontra “perdido no espaço” – ainda sugiro que procure fazer o que goste. Como nos diz um filósofo da antiguidade “Conheça-te a ti mesmo”.

Portanto acredito que a solução não seja o uso de remédios como a ritalina e outros para a finalidade de aumentar a atenção de imediato, mas sim um trabalho dos pais, quando criança, de direcionamento para uma atividade futura que desperte o foco dela acima de qualquer outra coisa.

E quanto ao adulto, fazer um mergulho interior, longe de qualquer influência, para que descubra realmente o que se gosta de fazer, o que procura, o que está certo e errado, e a partir daí mude sua vida, progressivamente, sem radicalismos, sem remédios e com muito prazer, para seu verdadeiro caminho na vida.

Se não puder estar fazendo o que goste de imediato, crie um hobby para compensar e aos poucos mude a sua direção.

Como nos diz Chico Xavier em uma de suas psicografias – Faça sempre o melhor que puder, e o melhor surgirá! Mas lembre-se, muitas vezes um péssimo engenheiro pode ser um professor extraordinário. Ter vocação é realização garantida.

Remédios? Sim, mas depois do trabalho educativo e pedagogo fracassar.

Sucesso e boa viagem interior ! Deixo abaixo alguns pontos interessantes sobre o assunto…

———————————-

(+) Áreas Favoráveis ao Criativo-Operante:

– Magistério;

– Marketing e Publicidade;

– Psicologia;

– Música;

– Artes em geral;

– Desenho Industrial;

 ——————————–

(-) Alguns inimigos do Criativo-Operante:

– Aulas e cursos onde não se verifica sua utilidade prática.

– Concursos públicos e vestibulares.

– Falar em público.

– Chaves da casa e do carro.

– Nome de pessoas.

– Decorar algo que não será de utilidade.

Sugestão de leitura nesse blog: categoria Educação e Reforma Íntima.(links ao lado)

———————– Uma abordagem espiritual …

Espiritualmente temos recursos para serem analisados que são fornecidos pelo estudo da Doutrina Espírita.

A lei da ação e reação nos revela que toda prática cometida no passado existirão reações no futuro. Muitas pessoas com falta de memória, distúrbios diversos podem ser causados por uso indevido da capacidade intelectual no passado. Note que não é regra, apenas uma das muitas possibilidades pelo estudo da Doutrina.

Quantas pessoas não utilizaram grande capacidade de planejamento, memória, intelecto para produzir armas, golpes, roubos, furtos, desvios de verbas, separações, etc. Todas essas ações prejudiciais ao próximo terão como resultado consequências negativas para quem o praticou numa vida futura.

Ou seja, numa próxima reencarnação deverá assim o produtor das ações negativas resgatar dívidas e muitas vezes nascer com doenças ou até mesmo pequenos incômodos como o deficit de atenção, tudo dependendo da gravidade das ações negativas produzidas no passado.

Nessa evolução intelectual que nos encontramos na atualidade, uma reflexão sobre a reencarnação pode ajudar a compreensão de sua realidade: Se Deus é igualmente bom para todos, como explica-se o nascimento de pessoas deficientes físicas? Ou como uns nascem na miséria e outras na riqueza? Na verdade quem provoca nascimentos carmáticos, com necessidades de sofrimento é somente o próprio indivíduo sofredor com a reencarnação.

E sobre nossas vidas passadas? Tudo é esquecido no processo de nascimento, restando somente tendências para determinadas atividades e carmas a serem quitados.

Assim sendo temos uma grande necessidade de vigilância da ações praticadas na atualidade para evitar possíveis comprometimentos em nossa própria saúde em vidas futuras.

Essa questão espiritual é um assunto de muita profundidade que pode estar sendo transmitida nessa publicação de forma simplista em demasia. Sugiro leitura completa da obra no download abaixo e nos demais artigos desse blog:

Download do Livro dos Espíritos – Allan Kardec





Bases para nossa Reforma Íntima

15 05 2007

A maior dificuldade para se fazer a tão falada Reforma Íntima é justamente saber o que devemos nos reformar – o que está de errado em nós? A partir daí então, devemos passar para outra grande dificuldade que é praticar a Reforma em nossa personalidade, em nosso modo de agir e até mesmo no pensar.

Porém essa semana em uma vídeo-palestra de Raul Teixeira pela Federação Espírita do Paraná consegui um roteiro para nossa reforma íntima:

1) Falar sempre de forma INATACÁVEL;

2) Não tomar nada como pessoal;

3) Não fazer suposições ;

4) Fazer o melhor que pudermos com o máximo de nós.

Parece simples, mas não é:

Quantas vezes não comentamos sobre alguém, atacando aquela pessoa com suas más características, más tendências ou condutas; quantas vezes não agredimos diretamente o próximo, geralmente um familiar ou companheiro?

Quantas vezes recebemos críticas que poderiam ser usadas para o nosso melhoramento e levamos para o lado pessoal ficando ainda magoado com aquela pessoa.

Quantas vezes criamos suposições a respeito das pessoas e quando verificamos é algo totalmente diferente.

Quantas vezes deixamos a preguiça adiar projetos, ou entramos em atividades sem a dedicação merecida resultando fracassos profissionais e pessoais!

Independente de crença somos convidados para nossa evolução diariamente em nossas relações na família e no trabalho. Exerçamos nossas vivências diárias para benefício próprio, não atacando ninguém de forma verbal, não tomando nada como pessoal, sem fazer suposições, fazendo sempre o melhor que pudermos sem ultrapassar nossos limites.

“Ante as dificuldades do cotidiano, exerçamos a paciência, não apenas em auxílio aos outros, mas igualmente a favor de nós mesmos.” (Emmanuel. Livro Encontro Marcado.)

LINKS:

http://www.raulteixeira.com/

http://www.feparana.com.br/

Apontamentos:

  • Reforma Íntima – Ato de busca da elevação moral do indivíduo promovido pelo próprio ser.
  • Orgulho – Defeito muito grave de difícil auto-detecção. Geralmente ocorre quando somos intolerantes e não aceitamos nenhuma crítica ou quando revidamos uma agressão para não ouvir comentário do tipo “o que os outros irão pensar se eu não revidar”, por exemplo.
  • Egoísmo – O Maior dos defeitos. Deriva-se dele a maioria dos outros defeitos da humanidade. Dificulta muito a nossa posição mental de estarmos “no lugar do próximo” para diante de nossas ações verificar se agimos corretamente, dentre outras.
  • Religiões – A maior virtude de uma Religião seria promover o melhoramento individual de cada seguidor, fazendo cada um levantar a sua espada contra seus próprios defeitos.

Reforma íntima

R iqueza de atitudes boas
E studo sobre si e o próprio caráter
F erramentas de luz e amor em cada gesto
O ração e vigilância constantes
R esistência ás tentações
M entalização do belo e do que é bom e positivo
A mor a si mesmo

I ntimidade em resguardo das sombras
N ecessária compreensão do que significa o próximo
T rabalho de renovação de valores
I nteriorização do bem em substituição ao mal
M ovimento seguro na direção da luz
A mor, agora, ao próximo

Ademário da Silva


 

Adicionando:

 

VINTE EXERCÍCIOS

Executar alegremente as próprias obrigações.

Silenciar diante da ofensa.

Esquecer o favor prestado.

Exonerar os amigos de qualquer gentileza para conosco.

Emudecer a nossa agressividade.

Não condenar as opiniões que divergem da nossa

Abolir qualquer pergunta maliciosa ou desnecessária.

Repetir informações e ensinamentos sem qualquer azedume.

Treinar a paciência constante.

Ouvir fraternalmente as mágoas dos companheiros sem biografar nossas dores.

Buscar sem afetação o meio de ser mais útil.

Desculpar sem desculpar-se.

Não dizer mal de ninguém.

Buscar a melhor parte das pessoas que nos comungam a experiência.

Alegrar-se com a alegria dos outros.

Não aborrecer quem trabalha.

Ajudar espontaneamente.

Respeitar o serviço alheio.

Reduzir os problemas particulares.

Servir de boa mente quando a enfermidade nos fira.

O aprendiz da experiência terrena que quiser e puder aplicar-se, pelo menos, a alguns dos vinte exercícios aqui propostos, certamente receberá do Divino Mestre, em plena escola da vida, as mais distintas notas no curso da Caridade.

pelo Espírito Scheilla – Do livro: Ideal Espírita, Médium: Francisco Cândido Xavier – Espíritos Diversos.