Sexto Sentido: Loucura de quem vê e escuta espíritos sem conhecer o Espiritismo.

6 06 2008

Muitas pessoas vêem e escutam espíritos. E não é nada fácil para quem não conhece a Doutrina Espírita lidar com isso.

“Todo aquele que sente, num grau qualquer a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem…” (Kardec, Allan. Livro dos Espíritos)

O melhor caminho é o estudo sistemático da Doutrina Espírita com uma constante reforma íntima e assiduidade de freqüência a uma Casa Espírita.

Imagine quem não conhece a Doutrina Espírita… Tema até abordado no filme “O Sexto Sentido” como uma aventura de muito suspense. Apesar do filme tratar o assunto de forma sensacional justamente para compor o enredo do filme, fico pensando como deve ser problemático essa situação… Muitos devem pensar que são até mesmo loucos! Contudo o Espiritismo está ao nosso alcance através dos livros da codificação da Doutrina por Allan Kardec em livrarias e na internet.

O desconhecimento do Espiritismo é muito grande e diante do mundo atual, independente de religião, se faz urgente o seu conhecimento através de uma leitura atenta de sua obra.

“O que é Espírito? Espírito é a alma desprendida do corpo físico após sua morte. O corpo morre, assim a alma torna-se um Espírito.”

Podemos receitar um roteiro básico para iniciar um estudo sistemático da obra:

1) Livro dos Espíritos – Allan Kardec – Codificação básica da obra em formato de perguntas e respostas (Allan Kardec pergunta e o Espírito da Verdade responde);

2) Juntamente a obra inicial pode-se estar lendo um livro resumidor da obra como “Espiritismo – Tudo o que você precisa saber.” de Richard Simonetti.

2) Evangelho Segundo o Espiritismo – Allan Kardec. Explica a luz do Espiritismo as palavras de Jesus. Muito bom para reunir a família em estudo no lar.

3) As obras do espírito André Luiz psicografado por Chico Xavier.

4) “Livro dos Médiuns” de Allan Kardec.

Depois da leitura e estudo dessas obras básicas, o leitor pode escolher outras obras mais diversificadas como “Memórias de um Suicida”, por exemplo.

LINKS RECOMENDADOS:

Download gratuito da obra Espírita no link abaixo:

http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/index.html

“Quem é quem???????

Espírito Santo, Anjos, Amigos Invisíveis – são Espíritos bem instruídos conhecedores das leis de Deus e que praticam o bem.

Demônios, Satanás – são Espíritos desinformados das leis de Deus que praticaram o mal e ainda buscam tormentos e obsessões.

Nós humanos – podemos nos tornar ao morrer tanto bons anjos como demônios – depende de nossas ações, pois nós também somos espíritos !”

Abaixo temos um caso real de uma pessoa que possuía grande capacidade mediúnica sofrendo muito até conhecer o Espiritismo. Felizmente consegui harmonizar-se e produzir muitos frutos trabalhando por Jesus na Doutrina Espírita…

Biografia de Peixotinho: Um caso REAL !

Francisco Peixoto Lins (Peixotinho)

“Nasceu na cidade de Pacatuba, Estado do Ceará, no dia 1º de fevereiro de 1905, desencarnando na cidade de Campos, Estado do Rio de Janeiro, 16 de junho de 1966.

Seus pais foram Miguel Peixoto Lins e Joana Alves Peixoto. Bem cedo ficou órfão de pai e mãe e passou a conviver com seus tios maternos, em Fortaleza, Estado do Ceará, onde fez o curso primário. Em seguida matriculou-se no Seminário Católico, de acordo com o desejo de seus tios, que desejavam vê-lo seguir a carreira eclesiástica. No Seminário sofreu várias penas disciplinares por manifestar a seus educadores dúvidas sobre os dogmas da Igreja. Observando as desigualdades humanas, tanto no campo físico como no social, ficou em dúvida no tocante à paternidade e bondade de Deus. Se todos eram seus filhos, por que tantas diversidades? Indagava. Por que razões insondáveis uns nascem fisicamente perfeitos e outros deformados? Uns portadores de virtudes angelicais e outros acometidos de mau caráter? Dizia então: “Se Deus existe, não é esse ser unilateral de que fala a religião católica.” Desejava saber e inquiria os seus confessores, os quais, diante das indagações arrojadas do menino, usavam o castigo e a penitência como corretivo.

Aos 14 anos de idade desistiu do Seminário e, com a permissão dos tios, transferiu-se para o Estado do Amazonas, em busca de melhores dias, enfrentando os trabalhos árduos dos seringais. Ali trabalhou cerca de dois anos, resolvendo voltar para Fortaleza. Nessa fase de sua vida, nele se manifestaram os primeiros indícios de sua extraordinária mediunidade, sob a forma de terrível obsessão. Envolvido por espíritos menos esclarecidos, era tomado de estranha força física, tornando-se capaz de lutar e vencer vários homens, apesar de Ter menos de 18 anos e ser fisicamente franzino. Esse estado anômalo acontecia a toda hora e Peixotinho, temendo conseqüências mais graves, deliberou não mais sair de casa. Ali ficou acometido de nova influenciação dos espíritos trevosos, ficando desprendido do corpo cerca de 20 horas, num estado cataléptico, quase chegando a ser sepultado vivo, pois seus familiares o tinham dado como desencarnado.

Depois desse episódio, sofreu uma paralisia que o prostrou num leito de dor durante seis meses. Nessa fase, um dos seus vizinhos, membro de uma sociedade espírita de Fortaleza, movido de íntima compaixão pelos seus sofrimentos, solicitou permissão à sua família, para prestar-lhe socorro espiritual, com passes e preces. Ninguém em sua casa tinha conhecimento do Espiritismo e seus familiares também não atinavam com o verdadeiro estado do paciente, uma vez que o tratamento médico a que se submetia não lhe dava qualquer esperança de restabelecimento. O seu vizinho iniciou o tratamento com o Evangelho no Lar, aplicando-lhe passes e dando-lhe a beber água fluida. A fim distrair-se, Peixotinho começou a ler alguns romances espíritas e posteriormente as obras da Codificação Kardequiana. Em menos de um mês apresentava sensível melhora em seu estado físico e progressivamente foi libertando-se da falsa enfermidade.

Logo que conseguiu andar, passou a freqüentar o Centro Espírita onde militava o grande tribuno Vianna de Carvalho, que na época estava prestando serviço ao Exército Nacional em Fortaleza. A terrível obsessão foi a sua Estrada de Damasco. O conhecimento da lei da reencarnação veio equacionar os velhos problemas que atormentavam a sua mente, dirimindo todas as dúvidas que o Seminário não conseguira desfazer. Passou assim a compreender a incomensurável bondade de Deus, dando a mesma oportunidade a todos os seus filhos na caminhada rumo à redenção espiritual.

Orientado pelo major Vianna de Carvalho, Peixotinho iniciou o seu desenvolvimento mediúnico. Tornou-se um dos mais famosos médiuns de materializações e efeitos físicos. Por seu intermédio produziram-se as famosas materializações luminosas e uma série dos mais peculiares fenômenos, tudo dentro da maior seriedade e nos moldes preceituados pela Doutrina Espírita.

Em 1926, foi convocado para o serviço militar e transferido para o Rio de Janeiro, sendo incluído em um batalhão do exército, na cidade fluminense de Macaé. Ali se dedicou com amor à prática do Espiritismo e, com um grupo de abnegados companheiros, fundou o Centro Espírita Pedro, instituição que por muito tempo se tornou a sua oficina de trabalho.

Em 1933, consorciou-se com Benedita Vieira Fernandes, de cujo matrimônio tiveram vários filhos. Por força da sua carreira militar, foi transferido várias vezes, servindo em Imbituba, Santa Catarina; Santos, São Paulo; no antigo Distrito Federal e em Campos, Rio de Janeiro. Onde chegava, procurava logo servir à causa espírita.

No ano de 1945, na cidade do Rio de Janeiro, encontrou-se com vários confrades, dentre eles Antônio Alves Ferreira, velho companheiro no Grupo Espírita Pedro, de Macaé. Nessa época passou a freqüentar o Culto Cristão no Lar, realizado sistematicamente na residência daquele confrade. Posteriormente, unindo-se a Jacques Aboab e Amadeu Santos, resolveram fundar o Grupo Espírita André Luiz, que inicialmente funcionou na Rua Moncorvo Filho, 27, onde se produziram, pela sua mediunidade, as mais belas sessões de materializações luminosas, as quais ensejaram ao Dr. Rafael Ranieri a oportunidade de lançar um livro com esse mesmo título. Peixotinho prestava também o seu valioso concurso como médium receitista e curador.

No ano de 1948, encontrando-se pela primeira vez com o médium Francisco Cândido Xavier, na cidade de Pedro Leopoldo, teve a oportunidade de propiciar aos confrades daquela cidade, belíssimas sessões de materializações e assistência aos enfermos.

Em 1949 foi transferido definitivamente para a cidade de Campos, onde participou dos trabalhos do Grupo Joana D’Arc. Fundou também o Grupo Espírita Araci, em homenagem ao seu guia espiritual.

Peixotinho sofria de broncopneumonia, enfermidade que lhe causava muitos dissabores, porém ele suportava tudo com estoicismo, o mesmo podendo-se dizer das calúnias de que foi vítima, como são vítimas todos os médiuns sérios que se colocam a serviço do Evangelho de Jesus, dando de graça o que de graça recebem. ”

(fonte: Centro Espírita Nosso Lar – http://www.cenl.com.br/biografias/franciscopeixoto.htm )

Abaixo as explicações de Divaldo sobre Mediunidade e Doutrina Espírita…





Dificuldade de Engravidar ? Tratamento médico e espiritual !

3 04 2008

Filhos Estava com um casal de conhecidos em um desses encontros por acaso. Ao verem minha filha com minha esposa ficaram curiosos de saber como fizemos para ter sucesso nessa empreitada, pois há mais de ano estávamos tentando sem sucesso ter um filho.

Por coincidências o médico era o mesmo, e o tratamento também, chegando assim a conclusão de que o problema era a ansiedade que estava atrapalhando. Desejamos boa sorte para o casal e fomos embora…

Contudo ao chegar no carro nos questionamos sobre a dificuldade de conseguir engravidar e lembrando de nossa jornada pessoal mais a fundo, e da grande quantidade de pessoas em situação igual a nossa, concluímos que o nosso diferencial foi justamente o tratamento espiritual que tivemos durante o período numa Casa Espírita.

Ao mesmo tempo um sentimento de perda de oportunidade de transmitir essa nossa experiência ao casal de conhecidos nos veio em mente…

Assim por meio desta publicação talvez possamos recuperar essa oportunidade perdida e levar nossa experiência a um número maior de casais em dificuldade de engravidar aqui pela internet!

Obviamente o tratamento médico convencional é necessário, inclusive com vitaminas de ácido fólico antes mesmo de engravidar; mas o tratamento em uma Casa Espírita séria (filiada a FEB) é de grande importância como nos foi explicado pela Direção da Casa.

Freqüentamos uma Casa Espírita e nosso tratamento se deu da seguinte forma:

– Passe magnético toda sexta-feira após assistir a palestra aberta a toda comunidade;

– Trabalho voluntário no atendimento a pessoas carentes nos sábados; (por nossa própria vontade)

– Passe magnético toda segunda-feira;

– Em nossa casa iniciamos o Culto no Lar. Um momento de estudo o orações juntos, sempre no mesmo horário e dia.

Com essa rotina estávamos sendo tratados e preparados para a missão da paternidade e maternidade.

Com isso, o espírito que estava por vir pode ser melhor “motivado” e amparado antes mesmo de nascer, sabendo que viria a nascer em uma família onde se segue os ensinamentos de Jesus auxiliado pela freqüência séria a uma Casa Espírita e praticando o Culto no Lar.

Com fé, dedicação à família e trabalho aconteceu o que já estava bem sólido em minha mente… Minha esposa me deu a notícia de que estava grávida !

Depois dos seis meses de gravidez, passamos a freqüentar um outro tipo de tratamento uma vez por semana.

Em um desses tratamentos fomos para nossa casa e não deu tempo nem de sentar a mesa. Tivemos que ir para o Hospital para começar o atendimento médico para nossa filhota sair da barriga!

No outro dia nasceu de parto normal e recebi os parabéns da pediatra num momento mágico e único nessa vida! E a cada momento temos mais certeza da presença de Deus em tudo.

Sucesso a todos !

Dica Importante:

http://www.e-familynet.com/pages.php/PT/000/acido.htm

Casas Espíritas no Brasil e no Mundo filiadas a FEB:

http://www.febnet.org.br/movimento/content,0,0,290,0,0.html

Codificação e material para estudo para o Culto no Lar:

http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/index.html

O que é Espiritismo ?

http://www.espirito.org.br/portal/doutrina/index.html





A Paixão de Cristo por Mel Gibson

14 01 2008

Jesus O filme A Paixão de Cristo talvez seja o mais importante filme já feito sobre a vida de Jesus. Apesar de mostrar apenas o seu martírio em suas últimas horas, o filme possui “flashs” em que os envolvidos no momento lembram de passagens da vida de Jesus.Pessoalmente, três trechos do filme me marcaram muito: quando Maria tenta socorrer Jesus na cruz com “flashs” de sua infância; a traição-arrependida de Judas (nosso homenageado neste blog) e quando Jesus anuncia a vinda no futuro do Consolador, do Espírito da Verdade, onde suas palavras não seriam mais ditas através de parábolas, mas diretamente explicada com bases científicas e filosóficas: O ESPIRITISMO.

O arrependimento de Judas ficou muito claro, pois ele o entregou pensando que Jesus iria reagir e com todos os seus poderes iria arrasar com exércitos e reis para tomar o que seria de seu direito. Infelizmente Judas não “captou a mensagem”, pois o reino de Jesus não é deste mundo, não é material e sim espiritual.

E também fica evidenciado na mensagem de Jesus a certeza da vinda futura do Espiritismo – o Consolador. Diga-se que toda obra Espírita originou-se do plano espiritual, sendo a obra principal ( O Livro dos Espíritos) organizada e codificada por Allan Kardec – utilizando vários médiuns de locais diferentes onde as mesmas perguntas eram feitas ao Espírito da Verdade e comparadas para sua exata precisão e veracidade. Creio que esse filme seja um convite para uma análise dessa obra que recebemos há apenas 150 anos. Assim consta nessa publicação o download no link ao final.

JOÃO 16,7 – “Todavia, digo-vos a verdade, convém-vos que eu vá; pois se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. “

JOÃO 15,23 – “Quando vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que do Pai procede, esse dará testemunho de mim;”

Portanto, com certeza o filme A Paixão de Cristo é imperdível seja qual for a ideologia pessoal de cada um.





Mais rico é quem menos necessidades possui.

31 12 2007

No conteúdo da disciplina de Microeconomia clássica existe a Teoria do Consumidor onde se estuda o comportamento e maximização da satisfação do consumidor dentre diversos tipos de bens de consumo disponíveis no mercado.

Pela curva de indiferença analisa-se as preferências do consumidor sendo representado por pontos geométrico das diferentes combinações de bens que dão ao consumidor o mesmo nível de utilidade. Com aumento da renda naturalmente o consumidor irá elevar os níveis de aquisições e chega-se a um novo ponto de equilíbrio:

Ponto de Equil�brio do Consumidor

Assim chega-se a conclusão de que o consumidor sempre busca posições que maximizem sua satisfação dada a sua renda e os preços dos bens e serviços que deseja adquirir.

Porém nos dias atuais a utilidade de cada bem está sendo cada vez mais passageira por vários fatores, como o lançamento de novos modelos mais avançados de forma mais rápida, má qualidade pelos produtos em base plástica praticamente descartáveis ou ainda a evolução no quesito marketing e propaganda, dentre outros. Portanto, a tendência é sentir cada vez mais que nunca o consumidor irá estar satisfeito com o que se possui no campo material.

Com bases em estudos da Doutrina Espírita que nos revela verdades e leis do mundo espiritual, na questão 922 do Livro dos Espíritos, Allan Kardec fez uma pergunta ao Espírito Superior sobre a questão da felicidade e conseqüentemente maximização da satisfação do consumidor. Vejamos o que nos foi respondido:

922. A felicidade terrestre é relativa à posição de cada um. O que basta para a felicidade de um, constitui a desgraça de outro. Haverá, contudo, alguma soma de felicidade comum a todos os homens?

“Com relação à vida material, é a posse do necessário.
Com relação à vida moral, a consciência tranqüila e a fé no
futuro.”

Felicidade será alcançada então com a posse do necessário. A reflexão em nossos excessos de consumo pode ser o passo inicial para a verdadeira felicidade do indivíduo. A caridade então deverá ser adotada para conseqüente distribuição do excedente, unindo assim a paz de consciência e fé num futuro onde pela cooperação interpessoal todos os consumidores da sociedade se transformarão em uma grande corrente de irmãos. Utopia no momento, porém se cada um de nós tivéssemos a consciência como freio na aquisição dos excessos e amor ao próximo seria muito fácil essa nova sociedade de fraternidade acima das diferenças e vaidades pessoais.

Contudo sabendo dessa utopia atual Allan Kardec pergunta novamente ao Espírito da Verdade:

923. O que para um é supérfluo não representará, para outro, o necessário, e reciprocamente, de acordo com as posições respectivas?

Sim, conformemente às vossas idéias materiais, aos vossos preconceitos, à vossa ambição e às vossas ridículas extravagâncias, a que o futuro fará justiça, quando compreenderdes a verdade. Não há dúvida de que aquele que tinha cinqüenta mil libras de renda, vendo-se reduzido a só ter
dez mil, se considera muito desgraçado, por não mais poder fazer a mesma figura, conservar o que chama a sua posição, ter cavalos, lacaios, satisfazer a todas as paixões, etc. Acredita que lhe falta o necessário. Mas, francamente, achas que seja digno de lástima, quando ao seu lado muitos
há, morrendo de fome e frio, sem um abrigo onde repousem a cabeça? O homem criterioso, a fim de ser feliz, olha sempre para baixo e não para cima, a não ser para elevar sua alma ao infinito.” (715)

Com essas duas instruções do Espírito da Verdade já podemos iniciar processo de reforma e reflexão íntima a respeito de hábitos e excessos referente a utilidade dos bens materiais que adquirimos e assim comprovar que o verdadeiro rico é aquele que menos necessidades possui.

Portanto no caso de aumento de renda o consumidor deveria buscar distribuir esse acréscimo com famílias menos providas mantendo para si o consumo do que é realmente necessário (E1) e fazendo caridade com o consumo da renda adicional (E2).

Esta é a Economia Espírita onde os recursos são compartilhados com o próximo, a distribuição é automática pela caridade no campo de ação de cada família consumidora e a Instituição Fiscalizadora é a consciência de cada um. E esta mesma consciência deveria estar sendo usada para o convívio pacífico com a natureza criando assim um planeta sustentável.





“Livro dos Espíritos” – uma leitura de vital importância neste Natal.

24 12 2007

Neste Dia de Nascimento de Jesus (prefiro assim já que Natal está ultimamente como sinônimo de presentes, comidas, bebidas e excessos) essencialmente devemos nos reunir em nome de Jesus em orações e estudos para que nosso lar esteja com muita luz. E o “Livro dos Espíritos” há poucos 150 anos nos trás em palavras francas e diretas as explicações das mensagens de amor que Jesus nos trouxe há 2000 anos.

Assim fica o convite para o aprofundamento cristão com a leitura do “Livro dos Espíritos”. Sua análise e estudo sério deve ser missão de cada um de nós, mesmo que seja para criticá-lo. E buscando anular todas as dúvidas que poderiam ser colocadas em questão uma matéria no Reformador de Julho de 2007 de Alexandre Fontes da Fonseca em especial me chamou a atenção em homenagem aos 150 anos do Espiritismo: “Uma análise matemática do Método do Controle Universal do Ensino dos Espíritos”

Nada mais do que uma excelente explicação da metodologia que Allan Kardec usou para que o “Livro dos Espíritos” e toda sua obra tivesse garantia absoluta de autenticidade espiritual.

Afinal por que deveríamos acreditar que o conteúdo dessa obra não foi mera criação e invenção dos médiuns ? Quem garante que realmente é de conteúdo espiritual? Como Allan Kardec teve certeza que o conteúdo seria obra inteiramente dos espíritos e não da imaginação de cada médium utilizado?

Bem nessa reportagem está a resposta. Infelizmente é praticamente impossível fazer um resumo completo. Posso assegurar pela leitura porém, que matematicamente pela utilização de mais de 11 médiuns na elaboração do Livro dos Espíritos resultam em segurança de probabilidade real do conteúdo, visto que uma mesma pergunta era feita a cada um desses médiuns, que se localizavam em lugares distintos e as respostas eram colocadas lado a lado para finalmente serem aprovadas. Como podemos verificar nas próprias palavras de Allan Kardec no Evangelho Segundo o Espiritismo no 9° parágrafo do item II da Introdução e no Livro dos Médiuns na nota do item XXVIII, cap. XXXI:

“Uma só garantia séria existe para o ensino dos Espíritos: a concordância que haja entre as revelações que eles façam espontaneamente, servindo-se de grande número de médiuns estranhos uns aos outros e em vários lugares.”
“A melhor garantia de que um princípio é a expressão da verdade se encontra em ser ensinado e revelado por diferentes Espíritos, como o concurso de médiuns deversos, desconhecidos uns dos outros e em lugares vários, e em ser, aos demais, confirmado pela razão e sanionado pela adesão do maior número..”

O Reformador é uma Revista de Espiritismo Cristão mensal fundada em 21 de janeiro de 1883 e para conseguir sua assinatura basta enviar um e-mail para <assinaturas.reformador@febrasil.org.br> a custo anual de R$ 35,00 apenas.

Quem quiser essa matéria completa envie um comentário e informe o e-mail para poder enviar o texto integralmente.

Bons Estudos !

Download do Livro dos Espíritos:

Download Livro dos Esp�ritos




Finados… E nós… para onde vamos ?

5 11 2007

Pelos estudos espíritas, sabemos que através de nossos pensamentos podemos entrar em contato com os espíritos. Através da oração portanto, podemos conversar com nossos amigos e familiares já desencarnados (falecidos). Assim no dia de finados não há necessidade de ir ao cemitério, pois o espírito não mora naquele local. Está sim onde surge nosso pensamento afim.

Faço portanto algumas sugestões que poderiam ser substituídas pelo ritual de ir ao cemitério e que provavelmente agradariam bem mais os falecidos homenageados pela data terrena estipulada:

– Ir a um orfanato ou asilo levando doces e balas para alegrar a vida daquelas pessoas tão excluídas da sociedade.

– Ir a um hospital e visitar alguns doentes solitários e necessitados entregando uma mensagem de fé e solidariedade;

– Fazer companhia a alguém que tenha uma vida solitária;

Qualquer outro tipo de caridade seria bem vindo. E durante todo o período da pratica da ação caridosa teríamos o pensamento voltado para os desencarnados a serem homenageados. Provavelmente eles estarão, nesse momento, ao nosso lado – muito felizes – por termos levado-os a uma atividade tão emotiva, alegre e positiva; e sentindo mais felizes ainda por serem os motivadores por tal atitude. A caridade em nome de espíritos desencarnados são presentes concretos para eles.

E quanto a nós… para onde vamos?

Deixo abaixo, para nossa profunda reflexão, um precisoa mensagem do espírito de Emmanuel psicografado por Chico Xavier no livro Justiça Divina:

Lugar depois da morte

Muitas vezes perguntas, na Terra, para onde seguirás, quando a morte venha a surgir…
Anseias, decerto, a ilha do repouso ou o lar da união com aqueles que mais amas…
Sonhas o acesso à felicidade, à maneira da criança que suspira pelo colo materno…
Isso, porém, é fácil de conhecer;
Toda pessoa humana é aprendiz na escola da evolução, sob o uniforme da carne, constrangida ao cumprimento de certas obrigações;
Nos compromissos no plano familiar;
Nas responsabilidades da vida pública;
No campo dos negócios materiais;
Na luta pelo próprio sustento…
O dever, no entanto, é impositivo da educação que nos obriga a parecer o que ainda não somos, para sermos, em liberdade, aquilo que realmente devemos ser.
Não olvides, assim, enobrecer e iluminar o tempo que te pertence.
Não nos propomos nivelar homens e animais, contudo, numa comparação reconhecidamente incompleta, imaginemos seres outros da natureza trazidos ao regime do espírito encarnado na esfera física.
O cavalo atrelado ao carro, quando entregue ao descanso, corre à pastagem, onde se refocila na satisfação dos próprios impulsos.
A serpente, presa para cooperar na fabricação de soro antiofídico, se for libertada, desliza para a toca, onde reconstituirá o próprio veneno.
O corvo, detido para observações, quando solto, volve à imundice.
A abelha, retida em observação de apicultura, ao desembaraçar-se, torna, incontinenti, à colméia e ao trabalho.
A andorinha engaiolada para estudo, tão logo se veja fora da grade, voa no rumo da primavera.
Se desejas saber quem és, observa o que pensas, quando estás sem ninguém; e se queres conhecer o lugar que te espera, depois da morte, examina o que fazes contigo mesmo nas horas livres.

Livro Justiça Divina – Espírito Emmanuel psicografado por Chico Xavier.

 

 





Dica de Anti-virus & Atitudes na internet

2 10 2007

Uma de minhas atividade é dar suporte de informática. Não apenas profissionalmente, mas aos conhecidos e familiares. Noto que a dificuldade é muito grande, principalmente na ocorrência de virus e spywares onde pela falta de prática acaba-se por danificar os programas e até mesmo aumentar o risco de roubo de senhas.

A melhor combinação de programas antivirus gratuitos por minha experiência são os seguintes softwares:

– ClamWin Free Antivirus

– Skyware Terminator

O primeiro é um antivirus poderoso, sem restrições por ser “open-source” – ou seja, é um programa aberto onde vários programadores tem acesso a sua fonte e atualizam constantemente sem fins comerciais, geralmente acadêmicos.

O segundo é um utilitário com proteção residente que bloqueia a entrada de programas espiões pela navagação na internet. Mas não é só isso, ao instalá-lo ele pode se associar ao ClamWin, transformando-se em uma proteção residente de virus, spywares, adwares, trojans e tudo mais – podendo ser comparado sem perda aos programas antivirus pagos.

Os dois programas estão disponíveis para download em :

http://baixaki.ig.com.br/download/ClamWin-Free-Antivirus.htm

http://baixaki.ig.com.br/download/Spyware-Terminator.htm

Com esses dois programas associados com certeza a navegação se tornará muito segura.

———————–

Negatividade de Pensamentos Interessante comparar o “estado de saúde” de nosso computador com nossas atitudes e pensamentos. Pois quanto mais se visita sites ilegais (downloads de programas piratas, pornografia e músicas) mais se contrai virus e spywares. Estudos doutrinários do Espiritismo nos revela que atitudes ilegais geram sintonias e atraem companhias não muito boas ao nosso redor no plano espiritual. Portanto, além de problemas no computador, nossa energia espiritual torna-se mais carregada e negativa, desvinculando-nos de nossos protetores. Focalizemos nossos pensamentos em ações construtivas na internet e muito cuidado com os excessos !
Lembremos que nosso futuro depende de nossas atitudes hoje. Não devendo esquecer do auto-questionamento: Eu quero isso para mim? Eu preciso disso? Para que serve? Aonde desejo ir? O que estou construindo agora?

Nos esforcemos para ser pessoas de valor e não apenas pessoas de sucesso.

Sugestões de Leitura:

O que é a Doutrina Espírita: http://www.espirito.org.br/portal/doutrina/index.html

Download Doutrina Espírita: http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/index.html