A “lição da vida” com a morte por um fio – US Airways – 1549

2 09 2014

Hoje assisti um vídeo enviado por uma ex-colega de trabalho para uma outra colega de trabalho… como as coisas andam ein… o importante é que chegou até a minha pessoa um vídeo muito interessante, pois trata-se de um depoimento de Ric Elias, um passageiro do incrível acidente “bem sucedido” com um pouso em pleno rio Hudson em Nova York em 2009 !

Antes de mais nada, vamos assistir um vídeo com fotos do acidente:

Outro vídeo direto das câmeras da Guarda Costeira do pouso na água:

Com os fatos registrados podemos agora assistir ao vídeo do Sr. Ric Elias :

Certamente num momento como esse, a vida passa por nossa mente – tudo o que fizemos e o que deixamos de fazer – e principalmente como administramos nosso tempo !

A administração de nossa vida é simplesmente o ato de planejar o dia de hoje e esperar as consequências das nossas próprias ações com a certeza que toda causa tem um efeito. O futuro obviamente depende de nossas ações agora.  E num momento de morte iminente como na queda de um avião percebemos que o tempo com a família e com a pessoas que amamos seriam nossa maior prioridade !

Equilibrar a vida pessoal com a profissional nunca é tarefa fácil, pois muitas vezes o sustento do lar exige trabalho e dedicação muitas vezes desumana.

Nesse momento de reflexão, podemos olhar para dentro de nós mesmos e perceber como nossos valores estão invertidos, não apenas o que nos foi construído, mas de toda moldura da sociedade que nos é imposta através da imagem, da propaganda, dos maus exemplos e do capitalismo em vigor. Devemos então de imediato, começar um processo de autoconhecimento contínuo, para analisarmos a nós mesmos, nossas vocações e fraquezas, e aprendermos assim a entrar num mundo invisível que abrirá as portas para o nosso verdadeiro sucesso, que se chama felicidade.

Não somos apenas corpos físicos que se alimentam de matéria orgânica e trabalham em busca de saciedade, sensações e bens materiais. Somos muito mais que isso.

Por isso devemos ter metas no campo profissional, metas no campo pessoal e principalmente metas no campos moral para serem perseguidas. E colocar no papel tais metas, parece ser algo simples, mas faz uma grande diferença, pois o alcance dessas metas somente serão conseguidos com ações rotineiras de construção das mesmas.

Obviamente que, enquanto estivermos jovens, ainda solteiros, teremos metas profissionais mais evidentes; descobrir o nosso cerne e ainda obter renda com uma atividade demanda tempo, dedicação, boa vontade e muito esforço.

Com o passar dos anos, outras metas devem surgir, e se num momento os filhos surgirem, uma pequena revolução deve passar por nós.

Nesse momento podemos perceber da necessidade não apenas de preparar os filhos para sucesso profissional e material; mas antes de tudo prepará-los para sucesso moral !

Muitas pessoas somente quando tem filhos é que percebem da importância da moral, de ensinar aos filhos a lidar com seus sentimentos, a ensinar aos filhos a lidar com as decepções, com as agressões e situações difíceis que certamente o terão pela frente.

É fácil perceber os pais pesquisando semanas pelo melhor colégio para seus filhos. Mas e a questão moral ? Não há pesquisas em relação a questão moral, muitos pais nem religião seguem e evitam castigar os filhos terceirizando a questão moral para o colégio e para babás. Ou seja, não há educação moral, nem nenhuma evangelização infantil. Futuramente percebemos grandes médicos, arquitetos, contadores, artistas, engenheiros, com sucesso profissional, mas entrando em depressão e até mesmo praticando suicídio.

E o que foi deixado de lado, focalizo aqui como talvez a principal meta de nossas vidas: a meta moral ! Anote ai em sua agenda caro leitor. Pois nosso desenvolvimento como uma alma imortal exige metas morais nessa vida sim. Somos todos imperfeitos e ainda tempos muitos defeitos de comportamento, egoísmo principalmente. Nosso corpo físico acaba com a morte, mas nossa alma é imortal. Nesse ponto devemos iniciar com uma busca filosófica e investigativa do mundo invisível. Assim como a mãe que procura a melhor escola intelectual para o filho, antes de tudo isso, nós devemos fazer uma ampla pesquisa de qual é a melhor escola moral para nós mesmos e em consequente para nossos presentes ou futuros filhos.  Afinal, Quem seu eu ? De onde vim ? Para onde vou ?

Assim, que tal começar com a seguinte meta moral:

Entrar em contato com diversas filosofias e religiões para avaliar qual a melhor me entende e melhor me responde tais questionamentos. E qual daria melhor educação moral para um presente ou futuro filho através de uma evangelização infantil dedicada. Qual religião que não busca comércio, não busca receitas financeiras e nenhum dos membros vive por conta da instituição. E outras questões importantes que o próprio leitor poderá investigar.

Como podem verificar minha pesquisa nesse ramo me levou a Doutrina Espírita, tema central desse singelo Blog. Também conheço excelentes pessoas em outras religiões, Batista, Católicos Romanos, Budistas, Etc. Tudo depende de nós mesmos e de nossas necessidades. Mas devemos ter ciência de que religião não é para assistir, como novela, mas sim para nos modificar para pessoas melhores.

Percebemos com o depoimento do Ric Elias sua emoção em dedicar-se mais tempo para os filhos. E certamente com um planejamento seguro nos três principais pilares de nossas vidas, buscando sempre ações diárias para alcançar nossas metas – teremos muito mais chances de quando chegar nossa hora de partir para nossa verdadeira casa, podermos estar calmos, confiantes, sem medo e com fé no futuro.

 

  • Sugestões de Leitura:

O que é a Doutrina Espírita < https://joanadarc.wordpress.com/2009/12/25/a-certeza-de-galileu-e-o-espiritismo/ >

Como é uma Casa da Doutrina Espírita – < https://joanadarc.wordpress.com/2012/03/20/como-e-o-centro-espirita/ >

Importância da Evangelização – < https://joanadarc.wordpress.com/2014/03/19/dinamica-da-vida-importancia-da-evangelizacao-crista/ >

 

Anúncios