Perigo da falta de higiene nas verduras, água e na mente !

22 06 2018

Em dia de trabalho noturno, gosto de ouvir boas palestras enquanto faço meus lançamentos contábeis. E ontem uma palestra me chamou a atenção, não apenas pelo fato espiritual, mas também pela questão sanitária dos vermes e parasitas que podemos ingerir ao nos alimentarmos de verduras sem a devida limpeza e água impura.

Se você como sanduíches “na rua” com alface ou saladas em restaurantes, está em um grupo de alto risco, pois não sabemos como são limpos tais verduras. Será que utilizam vinagre ou gotas de cloro deixando em molho por no mínimo 5 minutos. Duvido, se passar uma água já é muito. E água nesses casos não limpam.

“Folhagem usada freqüentemente no preparo de saladas e uma das hortaliças mais consumidas no Nordeste, a alface (Lactuca sativa) tem chegado às casas dos recifenses com elevado índice de contaminação por parasitas. Uma pesquisa feita na Fiocruz Pernambuco identificou a presença de parasitos em 96,6% das amostras coletadas em supermercados e feiras livres da cidade. A principal espécie parasita encontrada foi o Strongyloides spp., que se reproduz dentro do homem e pode até matar.”

Portanto a higiene para com as verduras é essencial para a saúde humana. Caso contrário, há risco de morte devido a evolução dos vermes.

“Foram analisadas 66 alfaces “crespas”. Das 18 amostras coletadas em supermercados (6 convencionais, 6 hidropônicas e 6 orgânicas), 88,8% estavam contaminadas. Nas feiras livres (24 orgânicas e 24 convencionais) todas tinham parasitas.”

Assim, de forma brilhante, a palestrante Anete Guimarães expõe ainda a questão espiritual envolvida, na vigilância que devemos ter com nossos pensamentos para não cairmos na teia de “vermes do além” ou vampiros que podem, como um verme ou parasita, ficar sugando nossa energia vital.

Certamente vou assistir essa palestra novamente para fazer anotações e comprar uma caixa de remédios de vermes essa semana mesmo pra cuidar do físico e também da mente.

Bons estudos !

https://agencia.fiocruz.br/alface-tem-elevado-grau-de-contamina%C3%A7%C3%A3o-por-parasitas-em-pe

 

Anúncios




Qual o seu desejo central de vida? Controle o seu destino conhecendo a si mesmo.

17 01 2018

Uma das grandes missões das filosofias e religiões é justamente a promoção de uma melhora íntima para melhor. E não seria diferente na Doutrina Espírita: Nessa palestra do Sr. Haroldo Dutra Dias temos uma preciosa lição da importância do autoconhecimento para tomarmos controle de nós mesmos.

Todos os espíritos desinformados que tentem a nos prejudicar, o fazem através de nosso desejo central. Quem possui um desejo central materialista, ou no campo das sensações, pode ter certeza que é um alvo fácil para os espíritos levianos.

Após assistir o vídeo abaixo, verifica-se a grande necessidade de vigilância íntima e também de mudança de valores. Onde está o seu tesouro, também está o seu coração. Assim buscamos elevar nossos objetivos de vida, e focar o nosso desejo central de vida em algo construtivo para toda a sociedade.

Quando isso acontece, quando nosso coração está focado na caridade ou nas construções positivas da vida, nenhum espírito ignorante consegue nos atingir, e verdadeiramente passamos a controlar nosso destino.

Vamos !





Resistindo a tentação

24 01 2017

jeanne.jpgTentação é um estímulo ou indução a um ato que pareça atraente, ainda que seja inapropriado ou contradiga alguma norma ou convenção social sendo, consequentemente, proibido. A definição de tentação pode ser aplicada a uma ampla gama de ações (por exemplo, o desrespeito a uma restrição alimentar, a trapaça, a ostentação de artigos de luxo, a procrastinação. (Wikipédia)

Quando se estuda a Doutrina Espírita, verifica-se a necessidade de vigilância de nossos atos, pois todos geram consequências, mesmo o ato de não fazer simplesmente nada! Sim, toda causa tem efeitos. Deixar a oportunidade de praticar o bem é fazer o mal !

Analisando assim nossas ações diárias, verificamos suas reações. Muitas delas podem com certeza produzir reações negativas para nossa própria pessoa. Ainda assim, fazemos. Seja por afinidade a elas, por vício, ou mesmo por desejar, gostar, ter prazer, apenas querer e pronto!

Traições, consumo de produtos maléficos a saúde, indo desde fofocas no trabalho a excessos de todos os tipos, sexo de risco, desrespeito ao patrimônio alheio, etc. Tudo isso para satisfazer o nosso “querer”.

Assim – tais atos que gostamos de fazer, mas que sabemos produzir efeitos negativos – são as tentações !

Para compreender melhor tal situação, adentremos na visão Espírita sobre o assunto:

Nunca estamos sozinho, nesse exato momento, uma gama variada de espíritos está ao nosso lado, nos observando, influindo sugestões em nossas mentes. Verifica-se que muitos dos pensamentos dos indivíduos, não são de origem própria, mas sugestões de espíritos próximos. Tal fato está reportado facilmente na Codificação e nos livros psicografados por Chico Xavier.

Assim, resistir a uma tentação, não é fácil. Primeiro porque simplesmente gostamos dela ! Mas sabemos que produz efeitos negativos ! Então decidimos não realizá-la – vamos resistir !

Mas nesse momento entra em cena as sugestões dos espíritos que também se beneficiavam de  alguma forma com a prática de tal ação. Os segundos passam e surgem pensamentos, e até imagens mentais nos levando a prática da tentação !

Podem pensar:

_ Sinistro !

Mas é.

Então, o que fazer ?

Ai vai minha receita:

  1. Na emergência, mude de ambiente, faça outra coisa imediatamente que também tenha prazer, mas que não seja nocivo: ai vai desde cantar, tocar violão, andar de bicicleta…
  2. Reorganize seu tempo para que não tenha mais tempo ! Faça uma agenda forte de atividades produtivas, participe de grupos de estudo, instituições, esportes, trabalhos voluntários nos horários livres ! Depois de um tempo nesse ritmo, olhe para trás e veja o verdadeiro sentido de viver – ao perceber que você fará falta em algum desses grupos ou atividades ! Isso irá motivá-lo a fazer ainda mais.
  3. Faça o Culto do Evangelho no Lar.

Interessante notar que todos esses itens, o primeiro emergencial e os dois seguintes a médio e longo prazos, se instaurados como rotina, irão também afastar os espíritos, aqueles que querem te empurrar para as atividades tentadoras… e aos poucos, são substituídos por espíritos com ideais mais nobres!

Não se espante se “do nada” surgirem ideias brilhantes e ótimas oportunidades profissionais e pessoais em sua vida !





Cansaço, desânimo, falta de atenção. Saiba o por quê.

27 03 2014

Esses sintomas podem ser de ordem físico, causados principalmente pelo estresse, problemas na tireoide, falta de uma alimentação balanceada, problemas com sono, ansiedade.

Contudo também podem ser de ordem espiritual, causados por obsessões espirituais.

Tratamos aqui a segunda hipótese – obviamente a mais polêmica. Para quem não acredita em espíritos ou na vida após a morte, tais fatos simplesmente não existem. Contudo com a observação dos relatos atuais, das facilidades dos meios de comunicação, onde as provas sobre o mundo espiritual são a cada dia mais acessíveis, basta procurar informações.

É um assunto complexo em termos de estudo da Doutrina Espírita. Para quem não conhece a Doutrina aconselho a ler esse artigo primeiro.  https://joanadarc.wordpress.com/?s=o+que+%C3%A9+espiritismo

Uma questão complexa está nos vícios. Para entendermos como o vício possui uma relação intensa com o mundo espiritual, devemos saber sobre a lei de sintonia. No mundo espiritual, não conversamos pelo som. Mas sim pelo pensamento. Devemos ter bem em mente essa situação. Não há como fingir. Dessa forma – ao produzir um pensamento – o espírito gera uma sintonia, uma vibração, uma faixa de energia que irá se ligar com outros espíritos dessa mesma faixa, fazendo conexões.

Da mesma forma ocorre nos espíritos que estão presos ao corpo físico, encarnados, ou seja nós mesmos. Apesar de, na maioria das vezes não podermos ver os espíritos (tem gente que vê), ao pensarmos em alguma coisa estamos criando um link, ou seja, dando um grito no plano espiritual. Sim, um grito mesmo, bem alto e constante, numa faixa determinada de onda, como uma rádio. Obviamente, aqueles espíritos sábios não irão querer escutar um funk do “leco leco leco…”. Dessa forma o tipo de pensamento estará de acordo como o grau de evolução do espírito.

Essa parte é importante, pois existem muitos tipos de espíritos. Os maus, os ignorantes, os que ainda se ligam as coisas materiais, os que estão ainda errando, mas buscam melhores… os bons, os superiores… e por aí vai até chegar aos puros – nosso objetivo. No Livro dos Espíritos tem um capítulo sobre esse assunto que vale a pena a leitura.

Dessa forma, quando praticamos ações de cunho estritamente material, principalmente na ordem das sensações, estamos nos ligando a espíritos inferiores. Tais espíritos ainda absorvem a energia que liberamos nessas situações. Muitos autores esotéricos chamam de vampiros. Mas em resumo, geralmente são apenas espíritos humanos que tinham como objetivo de vida desfrutar de prazeres, desencarnam e continuam estacionados como “zumbis das trevas”, na ignorância de Deus. Na série de livros do autor espiritual André Luiz, psicografado por Chico Xavier, temos com detalhes essas questões. Vale a pena começar pela obra Nosso Lar e depois entrar na obra Missionários da Luz.

Nessa situação de sintonia, pode surgir os vícios. Que são as forças dos espíritos inferiores em NOSSA MENTE nos influenciando e nos levando a praticar atos repetitivos ligados ao sexo, álcool e drogas, onde eles absorvem nossa energia ao liberarmos as mesmas. Quando Jesus recomendou “Orar e vigiai” – sabiamente estava nos ensinando a nos proteger dessas influências negativas e destruidoras. E tudo pode começar apenas com uma masturbação rotineira, promiscuidade, pornografia, tudo atraindo cada vez mais espíritos até transformar o indivíduo em um fantoche.

Os jovens são alvos fáceis desse tipo de obsessão espiritual, muitos pais ainda incentivam a pornografia e o uso da internet sem controle com tempo livre de sobra. O prazer solitário viciante alimenta as obsessões. A energia do centro genésico que é responsável pela concentração e criatividade é subtraída diariamente produzindo uma pessoa com problemas de memória, concentração, fraqueza. Para se aprofundar nesse assunto existe uma apostila muito interessante no site BV Espírita (Centros de Energia Vital) abaixo.

A Epífase e os Centros de Energia Vital . pdf

Parar e observar nossa rotina, pensamentos e ações é algo muito mais importante do que se imagina. Ideias brilhantes, sucesso profissional, bem estar pessoal, tudo isso pode mudar completamente. Nossas companhias espirituais podem ser cruciais em todos os momentos de nossas vidas. Mas tudo isso depende apenas de cada um de nós buscar uma melhora moral em mudança de comportamento. Para isso temos um remédio de apoio infalível – a prática da caridade em qualquer uma de suas formas.

Abaixo um vídeo sobre sintonia. Sucesso para todos.





Alerta máximo contra abusos infantis, a Doutrina Espírita revela o por quê.

11 09 2012

A cada dia que passa as crianças possuem acesso mais fácil a todo o tipo de informação. É um fato que devemos refletir muito.

As novelas comumente irradiando ambiente de tensão dentro do lar – geralmente ligada na sala onde também as crianças se dirigem, pois as mesmas querem estar perto de seus pais.

A sexualidade facilmente encontrada na internet em imagens eróticas também acessíveis a muitas crianças…

Sendo assim o esforço para uma educação moralmente digna e construtiva deve ser intensivo nos dias atuais. Os questionamentos são inúmeros e a influência dos amigos da escola  impulsionam modismos muitas vezes duvidosos.

Por mais cuidado que tomamos com nossas crianças, devemos prepará-los também a entrar em contato com crianças que não tenham o mesmo cuidado dado pelos seus responsáveis.

A Mãe desde muito era responsável pela moral e educação básica das crianças. Hoje em sua maioria no mercado de trabalho, grande parte do tempo das crianças estão nas mãos de babás, berçários, creches, avós e parentes.

Nos dias atuais portanto, a responsabilidade dos pais é muito maior quanto aos cuidados com os filhos perante a sociedade. Devemos ensinar claramente como a criança deve se comportar em situações impróprias. Falar diretamente para não deixar ninguém tocá-la nas partes íntimas, não tirar a roupa se alguém pedir, não beber nada oferecido por desconhecidos, não falar com estranhos, tendo cuidado inclusive de atentar para comportamentos estranhos com pessoas da própria família.

Ensinar a criança a agir em momentos de tentativas constrangedoras e invasivas é tarefa quase exclusiva dos pais e responsáveis diretos. Devemos além de falar como se comportar, dar exemplos, simular situações, e assim fazer a criança a tomar atitude contrária a qualquer tentativa de violência.

O maior número de abusos sexuais registrados são cometidos em crianças por parentes como registramos abaixo…

De acordo com um levantamento feito pelo Ministério da Saúde em 2011, a violência sexual em crianças de 0 a 9 anos é o segundo maior tipo de violência mais característico nessa faixa etária. Segundo esse levantamento inédito, foi concluído que das 14.625 notificações feitas sobre violência infantil, 35% delas representavam abuso sexual em crianças de até dez anos. Os números são do sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA) do Ministério da Saúde.

Grande parte das agressões acontecem na residência da criança (64,5%). Dentre os meios utilizados para a agressão, o mais apontado foi a força corporal/espancamento (22,2%), atingindo mais meninos (23%) do que meninas (21,6%). Grande parte dos agressores são pais e outros familiares, ou alguém do convívio muito próximo da criança e do adolescente, como amigos e vizinhos.

Dessa forma falar para os filhos para nunca tirar a roupa ou abaixar as calças para ninguém, somente para os pais, mães ou responsáveis diretos é o início básico de como a criança deve se comportar.

Ensinar igualmente que existe muitas pessoas e crianças que não tiveram a educação que ela recebe dos pais a fará compreender o por quê de seus colegas fazem coisas erradas.

A criança desde cedo precisa saber conviver com pessoas mal educadas e sobrepor sua boa educação como exemplo ativo.

Futuramente a criança quando jovem terá igualmente mais cuidados com sua privacidade no mundo moderno. O mundo virtual está cheio de armadilhas em que a antiga recomendação de – não se expor para ninguém – ainda será bastante válida !

Allan Kardec

 A Doutrina Espírita é a ciência que estuda o mundo espiritual. Através desse estudo profundo iniciado por Allan Kardec por volta de 1850 em Paris pela observação das mesas girantes e posterior constatação dos fatos espíritas repetidas vezes produziu-se uma grandiosa obra científica e filosófica com consequências obvias religiosas nos livros da Codificação Espírita.

E por meio de estudos dessas revelações espíritas pode-se facilmente verificar os perigos que todos nós estamos sujeitos pela falta de vigilância de nossos pensamentos.

Pois é através de nossos pensamentos diários que nos sintonizamos com determinados espíritos. Se pensamos em ajudar as pessoas atraímos para nós bons espíritos e com eles somos inspirados em muitos setores de nossas vidas para o bem.

Mas se pensamos em assuntos ligado ao sexo atraímos para nós espíritos grotescos com objetivos prejudiciais.

Obviamente se a pessoa tiver pensamentos constantes, com exposição a pornografia, aqueles espíritos prejudiciais ligados ao sexo podem iniciar processo de obsessão. Nesse ponto o indivíduo passa a ter pensamentos constantes de sexo e ter sua vida afetada por desordens. Rendimento profissional é reduzido tendo problemas de cansaço, falta de memória, perda de cabelo e desvios de comportamento…

Não é difícil observar essa influência espiritual, basta passar a analisar os nossos pensamentos, pois muitos deles não são produzidos por nós.

A vigilância então deve ocorrer ao passarmos a analisar as consequências das mesmas sugestões antes de transformá-los em realidade pela ação. E ter ciência de que dentro de nossos pensamentos – muitos não são nossos – é essencial!

E para afastar más influências espirituais, basta fazer o bem. É simples.

Com mais esse conhecimento podemos desde cedo proteger a criança dessas influências espirituais negativas colocando constantemente em atividade construtiva, esportes, novos aprendizados ocupando sua mente em detrimento à exposição nociva de programas de TV e internet.

O aprofundamento da questão pode ser feito com a leitura do Livro dos Espíritos, obra básica da codificação, principalmente no capítulo IX, questões 467 – 469.

Na condição de cristãos, estudantes ou apenas leitores iniciais da Doutrina Espírita, podemos ter a noção da gravidade do assunto. Nos dias atuais de exposição fácil a pornografia qualquer um da família ou próximo dela pode ter comportamento doentio por influência espiritual mais ativa e praticar algum tipo de abuso sexual.

As crianças, principalmente até os dez anos, devem ter liberdade vigiada a todo tempo, porque ainda estão em formação intelectual, moral e comportamental, aprendendo a reagir diante das manifestações sociais certas ou erradas.

— ## —

Abaixo uma palestra – Educação e Vivências – de Raul Teixeira onde engloba de forma única toda essência e reflexão sobre a educação do ser humano atual.





Tecnologia e Obsessão Espiritual

8 06 2012

“O novo hábito usado pelos casais para apimentar as relações, caracterizado pelo envio de fotos e mensagens sensuais pelo celular, ganhou o nome de sexting e tem se tornado popular. Uma pesquisa divulgada em abril e conduzida no Reino Unido mostrou que quase metade dos 2 mil adultos entrevistados já haviam praticado o sexting com seus parceiros.” G1 (Casais trocam fotos íntimas pelo celular para apimentar a relação)

Com a tecnologia dos smartsfones muitos utilizam de ferramentas de transmissão de textos e imagens para a prática do chamado sexting. Na realidade é uma extensão móvel de uma prática que já existia nos computadores com webcam e acesso a internet.

Numa reportagem do site G1 alerta para os perigos dessa prática e dá alguns conselhos interessantes. Contudo gostaria de revelar algumas questões de ordem espiritual que ocorrem com a criação desses hábitos que não são revelados por nenhum jornal tradicionalista.

Hábito (s.m.) Definição:  Comportamento que determinada pessoa aprende e repete frequentemente, sem pensar como deve executá-lo.

Com a criação da frequência sexual em atividades como o sexting devemos estar cientes que produzimos uma vibração mental forte de cunho sexual. Dessa forma nos sintonizamos com espíritos de baixa evolução que podem – com a criação do hábito – acabar por iniciar um processo de obsessão espiritual.

Uma obsessão espiritual existe em vários níveis e intensidades, ocorrendo desde pouca influência através de uma invasão em nossos pensamentos, até mesmo total controle mental.

Interessante observar as informações nos passada através dos próprios espíritos como a do mentor espiritual, Manuel Fhilomeno de Miranda (Nos Bastidores da Obsessão), quando apresenta algumas considerações:

Ocorreria uma obsessão :

•    Quando você escuta nos recessos da mente uma idéia torturante que teima por se fixar, interrompendo o curso do pensamento;
•    Quando constante imperiosa e atuante força psíquica interferindo nos processos mentais;
•    Quando verifique a vontade sendo dominada por outra vontade que parece dominar;
•    Quando experimente inquietação crescente, na intimidade mental, sem motivos reais;
•    Quando sinta o impacto do desalinho espiritual, em franco desenvolvimento, acautele-se, porque você se encontra em processo imperioso e ultriz de obsessão pertinaz.

Com esse auxílio temos indícios de estarmos sendo obsediados. Não é coisa de filme, mas simples e pura realidade de fatos invisíveis – e por serem de tal forma imperceptíveis não são comentados ou provados.

Mas a Doutrina Espírita revela através de psicografias em diversos livros publicados essa forma de dominação que espíritos inferiores e mal intencionadas podem estar nos influindo negativamente.

Não precisa mencionar os problemas para a vida social e profissional que o indivíduo terá se afinando com espíritos primitivos. Fracassos no trabalho, impossibilidade de estudo, baixa autoestima  e crises no lar são reações fáceis de serem colhidas com a vítima de uma obsessão espiritual.

É um assunto polêmico por ser originado em fatos espíritas, mas podemos observar suas reações em diversas doenças físicas e mentais comumente nas pessoas que nos cercam ou em nós mesmos.

De início devemos ter a certeza que muitos de nossos pensamentos simplesmente não são nossos. Com esse fato devemos prestar mais atenção nas reações de nossos pensamentos para simular consequências e assim termos certeza de que estamos fazendo o certo ou o errado, se realmente é uma boa ou má sugestão.

Com a maior vigilância de nossos pensamentos, e prática cada vez mais correta, resistindo a sugestões ligadas as sensações, teremos cada vez mais ligações com bons espíritos e assim a certeza de um futuro melhor, concentrado na prática do bem social e profissional. Bons pensamentos !

Links sobre obsessão espiritual segundo a Doutrina Espírita:

http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/obsessao/refletindo-sobre.html

Vídeo-palestra sobre o tema:





Download fácil – Filmes e imagens de Sexo e pornografia. E as reações disso ?

22 03 2009

Banco de dados inteiros com muitos gigas de fotos e filmes pornográficos não é muito incomum na casa de pais de adolescentes onde se têm acesso livre a internet.

Qual o adolescente que não tem a curiosidade e vontade de ir em busca de material pornográfico? A internet é de uma facilidade extrema nesse assunto. Basta ir ao google e digitar uma palavra chave compatível com o objetivo e pimba – já está lá estampado a foto daquela musa temporária como veio ao mundo.

Assim o jovem conectado a internet de hoje está totalmente acessível a esses conteúdos e mais ainda, através de câmeras (webcam) ainda podem interagir com outras pessoas com objetivos menos dignos incomuns para boa coisa não fazer.

Esses dias um colega de trabalho me falou _ ” Qual a graça da internet sem umas mulheres peladas!” … Depois de umas semanas veio com seu notebook para eu formatar dizendo que estava cheio de vírus…

Muitos pais ainda estimulam os filhos homens geralmente (quero ver um pai estimular uma filha!) a ver pornografias sem ao menos pensar no que isso pode gerar para uma criança.

Primeiramente devemos saber que o sexo é um grande gerador de energia. Temos uma energia muito grande graças ao sexo, e essa energia está disponível para usarmos, não necessariamente através do sexo. Artistas, poetas, atletas, empresários, estudantes a utilizam muitas vezes sem saber, como fonte inspiradora, energética e para raciocínio.

E as pessoas que utilizam a energia sexual indevidamente, principalmente através dos excessos, acabam por gastar toda essa energia em vão. Muitas vezes se sentem cansadas, com falta de memória, desatentas, com sono e até mesmo queda de cabelo. Geralmente procuram prazeres solitários devido à grande exposição a pornografias. Momento esse de grande importância a intervenção dos pais de forma sutil para adicionar atividades extras ocupando o tempo do jovem de preferência de forma integral, evitando momentos diante da internet.

Seguidamente, preciso informar que atividades sexuais criam um tipo de vibração onde se sintonizam espíritos de ordem inferior¹. Esse alerta é importante, pois a maioria das pessoas desconhecem a vida espiritual² por ser simplesmente invisível. Contudo suas influências são constantes em nossas mentes em forma de pensamentos e consequentemente em ações.

Grande parte dos vícios humanos é potencializada por influências de espíritos desinformados e obsessores³ causando grandes transtornos para suas vítimas.

Em reação a exposição de pornografia e consequente masturbação-sexo em excesso temos portanto o surgimento de más companhias espirituais gerando vícios, fraqueza física, fracassos profissionais e pessoais…. e ainda as boas inspirações não acontecem. Muitos fracassos profissionais vêm daí.
Poderia relatar com muito mais precisão e detalhes, contudo poucas pessoas estão preparadas para esse tipo de informação. Caso realmente alguém possa ter interesse em estudo nesse campo sugiro inicialmente a obra “Vida e Sexo” de Chico Xavier e “O Livro dos Espíritos” – a codificação básica Espírita por Allan Kardec. Posteriormente as obras de André Luiz.

O sexo é bom, necessário ao equilíbrio emocional e saudável se feito com amor e respeito a si mesmo e ao próximo. Assim vivenciado com sentimento de amor verdadeiro vai gerar trocas de energias restauradoras e  respeito espiritual no qual se mantêm a privacidade.

marytodd

1) Espíritos de ordem inferior – Espíritos são almas que não possuem mais corpo físico. Os espíritos podem ser considerados, para facilidade de entendimento, princípio de energia inteligente de pessoas que já morreram. Todos ao morrermos continuamos nossa vida em espírito. O número de espíritos é muito grande e são de diversos graus de evolução. Assim como existem pessoas boas e más, inteligentes e primitivas na Terra, os espíritos também existem dessa mesma forma.

2) Vida espiritual – Ao desencarnarmos (morrermos) iremos deixar de viver no mundo material e passaremos a viver no mundo espiritual. Lembraremos de todas as nossas existências materiais, de nossos ensinamentos, teremos chance de ter contato com nosso espírito protetor e outros que já estão no plano espiritual. A Doutrina Espírita veio nos revelar as leis do universo e como se apresenta o mundo espiritual no qual todos somos regidos – através das obras básicas da codificação disponíveis para download no link ao final.

3) Espíritos Obsessores – São espíritos de ordem inferior sem conhecimento moral que se ligam a espíritos encarnados, como nós, para sugerir ideias igualmente inferiores ligada ao campo das sensações físicas para passar a sugar nossa energia que geramos e muitas vezes nossa energia vital. Alguns autores o classificam como vampiros por exatamente sugar nossa energia – que seria equivalente a nosso sangue físico. Eles são atraídos pelos nossos pensamentos baixos quando são habituais no campo das sensações. Outra forma de espíritos obsessores seria o caso de espíritos que foram nossas “vítimas” em vidas passadas e que agora nos procuram. Por isso ao orarmos o Pai-Nosso – Jesus em sua infinita sabedoria nos sugere orar:  “Pai, Perdoa as nossas ofensas” mesmo sem lembrarmos de nenhuma ofensa. Certamente em vidas passadas ofendemos a muitos. Mais detalhes na categoria “obsessões espirituais” desse blog.

Conteúdos relacionados:

Interferências Espirituais em nossas vidas:

https://joanadarc.wordpress.com/2009/01/08/interferencias-espirituais-em-nossas-vidas/

Vigilância:

https://joanadarc.wordpress.com/2007/11/12/vigilancia/

Bases para nossa Reforma Íntima:

https://joanadarc.wordpress.com/2007/05/15/bases-para-nossa-reforma-intima-num-mundo-sem-educacao/

Sexo, ações, pensamentos e obsessões:

https://joanadarc.wordpress.com/2007/04/30/46/

Download da Obra da Codificação Espírita:

http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/index.html

OBS: O tema sexo é bastante polêmico e procurado na internet. Para se ter uma idéia em um dia essa publicação alcançou 24 visitas nas estatísticas desse blog. Se foram em sua maioria com o intuito de fazer download de arquivos pornográficos espero pelo menos ter oferecido um pouco de esclarecimentos das consequências de tal ato:

Título Visualizações
Neste Natal – Monte um aeromodelo de Iso 26
Download fácil – Filmes e imagens de Sex 24
Relatório Final de Estágio para professo 24
Aeromodelos de isopor da Segunda Guerra 16
Estudo 10
A Paixão de Cristo por Mel Gibson 7
Fotos & Videos 7
Autor 7
Bases para nossa Reforma Íntima 6

Que todos fiquem com Deus !

————————————————————————–

Traumas afetivos

A mídia costuma divulgar as grandes tragédias coletivas, como enchentes e guerras.

Ela também trata com frequência de eventos ruidosos, a exemplo de assassinatos, assaltos e outros crimes violentos.

Entretanto, há um gênero de conduta discreta e bastante comum, que causa enorme número de vítimas.

Trata-se das lesões afetivas.

As relações humanas nem sempre se estabelecem com o critério desejável.

Movidas por carências ou mesmo por leviandade, as criaturas estabelecem vínculos sem grandes reflexões.

Elas se conhecem em variados ambientes, como no trabalho, em clubes, em bares ou mesmo pela internet.

Sem indagar da existência de real afinidade, permitem-se importantes intimidades.

O conhecimento da essência de alguém demanda tempo e convivência.

Ninguém se mostra como é em rápidos e reduzidos contatos.

Por conta da afoiteza em estabelecer vínculos, é comum o desespero em extingui-los.

Nesse jogo de conhecer, provar e descartar, as pessoas são tratadas como objetos.

Contudo, o ser humano sempre é merecedor de respeito.

Por mais que se apresente frágil e lamentável, em seus hábitos, trata-se de uma criatura de Deus.

A ninguém é lícito iludir o semelhante.

Por vezes, a criatura a quem se experimenta, no jogo dos sentidos, possui graves problemas íntimos.

Como enferma emocional, deveria ser alvo dos maiores cuidados.

Quem a despreza assume grave responsabilidade em face da vida.

As angústias que a vítima vivenciar, os atos que vier a praticar a partir dos maus tratos recebidos, serão debitados a quem lhes deu causa.

É muito importante refletir a respeito das expectativas que se suscita no semelhante.

Pouco importa que os costumes sociais sejam corrompidos e que condutas levianas pareçam comuns.

Cada um responde pelo que faz.

Quem lesiona afetivamente o semelhante vincula-se a ele.

Na conformidade da ordem cósmica, a consideração e a fraternidade devem reger o relacionamento humano.

Aquele que se afasta desses critérios candidata-se a importantes padecimentos.

Trata-se da vida a ministrar os ensinamentos necessários para a educação de cada Espírito.

Assim, ninguém lesa o semelhante sem se lesar também.

Quem provoca sentimentos de inferioridade e rejeição desenvolve complexos semelhantes.

Até que repare o mal que causou, não terá paz e nem plenitude.

Se forem muitas as lesões afetivas perpetradas, imenso será o esforço necessário para cicatrizá-las.

Convém refletir sobre isso, antes de iniciar e terminar relações, sem maiores critérios.

Afinal, será preciso reparar com esforço todo o prejuízo causado com leviandade.

Redação do Momento Espírita.

Em 07.10.2010.