Leve Desespero? Ações impensadas de “pavios curtos” numa visão espiritual…

11 09 2008

( Parece que estava prevendo o triste caso de Eloá e Nayara ao escrever no dia 11 de setembro esse alerta às pessoas que praticam ações impensadas… )

O grupo de rock Capital Inicial em sua música Leve Desespero retrata um momento de angústia transmitindo um sentimento de vazio interior muitas vezes causados por arrependimentos de atos impensados.

Ações impensadas

A raiva e desespero provoca momentos de loucura. Quem não conhece um caso de violência doméstica devido a pessoas em estado de descontrole? Ou um amigo “brigão”?

Então, já que é tão comum, qual seria o motivo provocador dessas ações violentas tão desastrosas para todos os envolvidos?

O motivo são vários, mas o que impulsiona para ações geralmente passa pelo orgulho e vaidade – que são aquelas vozes mentais do tipo “o que vão pensar de mim se não revidar?”, “o que vão dizer de mim se perdoar isso?”, “Se agir assim todos vão me temer.” …

Logo muitas situações que poderiam ser controladas pelo diálogo sereno se transformam e batalhas verbais, e posterior, lutas reais por meio de todo tipo de violência. E pior, muitas vezes atingindo pessoas que nem estavam participando da situação – e as crianças são as maiores vítimas.

759 Qual é o valor do que se chama ponto de honra em matéria de duelo?
– Orgulho e vaidade: duas chagas da humanidade.

E não para por ai, muitos casos ainda podem levar o indivíduo a fazer um ato bárbaro e ainda cometer suicídio. Não é difícil encontrar noticias nos jornais sobre o assunto. Casos REAIS onde o orgulho aliado à falta de controle emocional levam pessoas normais a cometerem atrocidades. Momentos, segundos impensados podem criar uma eternidade de tormentos e aflições no plano pós-morte.

957 Quais são, em geral, as conseqüências do suicídio sobre o Espírito?
– As conseqüências do suicídio são muito diversas: não existem penalidades fixas e, em todos os casos, são sempre relativas às causas que o provocaram; mas uma conseqüência da qual o suicida não pode escapar é o desapontamento. Além disso, a sorte não é a mesma para todos: depende das circunstâncias. Alguns expiam sua falta imediatamente; outros, em nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam.

Ainda assim me pergunto por que escrever sobre esse assunto. Algo muito pouco pesquisado na internet – Suicídio, Estresse, Loucura, Orgulho, Brigas, Descontrole Emocional… parece chato…

Contudo, com a quantidade de pessoas “pavio curto” que me cercam, as discussões graves que tenho presenciado de casais em conflito, e aliado ainda a um acidente na minha cidade onde uma menina e  o seu namorado após uma briga bateu com o carro em alta velocidade matando ambos e ainda duas amigas  que estavam de carona – tudo isso me lançou ao teclado nessa madrugada de quarta-feira.

Aliado a isso, pelo conhecimento da Doutrina Espírita sabe-se das graves conseqüências que atos impensados como estes causam aos espíritos e dos mecanismos invisíveis que nos cercam nessas situações e em outras situações que nos prejudicam ou ajudam…  Está ficando interessante a questão agora!

  • Seres humanos = Corpo físico + Espírito
  • Morte humana = Cessação definitiva da vida ou da existência corporal, pois o Espírito continua vivo
  • Espírito = Espírito sem o corpo físico
  • Alma = Espírito que está preso a um corpo físico formando um ser humano material único.

Vejamos bem,  as quantidades de pessoas mortas e de assassinos já mortos em contextos de loucura e raiva lotam as casas espíritas sérias, agora como espíritos, para serem socorridos, encontrando-se em situações de terríveis tormentos em regiões tenebrosas. A maioria não consegue sair das situações, pois eles mesmos criaram reações negativas e agora passam um grande período em dolorosos momentos que parecem eternos.

Contudo nenhuma punição, ou melhor, reação negativa é eterna. Todos irão um dia, cedo ou tarde, reencarnar para passar momentos de reconstituição dos males que foram feitos e assim se livrarem dos tormentos criados. Ou seja, quase todos os momentos dolorosos que sofremos nessa vida atual sem procurarmos por isso são reparações de nossas próprias ações em vidas passadas.

Muitos devem estar perguntando, e Deus, e meu “anjo da guarda” ? Eles não irão me ajudar?

Sim. Contudo as leis do universo são máximas que não se podem mudar…

Mecanismo Invisível 1

Deus quer o nosso bem, mas temos que fazer o certo. Quem produz amor recebe amor, quem produz ódio e dor, recebe dor e tormentos. Como a lei da gravidade, a lei da ação e reação é uma realidade em nossas ações em todos os sentidos. Daí a importância da vigilância dos pensamentos e posterior ações práticas dos mesmos. São mecanismos esses que não vimos no dia-a-dia contudo regem nossa vida futura:

Nossas ações hoje em relação a nós mesmos e as pessoas que nos cercam.

Portanto fica aqui um convite para o auto-conhecimento a respeito de nossa personalidade em momentos de crises e provações de paciência e resignação.

• Como procedo diante de uma agressão verbal ?
• Como criar mecanismos para melhor controlar minhas ações em momentos de estresse?
• Tenho costume de agir por mim ou pelo que os outros vão pensar de mim ?
• Posso me considerar “pavio curto”? Como proceder nessas situações de crises?

Assim deve-se ainda ter a ciência de desenvolver paciência para ensinar com exemplos e boas palavras os erros que presenciamos e em relação ao que já foi feito de errado que possamos exercitar o perdão… Quanto às ofensas pessoas devemos ter caridade:

886 Qual é o verdadeiro sentido da palavra caridade como a entendia Jesus?

– Benevolência com todos, indulgência com as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.

887 Jesus também disse: “Amai até mesmo os inimigos”. Porém, o amor aos inimigos não é contrário às nossas tendências naturais? A inimizade não provém da falta de simpatia entre os Espíritos?

– Sem dúvida, não se pode ter pelos inimigos um amor terno e apaixonado; não foi o que Jesus quis dizer. Amar aos inimigos é perdoar e pagar o mal com o bem. Agindo assim nos tornamos superiores a eles; pela vingança, nos colocamos abaixo deles.

Infelizmente a insanidade humana é algo real nos dias atuais, como se vivêssemos ainda na idade média em muitos momentos, porém a certeza de estar no caminho certo é um dever de cada um de nós. Lembramos que nunca estamos sozinhos, o mundo invisível está nos vendo e criamos sempre boas companhias através de nossos pensamentos diários.

Mecanismo Invisível 2

O que pensamos a maior parte do dia – reflete nos tipos de companhias espirituais que temos ao nosso lado – nos transmitindo idéias e pensamentos. Muitas más companhias espirituais podem nos sugerir pensamentos de raiva, ódio, agressividade, obsessão a vícios – bebida, drogas, pornografia.

Contudo muitas BOAS companhias nos atiçam com idéias para o sucesso profissional, a caridade, a paciência, a determinação e vontade de viver!

Com quem quer ficar ?

Assim, controlemos nossos pensamentos vigiando-os sempre através de atividades produtivas, criando assim o primeiro passo para uma vida melhor, controlada e saudável, buscando com o auto-conhecimento – sempre atividades com vocação para tal – sendo assim fonte de alegrias reais e sucesso tanto materialmente quanto espiritualmente.

Mecanismo Invisível 3

Lembrando sempre que o mal provoca reações futuras maléficas a quem o pratica, entretanto, a CARIDADE ao próximo apaga o mal feito. Ou seja alcançamos o verdadeiro perdão de um mal que fizemos através de uma ação contrária, uma ação no bem, uma caridade ao próximo menos favorecido! Fácil teoria, mas a caridade é algo difícil de se fazer, pois é contra a sociedade materialista que vivemos. Contudo é algo que toda casa Espírita propõe e oferta prontamente aos seus freqüentadores para contribuir para libertação espiritual de cada um dos praticantes da caridade.

É um assunto vasto o que foi escrito aqui, obtido por leituras e estudo de muitos livros vindo de psicografias de Espíritos superiores, que posso indicar abaixo para maiores detalhes. Podem ser baixados livremente ou comprados em qualquer livraria Espírita.

Agora, após conhecer um pouco mais dos mecanismos invisíveis que nos regem e antes de qualquer ação, se principalmente nos consideramos pessoas sem paciência e de “pavio curto” busquemos alternativas para descarregar as energias negativas. Algumas sugestões posso dar:

Um saco de pancadas para colocar em casa e descarregar muita energia e ainda proporcionando um bom exercício físico buscando sempre mentalizar bons fluidos;

Praticar aeromodelismo começando com montagem de modelos de isopor como os ensinados nesse mesmo blog.

  Aprender a tocar violão. Por que não começar com esse vídeo aula para tocar violão. No youtube tem muitas outras video aulas. Abaixo ainda deixo a cifra da música do Capital Inicial acima mencionado.

Bons pensamentos e atitudes para todos.

————————

Perguntas e Respostas em negrito retiradas do “Livro dos Espíritos” codificado por Allan Kardec.

————————-

Letra e Cifra: Leve Desespero – Capital Inicial

Tom: Em
Intr..: (Em Bm7 C7+ Am7)2X

Bm7     C7+                 Am7
Não consigo mais me concentrar
Bm7     C7+                 Am7
Vou tentar alguma coisa para melhorar
Bm7     C7+                 Am7
É importante, todos me dizem
Bm7     C7+                 Am7
Mas nada me acontece  como eu queria

Bm7     C7+                 Am7
Estou perdido, sei que estou
Bm7     C7+                 Am7
Cego para assuntos banais
Bm7     C7+                 Am7
Problemas do cotidiano
Bm7     C7+                 Am7
Já não sei como resol…ver

Em           D
Sob um leve desespero
Am7                   C
Que me leva, que me leva daqui
(Em D Am7 C) (Em D Am7 C)

Bm7     C7+                 Am7
Então é outra noite num bar
Bm7     C7+                 Am7
Um copo atrás do outro
Bm7     C7+                 Am7
Procuro trocados no meu bolso
Bm7     C7+                 Am7
Dá pra me arrumar um cigarro?

Bm7     C7+                 Am7
Não consigo mais me concentrar
Bm7     C7+                 Am7
Vou tentar alguma coisa para melhorar
Bm7   C7+   Am7  Bm   C7+      Am7
Já estou   vendo TV como companhia

Refrão

Bm7  C7+ Am7         Bm7       C7+ Am7
Tal…vez        se você entende….sse..
Bm7     C7+
O que está acontecendo
Am7         Bm7   C7+   Am7
Poderia me explicar
Bm7        C7+
Eu não saio do meu canto
Am7
As paredes me impedem
Bm7  C7+ Am7
Eu só queria me divertir
Bm7      C7+ Am7
As paredes me impedem
Bm7   C7+    Am7
Já estou vendo TV
Bm7  C7+ Am7
como companhi..a

Refrão 2x
Termina com Em





Por que não ganho mais dinheiro e os projetos que busco não acontecem em minha vida?

21 08 2008

OBEDIÊNCIA

“Almejas realizar, influenciar, servir…

Afirmas-te, porém, sob constrições e dificuldades de toda sorte.

Observa, no entanto, o trem da vida em que viajas. Carro que transporta, poltrona que guarda, prato que serve o fruto que alimenta, não surgiram sem começo. E todas essas utilidades, em se formando, para se mostrarem proveitosas, obedecem e obedeceram, na construção, na ordem, no tipo, na estrutura…

Se algo esperas edificar, não te afastes das exigências do início.

E, depois do primeiro passo, se aspiras à vitória no objetivo, segue, dia a dia, no trato da obediência.”

Ideal Espírita – Emmanuel.

Com freqüência vimos pessoas bem sucedidas, até mesmo antigos colegas de curso em posições favoráveis financeiramente, e nos perguntamos o por quê de não termos conseguido mais sucesso em nossa vida?

Por outro lado, também vimos pessoas altamente qualificadas sem conseguir uma boa renda… E ainda mais, vimos pessoas com qualidades incríveis, esportistas que poderiam estar atualmente tentando ouro na Olimpíada da China e não conseguem nem um mísero patrocínio para sair de sua cidade do interior…

A resposta está em nós mesmos: Muitas vezes na preguiça de estudar, trabalhar, buscar, no tempo desperdiçado nas inutilidades, nas oportunidades que deixamos passar… Pois tudo para alcançar um fim deve-se ter um começo e seguir com obediência e disciplina, como nos alerta o espírito de Emmanuel no texto acima.

Isso mesmo – Espírito Emmanuel – pois esse texto acima foi psicografado por uma pessoa que possui o dom de “emprestar” o punho a uma pessoa já falecida para escrever mensagens para nós – espíritos encarnados. Essa pessoa foi o inquestionável Chico Xavier.

Contudo, ainda se faz necessário que saibamos mais um dos motivos por não se conseguir os sucessos desejados: Nossas ações no passado. Logo, observando as pessoas, pode-se notar que aparentamos ter um ponto máximo de sucesso. Muitos chamam a isso de destino ou carma.

Mas o que é destino, como seria esse ponto máximo de sucesso? Seria algo fixo ou poderíamos alterar nosso destino para melhor ?

Na realidade isso ocorre devido as nossas atitudes em vidas passadas. Pela lei da causa e efeito, sabe-se que todos os efeitos atuais existem causas anteriores. Estudando os corpos, Isaac Newton nos deu a dica com sua terceira lei, mas precisou da vinda do Espiritismo para nos dizer que as relações de causa e efeito são aplicadas em nossas vidas e não apenas nos acontecimentos da natureza.

Assim se praticamos ações negativas para as pessoas de nosso campo de ação em vidas passadas recebemos agora as reações dessas nossas atitudes em forma de fracassos, restrições orçamentárias, dificuldades de todos os tipos – exatamente como produzimos nas pessoas em nossas vidas anteriores. E não é uma punição, mas sim aprendizado e resgate !

E ainda mais, se simplesmente deixamos de ajudar as pessoas mais necessitadas que surgiram em nossas vidas – perdemos a chance de melhorar o nosso próprio “teto” máximo de sucesso. Pois é dando que se recebe !

Quanto mais egoísta no campo material fomos em vidas passadas menos renda teremos nessa vida atual. E se fizermos o mesmo nessa vida atual, estamos obviamente trabalhando negativamente com o nosso próprio futuro.  Simples e lógico essa aplicação na lei da ação e reação. Surge então ainda um bom questionamento…

E nessa vida estou sendo egoísta?

Como será minha próxima vida pelo que estou fazendo agora? (…)

Na atualidade a maioria das pessoas desse planeta ainda desconhecem essa lei universal que rege as nossas relações. Infelizmente muitas religiões buscam a melhora do ser humano, a busca por ações boas, por amor entre os povos, mas ainda não explicam por que se deve fazer o bem. Então o egoísmo prevalece.

Devemos assim, todos, divulgar, estudar e aproveitar os ensinamentos dos Espíritos Superiores nos livros codificados por Allan Kardec para dentre outras, por exemplo, os religiosos possam explicar a seus fieis o que acontece se o indivíduo fizer algo negativo com um próximo qualquer – Pois agindo assim ele estará na realidade se comprometendo em receber de alguma forma o que praticou com o seu irmãozinho no futuro, nem que seja ainda numa vida futura. Vejam como é sério.

Portanto esse mecanismo pode-se assim explicar uma das faces do tão temível “destino” ou “acaso” : São reações de nossas ações em vidas passadas.

Contudo não sabemos qual é o nosso “ponto máximo” de sucesso material. Logo nunca devemos desistir de nada e sempre persistir com disciplina e dedicação. Todo sentimento e conhecimento nunca se perdem, são eternos. Mesmo não conseguindo o sucesso que se almeja nessa vida estamos criando aptidões para as próximas vidas. Mesmo com o esquecimento do passado ao nascer mantemos nossas tendências vivenciadas anteriormente. Ou pensam que nossos dons de nascença surgem assim do nada?

Vejam bem, aquela criança sábia em matemática, ou aquele garoto que já nasceu cantando e tocando instrumentos musicais, ou ainda aquela menina que pinta quadros belíssimos…. são experiências que foram desenvolvidas em vidas passadas e agora essas pessoas tem muito mais facilidades nessas tarefas. Para quem tem resistência em aceitar a possibilidade de reencarnação – essa lógica pode ser considerada uma das provas para sua validação.

Afinal se Deus é tão bom para todos como pode alguém nascer miserável e outra em uma família riquíssima? Não é coincidência podem ter certeza.

Ou seja, primeiramente, só atingiremos um ponto máximo de renda ou sucesso que nos é permitido se nos dedicarmos, se iniciarmos hoje ações produtivas com perseverança, garra e vocação antes de tudo.

Em segundo, devemos seguir a sugestão do espírito de Emmanuel – que nos convida para a caridade e a servir ao próximo – pois com a caridade estamos fazendo o bem ao próximo e compensando todo o mal que fizemos em vidas passadas abrindo novas perspectivas de sucesso na vida atual e futura. Esse é o maior caminho para nossa redenção, para conseguirmos o verdadeiro perdão que Jesus quis e quer nos ensinar – o perdão pelas ações de amor ao próximo.

Sendo assim, lembramos que não devemos apenas procurar o sucesso material, pois nos momentos graves que o planeta está vivendo, o sucesso espiritual deve ser sempre o mais buscado. “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam” nos disse Jesus.

Ao buscar alguma atividade, esteja certo de estar dentro do seu limite físico, de seus ideais, se não está prejudicando ninguém – nem mesmo a natureza – assim, além do sucesso material, estará ajudando a toda sociedade e conseguindo talvez o mais importante disso tudo: muitos momentos de felicidade e paz de consciência…

….não esquecendo que tudo tem um início, mas para ter um fim sempre se deve ter obediência !

Quanto aos outros motivos para não se conseguir sucesso? Bem aí já é outro estudo, mas deixo um texto muito profundo do Espírito de Joanna de Ângelis psicografado por Divaldo P. Franco:

D I A S    D E   S O M B R A

“A luz divina envolve-me, e rompe as trevas exteriores que teimavam sitiar-me na amargura. Deixo-me clarear, e todas as dificuldades se desfazem, ensejando-me ver melhor o programa da existência. O pessimismo desaparece e a irritação se acaba. Estou destinado ao êxito, que buscarei com a mente enriquecida de entusiasmo. Banho-me de luz externa e sou luz interior.”

Coincidentemente, há dias que se caracterizam pela sucessão de ocorrências desagradáveis. Nada parece dar certo.

Todas as atividades, se confundem, e os fatos se apresentam deprimentes, perturbadores.

A cada nova tentativa de ação, outros insucessos ocorrem, como se os fenômenos naturais transcorressem de forma contrária.

Nessas ocasiões as contrariedades aumentam, e o pessimismo se instala nas mentes e na emoção, levando-as a lembranças negativas com presságios deprimentes.

Quem lhe padece a injunção tende ao desânimo, e refugia-se em padrões psicológicos de auto-aflição, de infelicidade, de desprezo por si mesmo.

Sente-se sitiado por forças descomunais, contra as quais não pode lutar, deixando-se arrastar pelas correntes contrárias, envenenando-se com o mau humor.

São esses, dias de provas, e não para desencanto; de desafio, e não para a cessação do esforço.

Quando recrudescem as dificuldades, maior deve ser o investimento de energias, e mais cuidadosa a aplicação do valor moral na batalha.

Desistindo-se sem lutar, mais rápido se dá o fracasso, e quando se vai ao enfrentamento com idéias de perda, parte do labor já está perdido.

Nesses dias sombrios, que acontecem periodicamente, e às vezes se tornam contínuos, vigia mais e reflexiona com cuidado.

Um insucesso é normal, ou mesmo mais de um, num campo de variadas atividades.

Todavia, a intérmina sucessão deles pode ter gênese em fatores espirituais perniciosos, cujas personagens se interessam em prejudicar-te, abrindo espaços mentais e emocionais para intercâmbio nefasto contigo, de caráter obsessivo.

Quanto mais te irritares e te entregares à depressão, mais forte se te fará p cerco e mais ocorrências infelizes tomarão forma.

Não te debatas até a exaustão, nadando contra a correnteza. Vence-lhe o fluxo, contornando a direção das águas velozes.

Há mentes espirituais maldosas, que te acompanham, interessadas no teu fracasso.

Reage-lhes à insídia mediante a oração, o pensamento otimista, a irrestrita confiança em Deus.

Rompe o moto-contínuo dos desacertos, mudando de paisagem mental, de forma que não vitalizes o agente perturbador.

Ouve uma música enriquecedora, que te leve a reminiscências agradáveis ou a planificações animadoras.

Lê uma página edificante do Evangelho ou de outra Obra de conteúdo nobre, a fim de te renovares emocionalmente.

Afasta-te do bulício e repousa; contempla uma região que te arranque do estado desanimador.

Pensa no teu futuro ditoso, que te aguarda.

Eleva-te a Deus com unção e romperás cadeias da aflição.

Há sempre Sol brilhando além das nuvens sombrias, e, quando ele é colocado no mundo íntimo, nenhuma ameaça de trevas consegue apagar-lhe, ou sequer diminuir-lhe a intensidade da luz.

Segue-lhe a claridade e vence o teu dia de insucessos, confiante e tranqüilo.

pelo Espírito Joanna de Ângelis – Psicografia de Divaldo P. Franco – Momentos de Saúde

SUCESSO A TODOS !

Continue lendo para saber como aumentar o nosso sucesso :

https://joanadarc.wordpress.com/2014/06/04/como-aumentar-a-criatividade-e-ter-mais-sucesso-em-todos-os-setores-de-nossas-vidas-vejamos-os-efeitos-do-culto-no-lar/

———————————————————

Links para Donwload gratuito e referências bibliográficas:

A Felicidade – http://www.espirito.org.br/portal/palestras/ceecp/felicidade.html

Doutrina Espírita –http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/index.html

Wikipédia – Isaac Newton – http://pt.wikipedia.org/wiki/Isaac_newton

Portal do Espirito – http://www.espirito.org.br/

Download Audios – http://www.espirito.org.br/portal/download/audio/index.html





Dia das mães, dia dos pais: Refletindo tendências …

11 08 2008
Missão dos Pais

Missão dos Pais

Fácil ver aquela criança se destacando do grupo na escola por ter atitudes agressivas mesmo possuindo uma família amorosa. Também comum estarmos diante de reportagens na tv ou até mesmo presenciar um jovem que parece nascer sabendo fazer contas matemáticas complexas ou até mesmo tocar instrumentos musicais sem nunca ter feito uma aula sequer… Tudo isso são tendências que o indivíduo possui de práticas e vivências referentes a vidas passadas. São evidências tão fortes e claras que podemos, pela sua lógica, provar a existência da reencarnação. E mesmo os mais céticos não se pode recusar que todos possuímos boas e más tendências.

Mas como identificar as tendências de nossos filhos ou em nós mesmos?

Um antigo sábio já nos disse “Conheça-te a ti mesmo”. Mas não é somente a auto-análise que dispomos para detectar as tendências… Devemos estar atentos às ações que praticamos, avaliar as reações a todo o momento, de preferência ainda antecipar a reflexão das conseqüências nos colocando no lugar do próximo para verificarmos se nossa prática irá ser boa ou desagradável.

Além disso, através do Espiritismo, recebemos o convite de procurar a Reforma Íntima para corrigir aspectos imperceptíveis às nossas vistas, com o suporte da casa Espírita, que oferece passes magnéticos e sessões de estudo da Doutrina Espírita; Lugar também que ensina a ser feito o estudo sistematizado no lar com a família para harmonizar o ambiente.

Assim deveria proceder toda religião e filosofia – nos ajudar a descobrir nossas próprias características, criando mecanismos facilitadores para que possamos lançar a espada contra nós mesmos e promover um verdadeiro crescimento pessoal e espiritual !

“Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.” Jesus Cristo (Mateus 10:34)

Então, através dessa busca teremos condições de partir para o coletivo de forma certeira na correção de desvios de conduta de filhos em crescimento, principalmente nesses dias onde as facilidades para ingresso em caminhos errados são enormes em todas as idades. Com exemplo temos a internet e demais meios de comunicação onde os jovens são bombardeados de maus exemplos e facilidades de acesso a conteúdos pornográficos que há tempos atrás nem adultos conseguiam. As câmeras em msn são um perigo constante. E mesmo não procurando acaba-se por surgir propagandas que levam a sites altamente poluentes.

Portanto, além de conhecer os dons e defeitos dos filhos, os pais da atualidade ainda tem que se tornar verdadeiros vigilantes das facilidades que estão disponíveis a seus filhos e direcioná-los a boas atividades como rotina.

Estejamos fortes – mentalizando e orando para que possamos estar atentos aos detalhes de nossas vidas, de nossos filhos e de nossos irmãos – sempre buscando reflexões e interagindo para a nossa própria felicidade futura.

Bom trabalho a todos ! Deixo uma sugestão – que possamos clicar no “Play” do vídeo de Fábio Junior cantando “Pai” em grande momento de inspiração – e durante toda música oremos por toda família !

Pai

Tom: A
Introdução: A7+ D7+ A7+ D7+

A7+ D7+ A7+
Pai, pode ser que daqui a algum tempo
D7+ Bm7
Haja tempo pra gente ser mais
D/E E/D C#m7 F#m7 Bm7 D/E
Muito mais que dois grandes amigos, pai e filho talvez
A7+ D7+ A7+ D7+ Bm7
Pai, pode ser que daí você sinta, qualquer coisa entre esses vinte ou trinta
D/E E/D C#m7 F#m7 Bm7 D/E
Longos anos em busca de paz….
A7+ D7+ A7+ D7+ Bm7
Pai, pode crer, eu tô bem eu vou indo, tô tentando vivendo e pedindo
D/E E7(b9) A7+ C#m7 D7+ D/E
Com loucura pra você renascer…
A7+ D7+ A7+ D7+ Bm7
Pai, eu não faço questão de ser tudo, só não quero e não vou ficar mudo
D/E E7(b9) A7+ G/A G#5/A A7(9)
Prá falar de amor pra você 1 2 3 4
D7+ D#º A F#m7 Bm7
Pai, senta aqui que o jantar tá na mesa, fala um pouco tua voz tá tão presa
D/E Bm7 D/E E7(b9) A7+ G/A Eb7(9/#11)
Nos ensine esse jogo da vida, onde a vida só paga pra ver
D7+ D#º A/E F#m7 Bm7
Pai, me perdoa essa insegurança, é que eu não sou mais aquela criança
Dm7 C#m7 F#7 C#m7/G# F#7/A# Bm7
Que um dia morrendo de medo, nos teus braços você fez segredo
D/E E7(b9) A7+ G/A A7(9)
Nos teus passos você foi mais eu
D7+ D#º A/E F#m7 Bm7
Pai! Eu cresci e não houve outro jeito Quero só recostar no teu peito,
Dm7 C#m7 F#7 C#m7/G# F#7/A# Bm7
Prá pedir prá você ir lá em casa E brincar de vovô com meu filho,
D/E E7(b9) A7+ G/A A7(9) Eb7(9/#11)
No tapete da sala de estar Ah! Ah! Ah!…

D7+ D#º A/E F#m7 Bm7
Pai, você foi meu herói meu bandido, hoje é mais muito mais que um amigo
Dm7 C#m7 F#7 C#m7/G# F#/A# Bm7
Nem você nem ninguém tá sozinho, você faz parte desse caminho

D/E E7(b9) D7+ A7(sus4) G/A A/D B/A G7+ D/F# Em7 A9/C# F#7+
1 234 1 234 1 2 3 4
Que hoje eu sigo em paz Pai Paz …





Video e Cifra My Immortal – Evanescence – Um convite a reflexão .

2 05 2008

Esta música nos fala sobre imortalidade. Muitos gostam dessa música sem ao menos refletir na sua mensagem. Mas torna-se melhor ainda se soubermos que a imortalidade da alma é real. Somos imortais em espírito. Nunca morremos. Nossa carne, como uma roupa, acaba; contudo nosso espírito vive de modo livre ao corpo. Até a próxima reencarnação, conseguir uma “ nova roupa”…

Mais fácil verificar a certeza disso se analisarmos todo o contexto humano dos sofrimentos e tendências pessoais. Quem não nasce com alguma tendência para certa atividade? Com algum dom. Pois esses dons são muitas vezes vivências em atividades nossas das vidas passadas. E quem não fica intrigado com o nascimento de pessoas em famílias ricas e outras em famílias muito pobres? Ou até mesmo com problemas físicos?

Facilmente entenderíamos essas situações tendo em mente a lei do progresso espiritual, onde através das reencarnações, renascemos, ganhando “nova roupa” de acordo com nossas ações passadas e necessidades de vivências como provas e expiações.

Assim quem praticou alguma ação negativa responderá por isso, nem que seja em uma próxima vida nascendo e recebendo o mal que praticou. Essa é a lei da ação e reação, igualmente a lei da gravidade a que todos somos regidos!

Deus, a Energia Cósmica, o Pai, seja qual for o termo usado para o Criador de tudo, não está em desequilíbrio hora alguma a ponto de fazer um ser humano nascer para sofrer. Todos os sofrimentos que temos são causados por nós mesmos em vidas passadas. Daí a importância de nos colocarmos sempre no lugar do próximo para nos vigiar quanto as ações que praticamos com eles.

Essa é a proposta evangélica, clareada e detalhada agora com o Espiritismo. Portanto, sabendo de que TUDO O QUE FIZERMOS AO PRÓXIMO, ESTAMOS FAZENDO A NÓS MESMOS, Jesus têm uma nova chance de mudar o mundo e nos fazer pela razão o que não conseguimos fazer apenas por sentimentos – AMAR UNS AOS OUTROS COMO ELE NOS AMOU.

Assim sendo fica o convite para ouvir My Immortal do grupo Evanescence e da leitura do Livro dos Espíritos, a primeira obra de Allan Kardec, pois o tema reencarnação e evolução espiritual é profundo e impossível de resumir de forma completa em poucas palavras como aqui foi descrito. O Download do livro em http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/les/o-livro-dos-espiritos.pdf

Cifra: My Immortal

Introdução:A C#m A9 C#m

A C#m
I’m so tired of being here
A9 C#m
Suppressed by all of my childish fears
A
And if you have to leave
C#m
I wish that you would just leave
A9
Because your presence still lingers here
C#m F#m
And it won’t leave me alone

C#m F#m
These wounds won’t seem to heal
C#m F#m
This pain is just too real
C#m E
There’s just too much that time cannot erase

Refrão:

F#m D E C#m
When you cried I’d wipe away all of your tears
F#m D E C#m
When you’d scream I’d fight away all of your fears
F#m D E C#m
And I’ve held your hand through all of these years
F#m D E
But you still have all of me

A C#m A9 C#m (2 vezes)

A
You used to captivate me
C#m
By your resonating light
A9 C#m
But now I’m bound by the life you left behind
A C#m
Your face it haunts my once pleasant dreams
A9 C#m F#m
Your voice it chased away all the sanity in me

C#m F#m
These wounds won’t seem to heal
C#m F#m
This pain is just too real
C#m E
There’s just too much that time cannot erase

Refrão

F#m D E C#m
When you cried I’d wipe away all of your tears
F#m D E C#m
When you’d scream I’d fight away all of your fears
F#m D E C#m
And I’ve held your hand through all of these years
F#m D E
But you still have all of me

D F#m E/C# D6
i’ve tried so hard to tell myself that you’re gone
Bm E/C#
but though you’re still with me
D E
I’ve been alone all along

Solo:
Base: F#m D E C#m F#m D E C#m

Refrão

F#m D E C#m
When you cried I’d wipe away all of your tears
F#m D E C#m
When you’d scream I’d fight away all of your fears
F#m D E C#m
And I’ve held your hand through all of these years
F#m D E
But you still have all of me

A C#m A9 C#m A





Aeromodelos de isopor da Segunda Guerra

1 02 2008

Originalmente os modelos de aviões que existem na internet são para recortar e montar apenas com papel. Contudo pela sua fragilidade acaba sendo impróprio para crianças. Com o sucesso de visitação da publicação do “Avião de isopor para o Natal” venho agora avançar um pouco mais e propor uma montagem mais sofisticada de aviões de isopor:

Utilizar modelos originais da Segunda Guerra Mundial publicados na internet.

Pode-se recortá-los e produzir aviões de isopor com visual e tamanho bem próximo da realidade. A maior dificuldade fica na configuração da impressão do modelo no computador e no corte para colocação das asas.

A impressão sugiro, caso não se consiga imprimir diretamente do Paint, importar a figura para um documento do editor de textos. Configurar para papel ofício e ampliar a figura para tomar conta de toda a folha e assim imprimir. Quanto mais ampliada mais fácil será para cortar o isopor. Assim ainda pode-se dividir a figura e imprimir uma folha com as asas e outras com o corpo do avião.

Abaixo deixo um link de um molde já colado no documento word para imprimir e recortar:

http://www.4shared.com/dir/13716767/b54b68e6/sharing.html

Após a impressão estar correta, basta recortar as peças do avião. Uma ótima terapia anti-estresse e de coordenação motora onde o adulto ou a criança pode entrar em ação.

Em seguida cola um lado apenas das asas e corpo do avião na placa de isopor para iniciar a cortar o isopor. Após fazer o corte pode-se colar os recortes do outro lado. Com muito cuidado – após secar os recortes colados no isopor – deve ser feito o corte para as asas. Por ser um modelo pequeno deve-se ter muito cuidado para não estragar pela pressão excessiva ao entrar as asas.

Finalmente o resultado final está alcançado como se pode verificar no P-40 da figura abaixo:

Abaixo um Spitfire colado no isopor e pronto para ser cortado e posteriormente ser colado, no outro lado, os recortes do lado direito:

Molde do P-40 disponível para download no site no link no final da publicação:

Molde do P-40
Existem outros sites com modelos de aeronaves, quem conseguir montar envie foto para ser publicado aqui. Qualquer dúvida entrar em contato.
———————————————————————-
Tema transversal: A Segunda Guerra Mundial :
A Segunda Guerra Mundial foi uma grande mancha negra na humanidade. Cerca de 62 milhões de pessoas morreram na guerra. Em toda guerra, luta ou briga não há vencedores – todos são perdedores a partir do momento que alguém é ferido.
Campo de concentração de Buchenwald. Fotografia tirada no dia da libertação do campo pelas tropas aliadas em Abril de 1945.

Campo de concentração de Buchenwald. Fotografia tirada no dia da libertação do campo pelas tropas aliadas em Abril de 1945.

Intervenientes
Aliados:
Reino Unido
Estados Unidos
França
União Soviética
Canadá
Polônia
China
Brasil
e outros
Eixo:
Alemanha
Itália
Itália Social
Japão
e outros
Principais líderes
Joseph Stalin
Franklin Roosevelt
Chiang Kai-shek
Winston Churchill
Charles de Gaulle
Mackenzie King
Adolf Hitler
Benito Mussolini
Hideki Tojo
Vítimas
Mortes militares: 17 milhões
Mortes civis: 33 milhões

Total: 50 milhões
Mortes militares: 8 milhões
Mortes civis: 4 milhões

Total: 12 milhões

Qual a moral da Guerra? A doutrina Espírita nos explica pelo Livro dos Espíritos que toda ação nos trás reações. Assim, como tratar nossos inimigos? Não revidando e fazendo o bem para com eles. Todos os atos que são praticados, seja por uma pessoa, seja por uma nação, irá retornar a quem praticou com a mesma intensidade no futuro. É a terceira lei de Newton que deve ser aplicada nas ações humanas.

Não se trata de deixar um malfeitor livre sem punição cabível às leis humanas, mas trata-se de não praticar o mal contra o mal. Quem pratica o mal, seja para com um assassino, estará adquirindo uma punição da lei universal, mesmo que em vidas futuras.

Ora, autor de uma carta é reconhecido pela sua letra; O animal na selva por suas pegadas. Assim ao se verificar as estrelas, o céu, o sol, o mar, o universo, quem seria o autor? Tudo isso não pode ser criado por nenhum de nós. E nessa perfeição o criador Deus é bom igualmente para todos nós.

Se Deus é perfeito, como explicar o nascimento de pessoas deficientes físicas e outras perfeitas; umas em famílias ricas outras em pobres; uns feios e deformados e outros atléticos? Pelas ações do próprio indivíduo em vidas passadas. Assim estamos nesse momento construindo nossa vida futura. As aptidões? São experiências anteriores que trazemos em nossa mente. As más tendências? Igualmente trazemos de vidas anteriores, daí a importância da educação para corrigir logo nos primeiros anos de vida.

Então, revidar, vingar, bater, lutar, qualquer ferida física e mental que se pratica, seja para quem for que seja, é um comprometimento da própria vida futura do praticante.

“Bem aventurado os mansos, pois herdarão a terra”!

Contudo quem nunca praticou o mal? Assim a grande importância da caridade, pois ajudando ao próximo na verdade estamos nos ajudando a contrabalançar o mal que já fizemos para numa vida futura esperar que a nossa prática no bem tenha peso maior do que nossas maldades e assim alcançarmos o verdadeiro perdão – pelas boas ações.

A caridade está nas palavras, nas ações e no auxílio ao próximo como esse grupo de médicos onde oferecem a todos nós a possibilidade de nos ajudar contribuindo para auxílio de pessoas carentes:

Face Brasil http://www.facebrasil.org.br/

——————————————————————

Fontes:

Wikipédia:

<http://pt.wikipedia.org/wiki/Segunda_Guerra_Mundial>

Blog de Brinquedo:

<http://blogdebrinquedo.com.br/2007/08/20/aviao-de-papel/>

Modelos Papel:

<http://www.members.tripod.com/abcautoparts/paperplanes.html>

Download do Livro dos Espíritos

<http://www.espirito.org.br/portal/download/pdf/>





Vigilância

12 11 2007

“Escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal na Operação Furacão teriam flagrado pedido do ministro Paulo Medina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), aos examinadores do concurso para que aprovassem o candidato Leonardo Bechara Stancioli, seu parente.”
http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2007/04/25/materia.2007-04-25.4071003895/view

“Suspeitas de quebra de sigilo e fraude para beneficiar filhos, noras, genros e sobrinhos de desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro poderão anular o concurso público para juiz no estado.”
http://conjur.estadao.com.br/static/text/53720,1

“O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) entregou hoje ao secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, um relatório sobre o caso de doping da nadadora Rebeca Gusmão. O caso, agora, deve ser investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública.”
http://www.atarde.com.br/esporte/noticia.jsf?id=805456

Todos nós brasileiros devemos ter muito mais vigilância no campo das ações profissionais e materiais. O brasileiro está acostumado com a propaganda da impunidade, com a propaganda de bandidos que se dão bem, com políticos que roubam e não são punidos, com a publicidade do “jeitinho brasileiro”!
Esquecem, porém, que toda ação possui reação. Ou seja, toda ação negativa – invariavelmente recebe de volta uma reação igualmente negativa, seja no dia seguinte, no ano seguinte, ou até mesmo numa reencarnação seguinte…

Vale dizer que, se não acredita em reencarnação reflita na seguinte questão: Se Deus é tão bom para todos, como nascem pessoas em família ricas e outras em famílias paupérrimas? Como umas nascem com deficiências físicas e outras com grande perfeição e beleza? Resposta dada pelas ações dos indivíduos em vidas passadas sendo refletidas no nascimento da próxima vida. (lei da ação e reação)

Mas voltando ao assunto, devemos nos vigiar nas ciladas que a vida pode apresentar como forma de conseguir algo de maneira mais fácil. Não apenas grandes erros – como desvios de verbas públicas, mas em atos corriqueiros do dia-a-dia como o “furar fila”, dirigir com imprudência, adulterar algum documento, comprar documentos e títulos, falsificar carteiras estudantis, e outras pequenas “corrupções” do dia-a-dia.

Assim procedendo, mesmo que não sejam descobertos os “jeitinhos”, estamos certamente nos compromentendo na lei da ação e reação.

Além disso, invariavelmente estaremos prejudicando alguém com esses “jeitinhos”. Assim procedendo estamos nos comprometendo de forma carmática com as pessoas prejudicadas e obrigatoriamente iremos pagar por isso.

Não é tarefa fácil evitar e resistir a essas pequenas “corrupções” do dia-a-dia. A sociedade brasileira aliada com a impunidade judicial acaba por incentivar-nos a sua prática. Porém temos que começar a ter orgulho, no sentido benéfico da palavra, de buscarmos ser absolutamente honestos e conscientes de nossos atos.
Estejamos sempre nos questionando:

_ O que faço é correto, honesto e ético?
_ Estou prejudicando alguém com minha atitude?
_ O que estou fazendo, gostaria que fizessem comigo?
_ Quando morrer vou lembrar dessa atitude com medo ou receio ou estou em paz comigo mesmo?

Lembramos uma pergunta de Allan Kardec feita ao Espírito da Verdade no Livro dos Espíritos na questão 922:

“922 – A felicidade terrena é relativa à posição de cada um; o que basta à felicidade de um faz a infelicidade de outro. Existe, entretanto, uma medida de felicidade comum a todos os homens?

– Para a vida material, é a posse do necessário; para a vida moral, a
pureza da consciência e a fé no futuro.”

Que tenhamos a força moral de dizer NÃO as oportunidades fraudulentas que surgem como PROVAS do verdadeiro sucesso em nossas vidas!
1 Não queiramos encontrar no plano espiritual todas as pessoas que prejudicamos – nos cobrando reparação !





Finados… E nós… para onde vamos ?

5 11 2007

Pelos estudos espíritas, sabemos que através de nossos pensamentos podemos entrar em contato com os espíritos. Através da oração portanto, podemos conversar com nossos amigos e familiares já desencarnados (falecidos). Assim no dia de finados não há necessidade de ir ao cemitério, pois o espírito não mora naquele local. Está sim onde surge nosso pensamento afim.

Faço portanto algumas sugestões que poderiam ser substituídas pelo ritual de ir ao cemitério e que provavelmente agradariam bem mais os falecidos homenageados pela data terrena estipulada:

– Ir a um orfanato ou asilo levando doces e balas para alegrar a vida daquelas pessoas tão excluídas da sociedade.

– Ir a um hospital e visitar alguns doentes solitários e necessitados entregando uma mensagem de fé e solidariedade;

– Fazer companhia a alguém que tenha uma vida solitária;

Qualquer outro tipo de caridade seria bem vindo. E durante todo o período da pratica da ação caridosa teríamos o pensamento voltado para os desencarnados a serem homenageados. Provavelmente eles estarão, nesse momento, ao nosso lado – muito felizes – por termos levado-os a uma atividade tão emotiva, alegre e positiva; e sentindo mais felizes ainda por serem os motivadores por tal atitude. A caridade em nome de espíritos desencarnados são presentes concretos para eles.

E quanto a nós… para onde vamos?

Deixo abaixo, para nossa profunda reflexão, um precisoa mensagem do espírito de Emmanuel psicografado por Chico Xavier no livro Justiça Divina:

Lugar depois da morte

Muitas vezes perguntas, na Terra, para onde seguirás, quando a morte venha a surgir…
Anseias, decerto, a ilha do repouso ou o lar da união com aqueles que mais amas…
Sonhas o acesso à felicidade, à maneira da criança que suspira pelo colo materno…
Isso, porém, é fácil de conhecer;
Toda pessoa humana é aprendiz na escola da evolução, sob o uniforme da carne, constrangida ao cumprimento de certas obrigações;
Nos compromissos no plano familiar;
Nas responsabilidades da vida pública;
No campo dos negócios materiais;
Na luta pelo próprio sustento…
O dever, no entanto, é impositivo da educação que nos obriga a parecer o que ainda não somos, para sermos, em liberdade, aquilo que realmente devemos ser.
Não olvides, assim, enobrecer e iluminar o tempo que te pertence.
Não nos propomos nivelar homens e animais, contudo, numa comparação reconhecidamente incompleta, imaginemos seres outros da natureza trazidos ao regime do espírito encarnado na esfera física.
O cavalo atrelado ao carro, quando entregue ao descanso, corre à pastagem, onde se refocila na satisfação dos próprios impulsos.
A serpente, presa para cooperar na fabricação de soro antiofídico, se for libertada, desliza para a toca, onde reconstituirá o próprio veneno.
O corvo, detido para observações, quando solto, volve à imundice.
A abelha, retida em observação de apicultura, ao desembaraçar-se, torna, incontinenti, à colméia e ao trabalho.
A andorinha engaiolada para estudo, tão logo se veja fora da grade, voa no rumo da primavera.
Se desejas saber quem és, observa o que pensas, quando estás sem ninguém; e se queres conhecer o lugar que te espera, depois da morte, examina o que fazes contigo mesmo nas horas livres.

Livro Justiça Divina – Espírito Emmanuel psicografado por Chico Xavier.