Desvios de rota

10 10 2008

Quem está atuante na propagação do Evangelho sabe que barreiras irão surgir, e surgem. Contudo a fé aliado a vontade faz a superação.

O grande problema nos dias atuais para o trabalhador da mensagem de Jesus, está nas artimanhas sutis de espíritos muito inteligentes, mas ainda presos a praticas do mal. Essas armações invisíveis ocorrem de forma mais inteligente ainda quando persegue um trabalhador espírita, pois a mensagem reveladora que a Doutrina Espírita transmite incomoda por demais esses seres por justamente provar pela razão as palavras de Jesus.

Infelizmente, esses seres do mal não sabem que todo mal é passageiro, transitório, e que toda ação produz reações. Assim tudo que praticam de mal irá retornar para si mesmo futuramente, é uma lei da física universal. Mesmo em condição de energia pura (espírito) as ações negativas deles são registradas nos segundos do tempo do universo, como num dvd sendo gravado eternamente com todos os acontecimentos. Fica ali registrado todas as ações boas e más amarrando destinos e traçando caminhos futuros de acordo com cada semente.

Surgem então em nosso caminho acontecimentos planejados por essas infelizes energias para nos desviar do caminho com sutileza, sem que ao menos percebamos que estamos entrando num pequeno desvio de rota, mas que futuramente pode se distanciar e muito do caminho original.

Por isso em uma Casa Espírita muitos acham estranho os dirigentes estarem sempre em tom de vigilância e preocupados com novas idéias e novas pessoas que entram no grupo. Muitas pessoas vem, propõem muitas coisas e somem, causando divergências e desvios de rumo.

Todos os envolvidos na busca e divulgação da palavra de Jesus, independente de filosofia ou religião, devem estar atentos aos pequenos desvios que se toma. Geralmente atraídos pela vaidade, possibilidade de melhora de vida, aumento de clientes, oportunidades de altos ganhos, acaba-se desviando do caminho.

É tão sutil a interferência que na maioria das vezes não temos como saber qual direção e decisão tomar diante da oportunidade ou acontecimento que surge. Geralmente ocorre de forma gradual, gerando impedimentos de todos os tipos para se freqüentar a Casa Espírita ou local de estudo religioso.

Assim sendo, todo desvio de rota, deve-se questionar os motivo por não se estar seguindo o rumo devido do estudo e da transmissão da palavra de Jesus, pois não há motivos para isso acontecer se a vontade é fé na providencia divina estiver forte dentro de nós.

Dessa forma,  mesmo se seguirmos o desvio da rota por achar interessante a proposta, se essa oportunidade for realmente trabalho dos espíritos ainda presos ao mal, devemos ter a certeza de que em todo local onde estivermos sempre teremos a oportunidade de estar junto a mensagem de Jesus, divulgando, exemplificando, testemunhando e contribuindo de alguma forma ao melhor entendimento das verdades da vida e da morte.

O mal cria situações de provas e expiações que no fundo estão a serviço da lapidação do ser para o futuro bem individual e coletivo. Basta a nós trabalharmos com nossa conduta moral exercitando a ética, honestidade, verdade e amor diante dos acontecimentos da vida com força e atenção ao nossos pensamentos habitais.

Todos sempre teremos uma segunda chance.

Força e sintonia para todos os trabalhadores da mensagem de Jesus, de todas as filosofias e religiões !