Jesus já voltou !

10 05 2017

Quando Jesus nasceu, cresceu e começou a pregar, uma grande parte das pessoas não acreditaram nele. Preferiram não abandonar a Lei de Moisés e seus mandamentos baseados no temor ao Deus. O formato de Jesus, como um andarilho humilde e pobre pregando o amor – não se adequava à um Rei.

Ainda hoje, muitos preferem estudar a fundo o velho testamento, do que as palavras de Jesus na própria Bíblia. Eu cá comigo …”por que estudar as velhas escrituras ao invés de trilhar os passos de Jesus nas fantásticas escrituras de seus apóstolos diretos..”. Mas tudo bem. Culturalmente pode ser interessante.

Me deparo assim, a pessoas super inteligentes que realmente buscam uma religiosidade. Estudam sistematicamente a bíblia inteira. E fico assim, sinceramente, com pena. Um dia também tinha essa sede de conhecimento, mas uma sede que não se contentava nunca, pois sabia que as respostas que eu queria não estavam ali. Tinha muito, mas, muito mais questões que me afetavam… e quebrando preconceitos consegui transbordar a própria Bíblia…

E posso dizer – felizmente eu encontrei as respostas.

Mas como dizer para aquelas pessoas, amigos e colegas, que ainda estudavam na Bíblia, o Velho Testamento, e ainda reclamavam das poucas e fracas explicações de seus cultos… Tento tocar no assunto, buscando apenas levar a devida importância nos atos dos apóstolos em detrimento ao Velho Testamente, mas já recebia críticas.

Se por tão pouco, já tinha barreiras, como então revelar todas as respostas que a Doutrina Espírita me mostrou. Tamanha luz de razão que poderia ser comparada à aparição de Jesus a Saulo de Tarço, fazendo-o inicialmente cegar, mas que posteriormente desvendou-o para a verdadeira realidade dos fatos.

Assim, nesse mais novo formato, Jesus apareceu – em espírito, pelo envio da Doutrina Espírita, revelando diretamente todas as questões que Ele não podia explicar há dois mil anos atrás. E mais uma vez grande parte da população do mundo não acreditou e ainda não acredita nele. Muitos ainda dizem que Jesus irá voltar…

Amigos, sinto muito, mas Ele já voltou.

Referências





Devemos nos preparar.

30 11 2016

Qualquer pessoa com um pouquinho de tempo disponível, se olhar para o passado do planeta, não precisa voltar aos primórdios, mas uns 50 anos, perceberá que a população aumentou muito. Vilas se transformaram em cidades, locais de mata nativa começaram estradas, dutos, casas e prédios. As florestas diminuíram de tamanho em substituição a cortes ilegais, pecuária e agricultura para alimentar o mundo. O clima já não é o mesmo e não há qualquer indício que o homem por si só, consiga reverter tal situação. Pelo contrário, a tendência é piorar.

Dessa forma, não precisamos de videntes para prever o futuro. Ele está perceptível, basta olhar os efeitos de tais ações: Mudanças climáticas e hostilidade da natureza com o desequilíbrio causado pelo ser humano.

De outro ponto de vista, o egoísmo humano não apenas reflete na natureza. Crises econômicas e sociais apontam como reflexo da corrupção generalizada, irresponsabilidade e cobiça. Mesmo com o suor do trabalho honesto, não deveria o ser humano sentir vergonha de andar com um carro de um milhão de reais, mansões, joias e roupas milionárias diante de tantas pessoas implorando por atendimento nos hospitais, alimentação e educação?

Não há mais tempo para curtir a vida o ano todo. Quem quiser salvar sua vida, deverá tomar atitudes mentais na pratica de ações na caridade, no auxílio ao próximo, doando cada vez mais uma boa parte do tempo livre para ajuda aos mais necessitados, pois ali Jesus está.

25 Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. (Jesus Cristo em Mateus 17:25)





Nossa meta de vida para os próximos 500 anos.

7 06 2015

Muitos ao verificar o título desse pequeno artigo pode achar que isso é loucura… Mas vamos com calma…

No artigo anterior, sobre algumas dicas baseadas na Doutrina Espírita para passar em concursos públicos, falei sobre “ter objetivo bem definido” a nível profissional. Saber qual área seguir, qual concurso investir, e finalmente quais matérias essenciais estudar, mesmo sem previsão de concurso específico, com isso, o concurseiro estará com uma boa base geral para atingir a meta.

“Não faça com que a pressa de colher estrague o seu momento de plantar” (Teilhard de Chardin)

Contudo com os esclarecimentos da Doutrina Espírita, verificamos que todos nós já tivemos vivências anteriores a esta vida e estamos a cada segundo gerando efeitos para o futuro. Mas não apenas o futuro a curto, médio e longo prazo desta vida… E sim gerando efeitos para vidas futuras com nossas ações de agora.

Mesmo para quem já tem conhecimento da Doutrina Espírita, muitos ainda não pensaram sobre isso. Mas o planejamento é muito importante para nossa própria felicidade. Registrar num diário um planejamento de ações e atitudes certamente irá ajudar o indivíduo a colher bons frutos no futuro.

 Na obra “Livro dos Espíritos”, encontramos a seguinte recomendação do Espírito Santo Agostinho:

“Fazei o que eu fazia quando vivi na Terra: no fim de cada dia interrogava a minha consciência. Passava em revista o que havia feito e perguntava a mim mesmo se não tinha faltado ao cumprimento de algum dever. Se ninguém teria tido motivo para se queixar de mim. Foi assim que cheguei a me conhecer e ver o que em mim necessitava de reforma.”

Para quem não conhece a Doutrina Espírita, talvez tenha que primeiramente avaliar a questão da reencarnação, pois é um assunto mais polêmico e muitos tem resistência em admitir tal possibilidade. Mesmo olhando para nós mesmos, verificando que todos temos boas e más tendências desde o nascimento, é difícil compreender que tais vivências registradas no subconsciente desde o nascimento na realidade foram adquiridas em vidas passadas a esta. Para quem busca se aprofundar no tema reencarnação para refletir sobre o assunto temos o artigo  Provas da Reencarnação.

Com essa questão refletida podemos então iniciar um planejamento não apenas de dez, vinte ou cinquenta anos a frente, mas podemos pensar em planejar o que queremos para nós por quinhentos, oitocentos, mil anos a frente !

A felicidade é a busca de todos os seres humanos, mesmo sendo um conceito diverso para cada tipo de pessoa, todos queremos ser felizes de um certo jeito. Mas o que é felicidade e como consegui-la ?

Para isso temos uma receita nos fornecida pelos próprios Espíritos Superiores no Livro dos Espíritos na pergunta 922 de Allan Kardec:

922 – A felicidade terrena é relativa à posição de cada um; o que é suficiente para a felicidade de um faz a desgraça de outro. Há, entretanto, uma medida comum de felicidade para todos os homens?

  R:   – Para a vida material, a posse do necessário; para a vida moral, a consciência pura e a fé no futuro.

Com essa importante receita podemos planejar uma vida com equilíbrio. Não adianta o indivíduo conseguir boa vida material desonestamente agora para depois necessitar resgatar tal dívida como miserável em outra reencarnação… A verdadeira felicidade não está nos objetos materiais. Como muitos objetos de adoração capitalista são difíceis de alcançar, como Iates e mansões, é comum pensarmos que “possuir ” tais objetos é a felicidade.

Então podemos começar a escrever um esboço de como alcançar a meta da felicidade plena, a felicidade que ainda não é possível sentir nesse planeta, mas que pode ser construída desde agora, mesmo se já praticamos muitas faltas no passado.

Para alavancar essa meta nos próximos 500 anos temos que começar já com algumas medidas para serem praticadas durante nossa vida de agora:

1) superar nossos defeitos – disciplinando-os;

2) resgatar dívidas pretéritas – sem revolta;

3) resistir com sucessos em nossas provações;

4) praticar caridade verdadeiramente.

Parece simples, mas não é.

O orgulho que todos temos, geralmente nos impede de ver e sentir nossos próprios defeitos. As relações de casamento e convívio familiar – que são as maiores chances de descobrir nossos defeitos – são desperdiçadas com intolerância e incompreensão.

Quando sofremos uma perda física ou material geralmente nos revoltamos até mesmo contra Deus e nos afastamos de todo o benefício do Alto. A maior concentração de renda é buscada a todo o custo gerando um sentimento de amargor, pois dinheiro nunca é muito.

Quando surgem oportunidades de tirar vantagem alheia, receber uma propina, burlar uma Lei, usar notas frias, praticar pequenos delitos (não respeitar direitos autorias, furar uma fila,etc) geralmente caímos na tentação, pois “se eu não fizer, outro faz” …

E assim ficamos ainda mais distantes da verdadeira meta de real felicidade, pois estamos gerando novas situações negativas para nossa própria vida futura, com mais dor e perdas… dessa forma se não for nessa vida teremos que resgatar nas próximas, pois a colheita é obrigatória.

Nesse período de quinhentos anos, se tivermos sorte e muita vontade, poderemos reencarnar algumas vezes e ter a chance de resgatar mais dívidas e melhorar ainda mais nosso ser moral e intelectual para nossa própria evolução, encurtando a distância da real felicidade.

Lembrando ainda que ” o amor cobre uma multidão de pecados”, dessa forma podemos iniciar agora com a prática do bem em suas inúmeras formas as ações que irão buscar o verdadeiro perdão e resgate de nossas faltas.

PERDAO

A Doutrina Espírita promove inúmeros recursos através do Verdadeiro Centro Espírita – atuando como um agente facilitador de nossa busca pela felicidade, dispondo a oferta de trabalho voluntário para nos engajarmos e fornecendo estudos sistemáticos sobre tudo que o plano espiritual busca nos ensinar. Planejar uma rota segura para os próximos quinhentos anos, fica mais fácil… e a verdadeira felicidade, mais perto.

—————————————————–

https://joanadarc.wordpress.com/?s=felicidade

 





Cansaço, desânimo, falta de atenção. Saiba o por quê.

27 03 2014

Esses sintomas podem ser de ordem físico, causados principalmente pelo estresse, problemas na tireoide, falta de uma alimentação balanceada, problemas com sono, ansiedade.

Contudo também podem ser de ordem espiritual, causados por obsessões espirituais.

Tratamos aqui a segunda hipótese – obviamente a mais polêmica. Para quem não acredita em espíritos ou na vida após a morte, tais fatos simplesmente não existem. Contudo com a observação dos relatos atuais, das facilidades dos meios de comunicação, onde as provas sobre o mundo espiritual são mais acessíveis, basta procurar informações.

É um assunto complexo em termos de estudo da Doutrina Espírita. Para quem não conhece a Doutrina aconselho a ler esse artigo primeiro.  https://joanadarc.wordpress.com/?s=o+que+%C3%A9+espiritismo

Uma questão complexa está nos vícios. Para entendermos como o vício possui uma relação intensa com o mundo espiritual, devemos saber sobre a lei de sintonia. No mundo espiritual, não conversamos pelo som. Mas sim pelo pensamento. Devemos ter bem em mente essa situação. Não há como fingir. Dessa forma ao produzir um pensamento, o espírito gera uma sintonia, uma vibração, uma faixa de energia que irá se ligar com outros espíritos dessa mesma faixa, fazendo conexões.

Da mesma forma ocorre nos espíritos que estão presos ao corpo físico, encarnados, ou seja nós mesmos. Apesar de na maioria das vezes não podermos ver os espíritos (tem gente que vê) – ao pensarmos em alguma coisa estamos criando um link, ou seja, dando um grito no plano espiritual. Sim, um grito mesmo, e bem alto e constante – numa faixa determinada de onda, como uma rádio. Obviamente aqueles espíritos sábios não irão estar escutando leco leco leco… Dessa forma o tipo de pensamento estará de acordo como o grau de evolução do espírito.

Essa parte é importante, pois existem muitos tipos de espíritos. Os maus, os ignorantes, os que ainda se ligam as coisas materiais, os que estão ainda errando, mas buscam melhores… os bons, os superiores… e por aí vai até chegar aos puros – nosso objetivo. No Livro dos Espíritos tem um capítulo sobre esse assunto que vale a pena a leitura.

Dessa forma, quando praticamos ações de cunho estritamente material, principalmente na ordem das sensações, estamos nos ligando a espíritos inferiores. Tais espíritos ainda absorvem a energia que liberamos nessas situações. Muitos autores esotéricos chamam de vampiros. Mas são apenas espíritos humanos que tinham como objetivo de vida desfrutar de prazeres, desencarnam e continuam como zumbis das trevas, na ignorância de Deus. Na série de livros do autor espiritual André Luiz, psicografado por Chico Xavier, temos com detalhes essas questões. Vale a pena começar pela obra Nosso Lar e depois entrar na obra Missionários da Luz.

Nessa situação de sintonia, surge os vícios. Que são as forças dos espíritos inferiores em NOSSA MENTE nos influenciando e nos levando a praticar atos repetitivos ligados ao sexo, álcool e drogas, onde eles absorvem nossa energia ao liberarmos as mesmas. Quando Jesus recomendou “Orar e vigiai” – sabiamente estava nos ensinando a nos proteger dessas influências negativas e destruidoras. E tudo pode começar apenas com uma masturbação rotineira, atraindo cada vez mais espíritos até transformar o indivíduo em um fantoche.

Os jovens são alvos fáceis desse tipo de obsessão espiritual, muitos pais ainda incentivam a pornografia e o uso da internet sem controle com tempo livre de sobra. O prazer solitário viciante alimenta as obsessões. A energia do centro genésico que é responsável pela concentração e criatividade é subtraída diariamente produzindo uma pessoa com problemas de memória, concentração, fraqueza. Para se aprofundar nesse assunto existe uma apostila muito interessante no site BV Espírita (Centros de Energia Vital) abaixo.

A Epífase e os Centros de Energia Vital . pdf

Parar e observar nossa rotina, pensamentos e ações é algo muito mais importante do que se imagina. Ideias brilhantes, sucesso profissional, bem estar pessoal, tudo isso pode mudar completamente. Nossas companhias espirituais podem ser cruciais em todos os momentos de nossas vidas. Mas tudo isso depende apenas de cada um de nós buscar uma melhora moral em mudança de comportamento. Para isso temos um remédio de apoio infalível – a prática da caridade em qualquer uma de suas formas.

Abaixo um vídeo sobre sintonia. Sucesso para todos.