Fé contra o estresse

15 08 2007

stress Ao assistir uma palestra sobre estresse no meu grupo, comecei a fazer um pequeno resumo esquematizando do que era dito pelo palestrante ao mesmo tempo complementando com pensamentos próprios. Segue resume então:

Existem dois tipos de estresse. Um negativo outro positivo.

O estresse positivo é normal, motivador, produtor de ações consistente. Mesmo sob pressão não causa mal se canalizado corretamente com alegria e controle. As reações físicas, como o aumento da pressão arterial, batimentos cardíacos, nervosismo é controlada com o foco na fé, no otimismo, na confiança, na alegria de fazer, no prazer. A energia física portanto é totalmente canalizada para a atividade com afinco. O produto final é recompensador e motivo de mais alegria. A pessoa para agir dessa forma possui as seguintes características: perdoa facilmente, paciente, possui fé, alegre, com auto-estima alta, tem metas bem definidas, procura sempre se organizar, e em caso de ambiente profissional – estar no lugar correto e possui vocação para a atividade que se dispõe a praticar.

O estresse negativo é uma anormalidade, atrapalhando a produção de ações e conseqüentemente do produto final objetivado. As reações físicas são descontroladas e constantes gerando ansiedade, preocupação, medo, desordem mental e física. Não há canalização dessa energia descontrolada e negativa acumulando e causando doenças e desgaste físico e mental. O produto final é falho e até mesmo nulo. A pessoa que possui o estresse negativo necessita urgentemente de uma auto-avaliação e de reforma íntima. Possui características negativas afloradas, como a auto-estima baixa, dificuldade em perdoar, falta de fé, descontrole emocional e ainda orgulhosa muitas vezes em não admitir a si mesmo seus defeitos. Ainda não possui uma meta de vida bem definida, causando muitas dúvidas e insegurança nas ações.

Como solução básica listamos aqui algumas sugestões:

1) “Conheça-te a ti mesmo”, com nos dizia Sócrates. Busque em si seus dons, tendências boas para desenvolver e acertar na vida e tendências negativas para corrigi-las.

2) Viva o aqui e agora sempre com fé e certeza que estará sempre amparado pelo plano espiritual no desenvolvimento e ação de tarefas construtivas.

3) Tenha uma meta de vida bem definida, escrita como um diário e suas ações a cada dia para alcançá-la.

4) Desenvolva a paciência, pois muitos acontecimentos estressantes são provas que devem ser superadas.

5) Tenha seu limite bem definido e sua capacidade igualmente sábia para evitar dar “saltos maiores que a perna”.

6) Esforce-se para não guardar sentimentos e praticar a comunicação clara e sempre em todas as situações, evitando dúvidas. A dúvida é geradora de ansiedade, preocupações e medos.

7) Se trabalha em uma atividade que não goste, apenas pela necessidade, e o que tem vocação não é rentável, não desista dos sonhos. Busque desenvolver em paralelo o que tem prazer como um hobby mesmo que em poucos minutos diários. Toda ação gera reação.

8) Pratique caridade, uma palavra consoladora, doar seu tempo a uma conversa, a uma pessoa solitária, uma atenção muitas vezes vale mais que dinheiro.

9) Coloque-se sempre no lugar do próximo em suas ações.

10) Eleve o pensamento acima dos problemas materiais, pois como nos diz Maria, mãe do nosso Mestre Jesus: Tudo passa.

Portanto aqui está mais um item que devemos controlar em nossa reforma íntima: a nossa fé ao combate do estresse ao serviço do controle emocional.

Sucesso a todos !

Anúncios