Dicas de Tabuada, Perdão, Ação e Reação

14 09 2007

Em estágio num colégio público verifico a grande dificuldade de se fazer contas simples de matemáticas de cabeça.

Parece difícil querer em plena época digital – das calculadoras e computadores – querer fazer contas de cabeça. Mas acredito ser de muita importância prática (pois nem sempre se tem uma calculadora disponível) e mental (pois melhora o raciocínio e saúde cerebral) exercitar a tabuada.

Como nunca tive um professor que me ensinasse de forma lógica a tabuada, venho por meio desta publicação explicar e exemplificar de forma simples e clara a lógica da tabuada de multiplicar de 3, 4, 6, 7, 8 e 9. As tabuadas multiplicativas de zero, um dois, cinco e dez acredito não serem necessárias pela sua facilidade, apesar de já ter ouvido no meu estágio um aluno de primeiro ano do ensino médio dizer que “3 x 0 = 1″…

Infelizmente a situação da Educação no Brasil não é favorável, mas devemos ter a consciência tranqüila de estar fazendo a nossa parte para uma mudança, pois a fé é necessária.

Bem, voltando ao assunto, deixo exemplos de como compreender a tabuada e não decorar. Com a prática e uso, nossa mente acaba criando associações fortes, sólidas e mais rápidas, quase que “pensando sozinho” num automatismo lógico – nosso objetivo.

Com base no entendimento que

1) Somando …

Tabuada

2) Diminuindo…

Regra 2

 

Podemos assim raciocinar a multiplicação da seguinte maneira (dentre outras):

3 x 3 = 9

3 x 4 = ( 9 + 3 ) 12

3 x 5 = 15

3 x 6 = (15 + 3 ) 18

3 x 7 = (15 + 6 ) 21

3 x 8 = ( 3×10=30 – 6) 24

3 x 9 = ( 3×10=30 – 3) 27

 

4 x 3 = 3 x 4 = 12

4 x 4 = ( 8+8 ) 16

4 x 5 = 20

4 x 6 = ( 20 + 4 ) 24

4 x 7 = ( 20 + 8 ) 28

4 x 8 = ( 4×10=40 – 8 ) 32

4 x 9 = ( 4×10=40 – 4 ) 36

 

6 x 3 = ( 12+6 ) 18

6 x 4 = ( 12+12 ) 24

6 x 5 = 30

6 x 6 = ( 30 + 6 ) 36

6 x 7 = ( 30 + 12 ) 42

6 x 8 = ( 6×10=60 – 12 ) 48

6 x 9 = ( 6×10=60 – 6 ) 54

 

7 x 3 = ( 14+7 ) 21

7 x 4 = ( 14+14 ) 28

7 x 5 = 35

7 x 6 = ( 35+7 ) 42

7 x 7 = ( 35+14 ) 49

7 x 8 = ( 7×10=70 – 14 ) 56

7 x 9 = ( 7×10=70 – 7 ) 63

 

8 x 3 = ( 16 + 8 ) 24

8 x 4 = ( 16 + 16 ) 32

8 x 5 = 40

8 x 6 = ( 40 + 8 ) 48

8 x 7 = ( 40 +16 ) 56

8 x 8 = ( 8×10=80 – 16 ) 64

8 x 9 = ( 8×10=80 – 8 ) 72

 

9 x 3 = ( 30 – 3 ) 27

9 x 4 = ( 40 – 4 ) 36

9 x 5 = ( 50 – 5 ) 45

(…)

9 x 9 = ( 90 – 9 ) 81

Com a prática pode-se partir para números maiores. Outras possibilidades no link :

http://educar.sc.usp.br/matematica/m3l2.htm

TEMA TRANSVERSAL

A lógica mental é de grande importância no desenvolvimento de qualquer criança para quando adulto possa raciocinar de maneira mais rápida e eficaz, trazendo melhores possibilidades no campo profissional e pessoal.

Além disso, multiplicação é campo vasto em aplicações, pois toda ação multiplicadora produz um resultado, assim como todas as nossas ações no campo pessoal produzem conseqüências. Podendo assim relacionar a tabuada com ações em nossas vidas visto que todas as ações praticadas por qualquer pessoa trará resultados. Se forem feitas no campo do BEM o resultado será positivo. Se forem feitas no campo do MAL o resultado será negativo para quem a está fazendo. E os resultados das ações de um indivíduo formam o seu próprio ser físico, mental e espiritual.

Igualmente o ato de perdoar, Jesus nos convidou através da multiplicação, a perdoar quantas vezes for necessário nossos irmãos que nos prejudicam, nos ferem ou nos maldizem. Devo perdoar até sete vezes? – pergunta o discípulo Pedro. E Jesus com sua sabedoria lhe diz “Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete”!

Interessante correlacionar o ato de perdoar com nossas ações e reações. Pois o revide, a vingança e o rebater de ofensas são ações negativas e assim procedendo estaremos nos comprometendo e nos “amarrando” ao ofensor espiritualmente. Daí a importância do perdão. Perdão é libertação espiritual. Perdoando o indivíduo estaremos nos desvinculando do praticante da ofensa e com certeza o ofensor receberá o que plantou pela lei da causa e efeito.

CURIOSIDADE – Vídeo do Youtube

Sucesso a todos !

“Para uma resposta vingativa, basta a inteligência. Para perdoar, porém, é preciso SABEDORIA.” (Espírito Augusto, psicografado por Clayton Levy – Livro O homem de bem)